29 de julho de 2011

O Amor Venceu

| |










Prólogo

Pode o poder de uma paixão ter a força de acabar com um imprinting? ESCOLHAS, fic team Jacob.
Jacob estava levando sua vida, sete anos se passaram e ele estava agora noivo de Nessie. Até que então acontece o inesperado!!! Uma intrigante garota do Brasil chega a Forks para acender seu coração que há muito já estava adormecido!
ESCOLHAS, é o que Jacob Black terá que fazer!!!


Capítulo 1

Eu estava sentada na poltrona do avião que tinha acabado de decolar, estava nervosa, confesso, por andar de avião pela primeira vez, mas algo dentro de mim dizia que a minha vida nunca mais seria a mesma...

(Flash back)
Eu comecei a lembrar de como consegui convencer minha mãe a largar minha agitada vida no Rio de Janeiro aos 20 anos de idade, largar meu emprego de recepcionista em uma renomada academia do Rio e minha faculdade de educação física.
_ , filha eu sei do seu sonho de ir para os Estados Unidos e juntar um dinheirinho lá, mas você está se dando super bem aqui agora, minha filha, você conseguiu entrar na faculdade e tem seu emprego, você adora trabalhar lá. Não será loucura tudo isso?
_Dona Helena, Dona helena não comece com esse papinho de novo, a gente já conversou mãe. Eu vou ficar por um ano só lá, e depois eu volto, é simples!
_Ah, mas é que eu vou morrer de saudades... Pra quem eu vou contar as fofocas das mulheradas?
Ri alto; minha mãe era cabeleireira e tinha montado um salão na parte de baixo do sobrado de nossa casa. Ela se separou de meu pai quando eu tinha 10 anos de idade, foi traída. Meu pai era bancário e acabou se envolvendo com a faxineira do banco. Foi horrível para ela superar e nunca mais se envolveu com ninguém, eu carregava um pouco disso comigo. Tinha um certo trauma por relacionamentos, parecia que eu ia passar por tudo que minha mãe tinha passado, por isso aos 20 anos eu não conseguia gostar de ninguém.
_ , querida, - minha mãe me chamou me tirando dos pensamentos.
_Oi mãe.
_Tava voando é? _ela falou.
_Pensando na vida apenas...
_Vou sentir sua falta...
_Eu também mãe. - a abracei forte deixando as lágrimas caírem
_Eu estou tranquila da sua ida, porque sei que você estará em boas mãos.
Eu iria com Marta, a freguesa e muito amiga de minha mãe, que tinha uma irmã que morava lá e tinha uma padaria. Marta tinha conseguido se aposentar depois de anos dando aula. Ela iria rever sua irmã que tinha se casado com um americano e que morava em uma pequena cidade chamada Forks, e de quebra a filha dela, a , minha inseparável amiga, iria junto.
Uma semana depois já estávamos no aeroporto, eu me despedia de minha mãe com lágrimas nos olhos e a promessa de ligar toda semana. A abracei forte e sussurrei um Te Amo Mãe, fica bem ta.
_Você também. Eu te Amo e se cuida. - ela me beijou na testa, então peguei a mala e fui. Eu só tinha a minha mãe e ela a mim, eu era filha única.
( fim Flash Back)

Uma lágrima rolou dos meus olhos.
_Já com saudades ? - Marta passou a mão em meus cabelos me tirando dos meus pensamentos.
_Sim Marta, mas estou feliz por estar indo, por você querer me levar com vocês.
_Ah imagina e é como uma filha para mim.
_Olha que eu fico com ciúmes hein? - falou e acabamos rindo
Desembarcamos no aeroporto de Washington e ficamos deslumbradas como tudo era muito diferente do Brasil. Fomos direto para um hotel desses pequenos, iríamos posar e no outro dia a gente sairia cedo para Seattle e depois Forks.
Eu estava exausta, tomei um banho quente e caí na cama, não antes de brigar com a por causa da cama do canto da janela. Eu sempre gostei de dormir próxima a janela, talvez fosse só para mais uma vez observar a lua... Eu adorava admirá-la; era como se segredos estivessem presentes com as fases da lua. Ri com esse pensamento, de tão cansada adormeci.

CAPÍTULO 2


Acordamos 6:30 ninguém merece eu odiava acordar cedo e geralmente acordava de mau humor mais esse dia eu estava plenamente ansiosa por estar o quanto antes nesta tal cidade de Forks, estranho, pensei.

-Anda logo , ou a gente vai perder o avião para Seattle falou batendo na minha bunda. Ela tinha essa mania idiota e cada dia me chamava de uma fruta. Isso porque eu tinha o corpo igual dessas mulheres com nomes de frutas, é eu tinha literalmente um corpão, uma bunda enorme e coxas grossas e a cintura fina, é eu chamava a atenção por onde passava. Meus cabelos estavam castanhos com mechas eu vivia mudando a cor e lisos devido as tantas escovas progressivas e outras que minha mãe fazia. Meus olhos eram cor de mel.

-Apuraaaaa! berrou calçando suas botas.

-Ai já vai-Calma, vesti uma calça jeans cós baixo de cor escura e uma blusinha branca de manga comprida e calcei minhas botas salto alto. Pronto, Marta já esperava nós lá fora .

Pegamos um taxi e fomos para o aeroporto depois de umas 4 horas finalmente chegamos em Forks, a irmã de Marta a Susan estava esperando a gente com seu carro.

-Não acredito que estão aqui, Susan abraçou Marta e depois e eu, ela estava muito feliz e tinha lágrimas nos olhos assim como Marta.

-Venham, vamos, estou louca para saber das novidades minha irmã.

-Teremos muito o que conversar Susan, as duas riam

Eu e entramos no carro também. Eu ia admirando aquela paisagem muito diferente do Brasil, do Rio de Janeiro, estava nublado o tempo e meio que garoava e era tudo muito verde era diferente mas me agradava era uma sensação estranha estar ali.

Chegamos na casa de Susan uma casa muito bonita e confortável.

-Quero que conheçam meu marido David. Ele era um senhor calvo e bem gordo e nos cumprimentou alegremente. Sorte a nossa falar inglês, aliás foi uma das coisas que eu mais me dediquei a vida toda foi aprender inglês não sei porque e consegui eu falava super bem. Laine e Marta também aliás ela foi professora de inglês por quase 30 anos.

Ficamos na sala conversando até que Susan mostrou nosso quarto. Eu iria dormir com a Laine em um quarto que tinham 2 camas de solteiro uma praticamente do lado da outra uma ficava perto da janela, rimos juntas.

-Pode ficar com a da janela, falou

-Obrigada amiga, sabia que eu te amo?

-Ah tá! acabamos rindo

Marta ficaria em outro quarto sozinha, aquela casa era enorme e Susan não pode ter filhos então se dedicou ao trabalho todos esses anos e se saiu bem tinham conseguido montar uma padaria, um mercadinho e uma oficina para carros.

Tomei um banho e passei o meu óleo favorito de andiroba, vesti uma calça jeans bem clarinha e uma blusinha preta tomara que caia que deixava a mostra meus ombros e minha tatuagem nas costas que dizia:

"Livrai-me de todo o mal"

estava lá fora me chamando para darmos umas voltas. Se quiserem irem garotas a cidade é minúscula vcs não vão se perderem Susan falou.

Saímos parecendo duas bobas rindo

-Nem acredito que to aqui

-Eu também não a mãe sempre falava de vim mais só enrolava

-Sabe sinto que tem algo especial para nós aqui

-Hum, tipo o que ? Vc pensando em namorar?

-Não é isso , é algo que sei lá, eu to feliz de tá aqui e de a gente trabalhar junto, é isso

-Sei... falou .

E fomos conhecer um pouco da cidadezinha

CAPITULO 3


-Sabe a mãe falou que tem uma casa na esquina aqui perto que ela já tinha falado que ia alugar e que a tia Susan já deixou reservada vamos até lá ver? -Vamos, respondi

Caminhamos pelas ruas de Forks e vimos a casa na esquina, a casa era de madeira pequena com uma área coberta do lado que poderia guardar um carro ou estender umas redes, muito gostosa a casa e nos fundos da casa começava a floresta. -Adorei, falei

-Eu também, disse

Estávamos voltando para casa quando eu ví um jeep enorme estacionado no meio fio e um cara incrivelmente grande encostado pra fora do jeep com mais um rapaz mais baixo e menos musculoso e ele tinha o cabelo amarrado curto.Não pude evitar de olhar novamente e cutucar que também já tinha visto eles e droga a gente vai ter que passar bem na frente deles, pensei.

Desviei meu olhar e continuei andando, eles estavam parados quase em frente a padaria que daqui alguns dias eu e iríamos trabalhar, olhei novamente pro grandão que tinha a pele muito branca e os cabelos muito curtos e ele sorriu pra mim.Eu já estava bem próxima deles quando a começou a dar risada, droga ela sempre fazia isso, que vergonha, senti minhas bochechas esquentarem e continuei andando, foi quando uma moça muito bonita se chocou comigo. Ela estava saindo da padaria e bateu em mim sem querer, eu também não tinha visto ela.

-Me desculpa! Eu não te vi, ela falou

-Tudo bem não foi nada eu também não te vi.

-Não machuquei você? Ela perguntou olhando assustada em meus olhos.

Ela era muito linda tinha uma pele diferente e ela parecia ter uns 17 anos

-Não machucou não, eu estou bem.

-É que a gente tava meio distraída, falou olhando pros caras que naquela altura se aproximaram da garota

-Eu moro aqui e nunca vi vocês, vcs não são daqui né? ela perguntou

-Não a gente chegou hoje aqui e somos brasileiras

-Ah tá- bem eu sou a Nessie e esses são meus tios Emett e Jasper

-Oi tudo bem? e falei sem pegar em suas mãos

-Bem a gente tem que ir, mas foi bom conhecer vocês, falei

-É a gente se encontra eu sempre venho comprar muffins aqui são os melhores da cidade. - Ouvi ela dizer

-Ok, até mais- falei e saí puxando a

Minha mão suava frio eu estava sei lá, incomodada com aquela garota era estranho.

-Credo o que aconteceu com você a garota parecia querer fazer amizades

-Ah sei lá vamos embora que já devem estar esperando nós,

Caminhei até a casa, mas minha cabeça não parava, não conseguia parar de pensar naquela garota e algo dentro de mim me dizia que ela iria me trazer problemas

CAP 4

Chegamos em casa e já estavam esperando para a gente jantar.

-Oi meninas, pensei que tivessem se perdido, vcs demoraram, Susan falou abrindo a porta

-Não, imagina a gente ficou andando por aí e achamos a casa para alugar e é bem perto daqui e a casa é uma graça, falei

-É lá que nós vamos morar, Marta falou

-Garotas, Susan nos chamou para a cozinha quero que conheçam o chefe de polícia daqui Charlie Swam e este é um velho amigo de meu marido o Billy Black.

Cumprimentei alegremente Charlie e Billy Black que estava sentado em uma cadeira de rodas. Ele pegou minha mão e me cumprimentou alegre

-Prazer conhecê-la srta? ele falou

- o prazer é todo meu falei segurando sua mão e uma estranha sensação me deu ao tocar em suas mãos, ele pareceu perceber e começou a me observar e vez ou outra ele sorria pra mim como se um pai sorri para uma filha.

Meu coração se apertou nessa hora e lembrei que meu verdadeiro pai tinha abandonado eu e minha mãe e a gente quase não se via.

Susan nos convidou para jantar e a conversa ia agradável.

-Forks é uma cidade muito tranquila para morar garotas vcs vão gostar daqui, o chefe de polícia falou

-E vcs precisam conhecer La Push, é melhor ainda, Billy falou rindo

-Ah com certeza elas terão muito para conhecerem aqui, Susan falou

-Bom eu já to adorando é muito diferente do Brasil mas acho que vou me dar bem aqui, falei rindo

-É isso que se fala Billy falou pra mim

O resto do jantar correu tranquilo e quando eles foram embora senti Billy me olhar pensativo...

No outro dia já fui pra padaria logo cedo queria aprender o mais rápido possível, e assim foi o resto da semana eu me adaptei com tudo era até engraçado pois eu tinha acabado de chegar mas me sentia como se ali fosse realmente meu lugar.

Eu e faziamos o mesmo horario das 8 às 2 da tarde.

Era uma sexta feira a tarde eu tinha acabado de tomar banho e tinha passado meu óleo de andiroba e coloquei uma legging branca e um top preto eu tinha muitas roupas de ginástica por causa da academia, tava dormindo Susan e Marta estavam terminando de arrumar a casa que iríamos nos mudar e o sr David estava trabalhando.Então eu estava praticamente sozinha na casa. Coloquei o CD do Exalta Samba esse era um dos muitos que eu trouxe do Brasil, coloquei o CD no ultimo volume e comecei a cantar junto lembrando de quando eu fazia isso no Brasil e minha mãe ficava doida comigo falando que um dia eu ficaria surda de ouvir tão alto mas quando eu tava ansiosa ou alegre ou nervosa eu precisava ouvir alto era como se a musica tivesse o poder de me acalmar.Tava ouvindo e cantando aquela

Te filmando, eu tava quieto no meu canto:
Cabelo bem cortado, perfume exalando
Daquele jeito que eu sei que você gosta,
Mas eu te dei um papo e você nem deu resposta.
Tudo bem! Um dia vai o outro vem!...
Você deve estar pensando em outro alguém,
Mas se ele te merecesse não estaria aqui.
Não!... Não!... Não!...
Ou talvez você não queira se envolver.
Magoada, tá com medo de sofrer.
Se me der uma chance não vai se arrepender.
Não! Não! Não! Não! Não!
Tá vendo aquela lua que brilha lá no céu?
Se você me pedir, eu vou buscar só pra te dar.
Se bem que o brilho dela nem se compara ao seu.
Deixa eu te dar um beijo! Vou mostrar o tempo que perdeu.
Que coisa louca, eu já sabia!
Enquanto eu me arrumava algo me dizia:
"Você vai encontrar alguém que vai mudar
A sua vida inteira da noite pro dia!"

Tava cantando alto quando ouvi a campainha tocar. -Já vou. gritei sem nem abaixar o som
Corri abrir a porta e eu paralisei!!!
Tinha um rapaz absurdamente lindo parado na porta. Ele era enorme com a pele morena, tinha os cabelos curtos negros e os olhos meio puxados, ele era perfeito!Ele usava uma bermuda e uma camiseta cinza.

-O, Oi, consegui falar

Ele respirou e apertou os olhos antes de responder

-Oi, ele falou

-Posso ajudar? perguntei

>-É, o sr David tá por aí? ele falou

Ele me olhava com intensidade

-Bom, o sr David é é, ele saiu, falei

As palavras sumiram da minha cabeça, droga o que é isso agora, -Ele deve ter ido na oficina dele, falei já sem ar.

Ví ele baixar os olhos pelo meu corpo e eu vermelhei.

-Ele não tá na oficina eu acabei de vim de lá, ele falou

Meu Deus ele é maravilhoso, que homem é esse?pensei

-Você ouviu? ele me perguntou

-Hã? Desculpe o que vc falou? eu tava hipnotizada com ele

-Falei que ele não tá na oficina eu acabei de vim de lá, ele respondeu me encarando

Eu ia falar quando Susan chegou e deu um abraço apertado nele

-Jake meu querido! Que saudade de vc, ela falou

-Eu também Susan, ele falou rindo


-Você quase não vem aqui, esquece de vim me ver né, Susan falou pegando em seu braço

-Desculpe Susan é que tem muito serviço na oficina e quase não me sobra tempo pra nada, ele falou

-É que vc é um mecanico de mão cheia meu filho

-Um pouco só, ele respondeu rindo

-Modéstia sua, mas vejo que vc já conheceu a , Susan falou me olhando

-Na verdade ainda não eu acabei de chegar, ele respondeu me olhando novamente

-Sou , falei pegando em sua mão e dando os singelos beijinhos no rosto. Quando toquei em sua mão e minha boca tocou seu rosto eu senti um frio no estomago, parecia que o ar me faltava.

-Sou Jacob Black, ele falou estreitando os olhos pra mim

Ele ficou meio sem graça com os beijos no rosto mas o que eu estranhei mesmo foi o calor da pele dele parecia que ele tava com febre.

Ví Susan começar a rir

aqui a gente não dá os beijinhos no rosto. Susan falou rindo

-Ah, me desculpe, falei ja sentindo minhas bochechas esquentarem, que vergonha pensei

-Imagina, ele falou num riso torto pra mim

-E essa Jake é minha irmã Marta que mora no Brasil e vai passar uns tempos aqui com a gente.

-Oi tudo bem com vc? Marta pegou em sua mão -Nossa eu que sou muito baixinha ou vc que é bem alto? Marta perguntou fazendo com que ele risse

-Acho que eu sou muito alto mesmo, ele falou e olhou pra mim

-Mas vamos entrar Jake vou fazer um cafezinho pra gente Susan falou

-Bom na verdade eu vim ver se o sr David estava? Jake perguntou

-Ai meu filho eu esqueci de te avisar ele falou que iria atrás da peça que esta faltando e eu esqueci de te avisar, desculpe, Susan falou

-Então a peça vem hj ainda? ele perguntou

-Provavelmente, mas chegue filho venha aqui pra dentro que vou preparar um cafezinho fresco e tipico brasileiro, vc me ajuda? Susan falou entrando com Jacob

-Claro eu ja vou lá. Corri abaixar o som que vergonha tava bem alto

Marta foi acordar a que tava dormindo ainda não sei como ela conseguia dormir com musica alta. Fui para a cozinha e Susan ja tava preparando o café e Jacob estava sentado perto da mesa

- vc faz um bolinho pra gente? ela perguntou ja colocando os ingredientes na mesa e uma tigela

-Claro, só não sei se vai ficar bom como os teus, falei rindo e vi Jacob me olhar

Eu comecei a misturar os ingredientes e olhei para o tal de Jake novamente e nossos olhos se encontraram nessa hora derrubei um copo de leite na mesa, isso idiota paga mico na frente dele, pensei

-Ai Susan derrubei leite na toalha, falei. Ví ele segurar o riso

-Ah isso acontece, pegue outra ela falou

Foi nesse instante que percebi que ele usava uma aliança enorme na mão direita. Ele percebeu que eu ví e abaixou a mão.

Ele era noivo, mas é claro um homem lindo desse, maravilhoso é claro que só podia estar comprometido, algo dentro de mim começou a me incomodar era como se uma tristeza estivesse alojado meu coração. Comecei a fritar os bolinhos e ví que Susan falava um monte com ele mas parecia que ele não conseguia se concentrar na conversa. Olhei para ele e ví que ele me encarava.

Tomamos café e Marta ja tinham se juntado a nós qdo Susan perguntou a ele

-Como vão os preparativos para o casamento com Nessie, Jake?

Ele se afogou com o café e abaixou os olhos.

-Bem, está indo bem, ele respondeu meio desanimado.

-Parece que você não está muito animado meu filho, casamento é uma coisa muito séria é pra toda vida eu falo isso pq te considero como um filho Jake, conhecí você com 7 anos e te ví crescer vindo aqui na padaria pro seu pai eu te quero muito bem, Susan falou pegando na mão dele e novamente ví a aliança.

-Eu sei Susan eu gosto muito de você também, ele falou.

-Bem eu tenho que ir ele falou se levantando, obrigado pelo café e por tudo. Foi bom conhecer vcs ele falou olhando pra mim e se foi.

-Gente que homem é esse, falou

-É lindo mais vai se casar amiga, falei. -Será que é aquela mesma tal de Nessie? contei para Susan e Marta sobre aquele dia e Susan me falou que Jake trabalha na oficina de David e vai se casar com a tal da Nessie mas ela é muito metida pois a família dela é muito rica.

-Casamento da porta da igreja volta , ví Marta falar.

-Tá bom deixa eu sonhar então, falei me levantando e indo pro meu quarto

Deitei na cama e fiquei fitando o teto e pensando em tudo que tinha acontecido aquela tarde, aquele Jake lindo, minha vida, minha mãe, tudo veio a tona e lágrimas começaram a escorrer. O que era esse sentimento por esse Jacob? Eu nunca gostei de ninguém e não será esse tal de Jake que iria roubar meu coração!


N/A E aí meninas o que acharam??? Este capítulo foi mais longo para compensar os outros que foi tão curtinho... Queria agradecer de coração a todos os comentários e em especial a vc Flavia que todo capítulo comenta, a Baby Suh e a Juh Black. Obrigado pelo carinho e por estarem acompanhando minha fic. Espero que tenham gostado da música pois eu adooooro e achei que ficaria bem na fic.

Continuem acompanhando pois tem muita coisa boa vindo por aí e Please, COMENTEM!!! Beijos da Mery



CAPÍTULO 5



(POV) JAKE

Era uma sexta feira e eu estava na oficina esperando a tal peça do carro que o Sr. David ficou de trazer ontem já e não tinha vindo.
Tava pensando em minha vida quando eu gostava da Bella e tudo o que passei por gostar dela até ela escolher o sanguessuga e meu sogro agora, é por pura ironia o dia que Bella teve a criança eu iria matá-la até quando desci as escadas e vi aquela criança e aí BUM! A merda do imprinting aconteceu.
Foi tudo muito rápido pra mim eu me apeguei àquela criança que eu daria minha vida para defendê-la. Quando os Volturi vieram para a luta e nada aconteceu eu nem acreditava que tudo ia ficar bem e ficou, 7 anos se passaram eu agora estou com 24 anos mas com a mesma aparência de sete anos atrás isso é a vantagem de ser um lobo. Nessie já esta adulta e se apaixonou por mim então a gente começou a ficar algumas vezes até que começamos a namorar porque ela insistia nisso e então Edward e Bella tiveram a idéia de a gente se casar. Eu deveria estar feliz pelo meu imprinting, mas eu não estava.
Era como se eu já não fosse mais o mesmo, Nessie foi se tornando uma garota mimada e riquinha ela tinha vergonha de eu sair por aí com minhas bermudas ás vezes rasgada ou sem camisa ela me xingava um monte que eu tava parecendo um mendigo, e eu o idiota aqui apenas abaixava a cabeça e ficava quieto. Eu estava morrendo aos poucos
-Oi Jake. - Quill falou
-Jake?- ele bateu em meu ombro
-Oi Quill, não te ví aí cara. - falei
-Também você parece que tá no mundo da lua eu nunca vi um noivo tão triste como vc faltando apenas 3 meses pro casamento. - Quill falou
-É eu tava pensando nisso...
-Pô cara vc não é mais o mesmo Jake, o que ta acontecendo? -ele perguntou
-Quill o que vc sente quando ta com a Claire?
Claire estava agora com 11 anos mais ainda não olhava com olhos para namoro o Quill é o melhor amigo dela.
-Bem você sabe Jake eu agora sou o melhor amigo dela. - ele falou
-Os sentimentos Quill, o coração disparado, o que? -falei nervoso pondo minhas mãos na cabeça
-Bom, Quill coçou a cabeça e começou a falar
-É o coração disparado, as mãos suam vc não sabe o que fazer ou o que falar, vc só quer ficar olhando e admirando e sentindo seu cheiro e ficar junto daquela pessoa, mas você sabe disso Jake a Nessie é seu imprinting.- Quill falou
-Será Quill, será mesmo que a Nessie é meu imprinting porque alguma vez na história Quileute um de nossos ancestrais um lobo se apaixonou por seu inimigo natural um vampiro?- perguntei irritado
-Não,- Quill respondeu sem graça abaixando a cabeça.
-Então Quill,- tem alguma coisa errada isso não existe.
Saí da oficina e Quill gritando pra mim
-Onde vc vai Jake?
-Vou até a casa do sr. David ver se ele já trouxe a peça. - Fica aí que eu ja volto.
Caminhei rapido para espantar a raiva de dentro de mim tudo comigo dava errado. Fui chegando perto da casa e ouvi uma musica estranha em uma lingua que eu não entendia nada mas o pior foi o cheiro que me tomou. -Que cheiro maravilhoso era esse? -Eu nunca em toda minha vida tinha cheirado algo parecido.
-Bati a campainha da casa do sr. David o velho amigo de meu pai e que agora era meu patrão
Uma garota absurdamente linda abriu a porta e senti novamente aquele cheiro e tive certeza que era o perfume dela.
-O, Oi ela falou
-Oi, respondi sério
-Posso ajudar? ela perguntou
-É, o sr. David ta por aí? perguntei pra ela
Ela demorou um pouco pra me responder. - Deus como ela era linda
-Bom o sr. David é ele saiu. - ela falou -Ele deve ter ido na oficina dele
Eu a olhei dos pés a cabeça ela era muito linda, que mulher era essa?- Eu nunca vi uma mulher com um corpo desses ela usava uma calça branca justíssima que deixava a mostra o tamanho de sua bunda e suas pernas grossas e usava apenas um top preto típico de quem faz academia e com certeza ela fazia pois seu abdome era perfeito e ela usava um piercing no umbigo.
-Ele não tá na oficina eu acabei de vim de lá. - falei. Ela parece que não me ouviu ela me olhava intensamente com seus olhos cor de mel, - ela era perfeita!
-Você ouviu? perguntei novamente
-Hã, desculpe o que vc falou? ela disse
-Falei que ele não tá na oficina eu acabei de vim de lá
Ela ia falar alguma coisa quando Susan chegou e me deu um abraço apertado e falando que estava com saudades.- Eu adorava a Susan ela era uma pessoa maravilhosa.
Ela me apresentou a e a sua irmã que moravam no Brasil. - Hum então ela era brasileira, pensei
Estendi a mão para cumprimentá-la e ela retribuiu dando dois beijinhos em meu rosto. -Merda tomara que ela não tenha reparado que minha pele é quente. -Senti algo muito diferente quando nossos corpos se tocaram, droga o que é isso agora, -pensei
Susan riu e nos convidou para entrar e tomar o seu café, eu tinha que ir embora afinal deixei Quill lá mais algo me fazia querer ficar ali.
-Sentei na cozinha e fiquei observando ela misturar uns ingredientes em uma tijela quando nossos olhos se cruzaram, nessa hora ela derrubou um copo de leite na mesa, segurei para não rir dela e ela ficou vermelha. -Ela trocou a toalha da mesa e foi aí que ela olhou minha aliança na mão direita, num impulso escondi minha mão embaixo da mesa. -Senti que de repente ela mudou parecia triste.
-Eu não conseguia tirar os olhos dela percebi que ela tinha uma tatuagem nas costas que dizia alguma coisa mais eu não entendia e ela também tinha uma estrela pequena atrás da orelha,- era linda.
-Tomamos café eu adorava esse café brasileiro era bem mais forte que os nossos e pelo jeito não era só o café que estava me atraindo. - Essa garota era diferente e mexia comigo. -Tentei me concentrar na conversa outra garota tinha se juntado a nós porém essa garota era bem diferente de ela era loira e tinha os olhos verdes e bem baixinha e mais magra.- Tava tomando café quando Susan me pergunta como iam os preparativos para o casamento com a Nessie? -Me afoguei aquela hora , droga, ela tinha que lembrar disso.
-Bem está indo bem, repondi, mas Susan percebeu na hora meu desanimo e me deu uns conselhos ainda, no fundo o que ela falou era tudo verdade ela me conhecia desde pequeno quando eu vinha fazer compras pro meu pai ou na padaria.
-Bem, eu preciso ir. - Me levantei agradeci o café e me despedi delas falando que tinha sido bom conhecê-las e ainda dei uma ultima olhada para e fui.- Mas o que eu queria mesmo era sentir sua pele novamente em contato com a minha.
-Caminhei de volta pra oficina e sr. David já havia chegado e Quill já tinha ido embora.
-Sr. David desculpa ter saído assim eu fui ate a sua casa e acabei me enrolando por lá, - falei passando as mãos em meu cabelo
-Imagina Jake hoje ta bem parado aqui você só tem esse carro pra arrumar, mas vamos deixar pra amanhã.
-Não, eu posso montar agora sr. David, - falei
-Jake, filho, vá namorar um pouco você esta trabalhando demais esse ultima mês, a Nessie ate reclamou pra mim que vc não sai mais dessa oficina.- Tá tudo bem com vocês? - Ele me perguntou
-Tá tudo bem sim, - menti
-Ok então amanha cedo to aí obrigado sr. David, até amanha. - falei
-Saí da oficina mais meu pensamento estava confuso eu não parava de pensar naquela garota. -O que era isso agora, porque essa garota mexeu tanto comigo?- Ela era linda, perfeita, a mulher dos sonhos pra qualquer homem, balancei a cabeça tentando tirar ela dos meus pensamentos, afinal eu já tinha meu imprinting!
-Eu tava distraído demais e nem vi quando Nessie se aproximava de mim.
-Oi meu amorzinho, que saudades! -Nessie falou se jogando em meus braços.
-Oi Nessie. -Que surpresa você vim aqui essa hora. -Falei dando um selinho nela e a abraçando.
-É que eu vim ter roubar um pouquinho pra gente ir lá em casa a Esme preparou uma comida deliciosa, e eu sei que você vai adorar! -ela falou
-Hum, não sei não, eu tenho ronda hoje. -Falei passando as mãos em meus cabelos tentando disfarçar que a pouco meus pensamentos eram outros.
-Ahhh amorzinho, você vai sim. -Você não vai negar um pedido meu. Nessie falou já me puxando para o carro.
-Nessie, estão todos lá? -Perguntei já imaginando se Edward estivesse lá eu não poderia pensar naquela garota brasileira.
-Bom, o papai e a mamãe estão caçando com Rosalie e Jasper. -A Alice está concentrada demais no nosso casamento e Carlisle está no hospital de plantão. -Então só estão Emmett e Esme, mas por que?
-Nada não, só curiosidade. -Falei
Chegamos na casa e Esme com a simpatia de sempre. -Ela era uma pessoa extraordinária.
-Olá meus amores. -Ela falou beijando Nessie e me abraçando.
-A mesa está pronta queridos, espero que gostem. -Ela falou indo pra cozinha
-E aí Emmett? -Perguntei a ele que estava sentado vendo TV na sala
-Ô Jake, de novo aqui, não tem mais casa não é? -Ele falou rindo
-Ai vai se FUDER Emmett! -Eu nem queria vim. -Falei irritado
-Eiiii cara, to brincando, o que deu em você hoje? -Tá de TPM é? -Emmett falou
-Ai não enche vai. -Falei
-Tio Emmet quer parar? -Nessie gritou
-Vem amorzinho, vamos comer. -Ela falou me puxando pra mesa.
-Perdi a fome Nessie. -Falei colocando as mãos em minha cabeça. -Mas não era com Emmett que eu estava irritado, era comigo mesmo.
-Ai amor pára com isso, vocês se dão super bem e vivem de piadinhas por aí, o que aconteceu? -Me fala. - ela perguntou passando a mão em meu rosto.
-Eu só to cansado, só isso. -respondi
-Então vem cá. -Nessie me puxou pela mão me levando pro seu quarto. - Chique demais pro meu gosto.
Ela se aproximou de mim e nos beijamos. -Nessie me agarrava mais de encontro ao seu corpo e se esfregava em mim.
-Eu bem que queria sentir "algo" por ela mas não conseguia. -Eu não tinha tesão por ela.
-Me desprendi do seu beijo. -Calma Nessie, para com isso.
-Hum espera um pouquinho aqui que eu já venho. -Ela falou e foi se rebolando pro banheiro
-Espera o que vc vai fazer Nessie? -Falei batendo na porta do banheiro tentando imaginar o que ela iria fazer.
-Já vou aí. - ela gritou
Revirei os olhos pra cima, Nessie tinha horas que parecia uma criança levada.
-Fui até a varanda de seu quarto e fiquei olhando a chuva fina que caía e um pensamento veio a minha mente. -Aquela garota, a , o que será que ela tá fazendo agora? -Perguntei pra mim mesmo
-Ela quem amor? -Nessie surgiu atrás de mim me perguntando.
Tinha pensado alto demais, que merda.
-A minha irmã a Rachel. -Tava pensando nela agora, é que me lembrei que o Paul está na ronda hoje também e....
Me virei e dei de cara com Nessie semi nua na minha frente. -Ela tava só com uma camisolinha branca totalmente transparente e sem sutiã e sem calçinha. -Isso só podia ser coisa daquela Fadinha idiota da Alice.
-O que significa isso Nessie? -perguntei irritado
-Eu não aguento mais Jake, eu te quero e a gente vai transar hoje e agora! -Ela falou se jogando em cima de mim fazendo com que eu batesse forte minha cabeça no chão. -Nessie era tão forte quanto eu.
-Ai Nessie, minha cabeça , pára!!! -Falei, mais nada adiantava ela tava em cima de mim. -Ela me beijava, me apertava e uma de sua mão tava dentro de minha bermuda.
-Pára Nessie! -gritei
-Ela saiu de cima de mim um pouco assustada e com a cabeça baixa.
-Desculpa Nessie eu não queria gritar com vc. -Mas você me tirou do sério.
-Eu não aguento mais esperar Jake eu só queria me entregar a você. -Eu te desejo Jake,
-Eu queria falar que sentia o mesmo mais eu não sentia isso por ela. -Eu não a desejava mas eu não podia falar isso a ela eu não queria magoá-la.
Peguei um roupão e coloquei por cima dela.
-Nessie é melhor eu ir embora. -Eu tenho ronda ainda.
-Tudo bem meu amorzinho, me desculpa?-Ela perguntou ja me abraçando
-Tá tudo bem. -Eu vou então, a gente se fala amanha. -falei
-Eu te levo então.
-Não é preciso, eu já vou me transformar. - Se cuida. -falei dando um beijo nela e saltando pela janela.
Corri rápido eu tava nervoso e logo veio a transformação.
-Eu corria pela floresta tão conhecida por mim e Paul e Embry já estavam na ronda.-Eu tava com raiva, muita raiva de mim mesmo, minha vida era uma droga.
-Tentei não pensar em nada, mais novamente aquela garota surgiu em minha mente! -Porque eu tava pensando tanto nela? - O que era isso agora? -O que ela tinha que mexeu tanto comigo? -Eu iria descobrir...




N/A: E aí meninas o que acharam desse capitulo na versão Jake??? nesta fic terão muitos capitulos de Jake e da PP junto. Agradeço os comentários fofos obigado a Thammy, a Leti, A Clau, a Karol, a Raquel pela crítica construtiva, espero que esse capitulo tenha ficado melhor. Obrigada a Adriana M.B, a Beatriz, a Graziella, a Juh Black linda, a Flavia minha flor, e a Baby(estou esperando pela capa da fic flor). Bjsssss



CAPITULO 6


Dois dias se passaram desde que conheçí Jacob Black e eu não parava de pensar nele. Aquilo já estava indo longe demais eu precisava esquecê-lo.
Eu caminhava apressada pelas ruas de Forks iria até uma lan house para falar com minha mãe, era bem mais barato que telefone.
Meu coração acelerou quando avistei a oficina de David e eu sabia que Jacob trabalhava lá. Passei ligeiro na frente sem olhar pra dentro quando de repente ouvi um assobio.
-Ei espera. -Olhei para trás e era ele Jacob me chamando.
Não pude deixar de abrir a boca quando o ví ele tava com uma bermuda jeans e sem camisa! -Durante todos esses anos que eu trabalhei na academia eu nunca vi um cara com o corpo de Jacob, ele era perfeito.
-Ta fugindo de mim? -ele perguntou limpando as mãos sujas de graxa em um pano.
-Quem, eu? -Não, imagina só to com um pouco de pressa. -falei tentando desviar os olhos do seu corpo
-Hum, tá indo pra onde? -ele perguntou se aproximando de mim
-É, eu vou procurar uma lan house por aí preciso falar com minha mãe. -engraçado como as palavras sumiam quando eu estava perto dele.
-Eu sei onde tem uma, posso te levar lá. -ele falou ficando a minha frente
Arfei com a proximidade. -Não precisa Jacob, você ta trabalhando.
-Não eu faço questão. -ele falou indo em direção a porta jogando o pano sujo de graxa e vestindo uma camiseta regata.
-Mas e a oficina? -Voce vai deixar sozinha? - perguntei
-Não, tem outro rapaz que trabalha comigo. -Jake falou vindo em minha direção.
-Vamos nessa? -ele falou sorrindo pra mim
-Vamos então. -Fomos pelas ruas de Forks e vez ou outra nossos braços se esbarravam me fazendo tremer com o toque.
-Então voce é brasileira? -Jacob me perguntou me olhando de lado
-É sou sim. -respondi com um sorriso no rosto
-E o que tá achando daqui? -ele parecia curioso
-Diferente. -ri. -Muito diferente do Brasil aqui pareçe que o sol esqueçe de nasçer ne? -Falei lembrando que eu ainda não tinha visto sol nessa cidade.
Ele riu com esse comentário
-É aqui quase não tem muito sol mesmo os dias geralmente passam assim nublados e com chuvas.
Olhei para Jacob que ria num sorriso mais lindo que o proprio sol.
-Pois é mas sabe Jacob eu to gostando daqui. -falei pra ele ele soubesse que não era só do lugar que eu tava gostando!
-Posso te perguntar uma coisa? - ele falou me olhando
-Claro, se eu souber responder. -o que sera que ele quer saber, pensei
-O que te fez vir pra cá nesse fim de mundo? -ele me perguntou pareçendo curioso
Um frio no estomago me deu com essa pergunta
-Bom, isso eu não posso te responder. -falei olhando pra ele
-Ah é? -E porque não posso saber? -ele falou parando de andar e ficando na minha frente me olhando de uma maneira indecifrável.
Respirei fundo para poder falar sem gaguejar.
-Eu não sei o que me fez vim pra cá. -Prefiro pensar que foi obra do destino. -soltei tudo de uma vez.
A proximidade de Jacob Black me perturbava e muito.
Jacob estreitou seus olhos que encaravam os meus e minha boca.
-Você acredita em destino? -ele perguntou sério chegando mais próximo de mim
Demorei um pouco para responder eu tava ficando zonza
-Se eu te falar que sim vc vai rir? -disse a ele que continuava a olhar pra minha boca
-É claro que não.
-Eu acredito Jacob. -falei num riso timido
-Você é tão linda. -ele falou baixo
O que??? Será que ouvi direito ele me achava linda?
-Você falou alguma coisa? -perguntei com meu coração ja acelerado
-Jakeee!
Olhamos para trás e um rapaz alto e moreno chamava por Jacob.
-Oi Jared. -Jacob respondeu ao rapaz que se juntava a nós.
-O que tá perdido aí? -Jacob perguntou pegando em sua mão
-Ah, vim comprar outra chupeta pra Mel ela vive perdendo e a Kim fica quase doida. -Mas quem é ela Jake? -Jared perguntou apontando pra mim
-Essa é a , ela tá na casa da Susan e é do Brasil.
-Oi sou Jared amigo do Jake. -ele falou estendendo a mão pra mim
-Prazer sou . -Credo ele tinha a mão quente como a do Jacob
-Então voce é do Brasil hein?
-Pois é.
-Mas veio pra morar ou só ta passeando? -Jared perguntou
Ví Jacob engolir seco com a pergunta dele.
-Bem, eu vou ficar um ano aqui só e depois vou embora. -falei olhando para Jacob
-Puxa legal vai dar pra conheçer bastante coisa aqui não é Jake? -Jared falou fazendo com que Jake saisse do silencio.
, tem muita coisa pra voce conheçer aqui. -Jacob falou estreitando os olhos pra mim.
Senti novamente um frio no estomago quando ele falou isso eu tinha que fugir dali o mais rápido possível.
-É, bem eu tenho que ir. -falei
-Espera que eu te levo. -Jacob falou
-Onde vc vai? -Jared perguntou para mim
-Na lan house, eu vou falar com minha mãe.
-Ah, a lan house é ali na esquina. -Jared falou
-Onde? -perguntei olhando para Jacob, então a lan era logo ali.
-Ali na loja azul. -Jared apontou para a loja
-Obrigada eu vou então, tchau Jared, tchau Jacob. -Já tava saindo
-Espera! -Eu ia te levar ate la. -Jacob falou segurando meu braço.
-Não precisa é ali na esquina, obrigada Jacob. -falei olhando em seus olhos que agora pareciam tristes
-Jake, pode me chamar de Jake. -ele disse a mim
-Tá. -Obrigada Jake. -falei indo em direção a loja, ouví uns resmungos mas não arrisquei olhar para trás.
Era melhor assim. Eu manter distancia de Jacob Black ou melhor Jake!


POV JAKE


Depois de fechar a oficina fui para a casa praguejando mentalmente Jared por ter apareçido aquela hora. Eu queria ter conversado um pouco mais com a brasileira, era engraçado como eu me sentia atraído em estar proximo a ela. Ela estava mexendo comigo que nem eu mesmo sabia explicar.
Cheguei em casa e ví o carro de Edward encostado. Fui guardar minha moto e Emmett surge de trás de mim.
-Mas calminho hoje? - ele perguntou rindo se sentando em cima do meu carro.
-E aí Emmett, desculpa por aquele dia cara. Eu e Emmett eramos amigos apesar de ele ser vampiro.
-Sem problemas cara.
-A Nessie ta aí tambem né?
-E pelo jeito ela ta meio chateada com você, se prepare lobo. - Emmett falou se levantando
-Ei, onde voce vai? - perguntei a ele que ja saía da garagem
-Não quero ver o circo pegar fogo, to indo caçar. - Boa sorte Jake. - ele falou saindo
Era só o que me faltava ter que enfrentar a Nessie. A gente não tinha se falado depois daquele dia e o pior é que eu tinha estourado minha aliança com a transformação, eu tinha esqueçido de tirar ela. Nessie iria ficar doida.
Meu pai estava na área com Paul e minha sobrinha. É minha irmã Rachel se casou com o idiota do Paul e tinham uma menina linda a Raissa de 4 aninhos e Rachel estava gravida de novo de 6 meses e eles moravam conosco. Tivemos que aumentar a casa mas por sorte o meu quarto era o mesmo.
-Tio Jaaaake! - minha sobrinha correu me abraçar
-Oi minha linda. - falei ergendo ela pra cima fazendo com que ela risse.
-Tio Jaaaake a Nessie tá aí e não quiz brincar comigo! - ela falou cruzando os braços e fazendo beiçinho.
-Não tem problema, depois o tio Jake vai brincar com vc. -Dei um beijo na cabeçinha dela e a pus no chão.
-Você me empurra na balança tio? - ela pediu com aquela carinha que eu não conseguia dizer não.
-Claro minha linda, depois a gente brinca.
-Ebaaaaa, mãe o tio Jaaaake vai me empurrar na balança. - ela saiu correndo para contar a Rachel
-E aí pai, tudo bem por aí?
-Tirando os sanguessugas que não saem daqui tá tudo bem. - Paul falou
Ele odiava a Ness afinal quase ninguém gostava dela, ela havia se tornado uma pessoa arrogante muitas vezes e isso tava me deixando maluco.
-Não vou nem te responder Paul. - Não tô com saco para provocações suas hoje.
-Oi filho, ela tá no seu quarto te esperando. - meu pai falou com tristeza na voz. Ele tambem não gostava dela
-Jake ja ta quase pronta a janta voces não vão sair né? - Rachel falou me dando um beijo no rosto.
-Não eu vou lá falar com a Nessie.
-Boa sorte irmão. - Ela falou rindo pra mim
Fui até meu quarto e Nessie estava sentada em minha cama. Quando ela olhou pra mim e nossos olhos se encontraram a única coisa que eu consegui sentir foi pena dela. O seu olhar não causava mais o mesmo efeito em mim.
-Oi Nessie, você ta bem? - perguntei me sentando ao seu lado.
Ela grudou seus labios nos meus e isso me incomodou um pouco
-Você ta diferente Jake. - Nessie falou me observando. - Não responde mais aos meus beijos
-Diferente como, posso saber? - perguntei me levantando e pegando uma roupa para tomar banho
-Cade a aliança? - ela gritou ficando de frente comigo
Fechei os punhos tentando me acalmar Nessie tava me deixando nervoso. Optei por falar a verdade
-Eu esqueçi de tirar antes de me transformar.
-Mas você nunca esqueçeu Jake, onde voce anda com a cabeça? - ela falou gritando comigo novamente
Somente uma pessoa veio a minha mente, a me deixava
-Aiiiiii, esqueçe, vou ajudar sua irmã com a janta.
Fui pro banheiro tomar um banho gelado pra me acalmar e me vi pensando em novamente, em seu cheiro, seu corpo, sua pele, quando dei por mim eu estava pra lá de "estimulado" meu membro estava completamente duro, coisa que nunca aconteçeu com Nessie. Merda, abri todo o chuveiro com a agua gelada eu precisava me acalmar. Não teve jeito acabei "batendo uma" pensando na .
Saí do banho e vesti a roupa. Coloquei uma calça e uma camiseta. Teria que apagar completamente da minha mente o que eu tinha acabado de fazer porque hoje eu teria ronda com Seth e Leah.
Respirei fundo e fui pra cozinha. O jantar decorreu tranquilo e Ness grudava em mim
-Você está tao quieto hoje cunhado. - Paul falou me provocando. Ele sabia dos meus pensamentos
-É que to pensando qual é a maneira mais facil de me livrar de você. - Falei com ironia
-HAHAHAHAHA vai tentando. -ele falou rindo com a boca cheia, ele sempre fazia isso imbeçil, coitada da minha irmã
-Ei, vamos parar com isso? - Billy falou
-Vocês dois não tem jeito mesmo né? - minha irmã falou
Terminamos de jantar e eu fui para a garagem com Nessie atrás de mim.
-Vem cá meu amor, eu não quero mais brigar com vc. - ela falou me abraçando
-Ness, eu to cansado e queria ficar sozinho.
-Eu vou trazer outra aliança pra você. - ela falou me abraçando
-Não Nessie isso é papel pro homem.
-Para com isso amorzinho! - Você sabe que eu tenho muito dinheiro
-E você acha que o seu dinheiro pode comprar tudo? -Você acha que o seu dinheiro vai me comprar Nessie? - Gritei irritado me encostando na porta da garagem.
-Não amor! - Desculpa eu não quiz falar isso
-Eu só preciso ficar sozinho, só isso.
-Tudo bem eu vou embora. - Ela falou vindo em minha direção
-Você quer que eu te leve?
-Não precisa amor, eu to com o carro do papai. Olha amor amanhã a gente vai viajar
-Amanhã? - Mas não era na outra semana que vocês iam? - Ness iria viajar para Los Angeles com sua familia pra comprar o enxoval e fazer o restante dos preparativos pro casamento, não sei pra que tanta frescura.
-É que a gente resolveu adiantar a viajem, assim temos mais tempo. - Vou morrreeeeer de saudades amorzinho!
Eu odiava quando ela me chamava de amorzinho!!!
-E quanto tempo vocês pretendem ficar por lá?
-Uns vinte dias ou mais, mas te ligo todos os dias. - Nessie falou grudando em meu pescoço e me beijando demoradamente e entrando em seu carro.
Respirei fundo mais uma vez e fui pro meu quarto vestindo apenas minha bermuda surrada para ir pra ronda
Eu estava angustiado, nervoso, meu coração batia descompassado quando um pensamento vinha em minha cabeça, a , eu eu estava me apaixonando perdidamente por ela...

CAPITULO 7


Nós ja tinhamos nos mudado sobre os protestos de Susan, falando que era besteira a gente sair de sua casa, mas é que Marta queria ter o seu cantinho. Eu tinha meu quarto só pra mim com uma cama de casal que ficava de frente a janela, um guarda roupa embutido com a cama e uma cômoda pequena com minha tv em cima. E eu tinha um banheiro, pequeno mas confortável.
O quarto de era parecido com o meu e o de Marta era bem maior. Tinha uma sala e uma cozinha pequena, mas aconchegante.
Eu tinha acabado de tomar banho, tava cansada depois de um dia puxado de trabalho. Tava deitada em minha cama com os pés erguidos e ouvindo musica em meu celular, quando entra em meu quarto e tira os fones do meu ouvido.
-Pensando em Jacob? - ela fala se sentando ao meu lado
Ri, ela me conhecia muito bem pra saber que eu tava mesmo pensando nele.
-O pior é que to amiga.
-Também um homem daqueles, né! - ela falou virando os olhos pra cima
Joguei um travesseiro na cara dela. -Ahhhh até você, é?
-Claro que não , ele é bonito, mas não pra mim. - ela falou agora séria.
-Ah tá, então pra mim ele serve? - falei sentando na cama e cruzando os braços
-Lógico! -Não vê o jeito que ele te olha?
-Para amiga, não coloca mais minhocas em minha cabeça, por favor.
-É serio, me diz... -Você ta gostando mesmo dele?
Me levantei e fui até a janela tomar um ar, era engraçado que o simples fato de falar no seu nome eu ficava perturbada.
-Eu não sei o que eu to sentindo amiga, e eu to com medo. Sabe eu não quero me machucar, eu sei que ele vai se casar, mas tem horas que me bate um desespero de vê-lo. - falei pondo minhas mãos na cabeça, como se isso fosse o suficiente para tirá-lo de minha mente.
-Ô amiga! - ela me abraçou. - Eu queria te ajudar
-Meninas, preciso que vocês vão até o mercado pra mim, tá faltando algumas coisas em casa. - Marta falou entrando no quarto
-Vamos sim. - falei me desprendendo do abraço da
-Só assim a gente sai um pouco - ela falou
-Ta tudo bem ? - Marta me perguntou desconfiada
-Tudo bem sim, só to sentindo falta da minha mãe. - falei a abraçando com vontade de chorar
-Ah minha filha, a saudade dói mesmo. - ligue pra ela depois.
-Vou ligar sim.
Vesti um short jeans não muito curto, uma blusinha e calcei uma rasteirinha. Tava abafado o tempo, parecia que ia chover de uma hora pra outra.
Fomos caminhando até o mercadinho de Susan, era perto de nossa casa. Entramos no mercado e pegou um carrinho e começou a fazer as compras com a lista na mão.
-Você fica aí que eu vou no corredor dos shampoos e ja venho amiga. - falei me dirigindo ao corredor
Tava abaixada vendo as marcas e os preços variados. Eram tantas marcas mas eu não conheçia nenhuma delas, quando senti que alguem me observava. Olhei pro lado e vi aquele rapaz grande com a pele meio branca. Ele empurrava um carrinho na mão, mas não pude ver o que tinha dentro.
Eu não sabia quanto tempo ele tava ali, mas tinha certeza que ele tava olhando a minha bunda! Ele percebeu que eu ví e disfarçou olhando na prateleira. Homens são todos iguais! - pensei.
De repente ouvi um barulho e quando olhei pro lado, ele tinha derrubado um monte de frascos de desodorante no chão.
Não me contive e comecei a rir, ele era bonito, mas muito atrapalhado!
Peguei um shampoo qualquer e saí dali antes que eu risse mais.
Fui atrás da
-O que você ta rindo? - ela me perguntou
-Sabe aquele rapaz grandão que a gente encontrou aquele dia em frente a padaria?
-Aquele que tava no Jeep, o grandão lindo?
-Esse mesmo! - Não lembro o nome dele
-O que tem ele? - ela perguntou curiosa
-É que ele ta nesse corredor catando os desodorantes que derrubou da prateleira. - HAHAHAHAHA - falei rindo
-Ai, eu vou lá ajudar ele. - falou indo em disparada pro corredor
Eu fui atras dela empurrando o carrinho, mas não tinha mais ninguem lá.
-Ué, cade ele? - ela perguntou pra mim
-Sei lá, estranho, ele tava aqui agora pouco
-Ah, vamos , você ja pegou tudo? perguntei a ela
-Já sim, vamos
Passamos no caixa e ja estavamos saindo do mercado, quando ví o Jeep dele saindo do estacionamento
-Olha amiga, ele tá saindo.
-É verdade, nossa ele é muito lindo né? - Ela falou se abanando com as mãos
-Hum, bonito. - Lindo.... é o Jacob isso sim. - falei rindo
E de repente ele para com o Jeep bem do nosso lado.
-Oi meninas, querem carona? - ele perguntou rindo pra nós
me cutucou com intensão que eu falasse sim
-Não, obrigada, a gente mora bem perto. - Mas obrigada! - falei ja saindo e vindo atras de mim
Ele avançou com o carro e parou de novo ao nosso lado.
-Tudo bem então, a gente se vê, tchau! - ele disse piscando para nós e se foi
-Impressão minha ou ele ta a fim de você ? - ela me pergunta
-Ai, bem capaz mesmo, para com isso! - falei rindo
-Não sei não, hein? - Ele piscou foi pra você!
-Pára amiga, por favor! - falei mexendo a cabeça em negativa. - Vamos embora.
Uma garoa começou a cair e quando a gente tava quase na esquina de casa, eu ví um gatinho pequeno na rua.
-Ai que lindo - falei
Eu era doida por gatos e cachorros, eu amava os animais. Chamei ele e ele veio correndo miando ao meu encontro, se esfregando em minhas pernas. Ele era amarelinho, uma graça, era um filhotinho ainda.
-Olha ele gostou de você! - ela me falou
Peguei ele no colo e passei a mão em sua cabecinha que se virava por mais agrado.
-Ai ele é uma graça! - Será que não é de ninguem? - falei olhando ao redor
-Acho que não. - Ele parece o gatinho do Sherek até.
-Vou levar ele pra casa, será que tua mãe não fica braba?
-Claro que não, a mãe vai adorar tambem.
-Então vamos gatinho, vou te levar pra casa e cuidar de você. - falei dando um beijinho em sua cabeça
-Ai , beijar ele já é demais né! - ela falou fazendo careta pra mim
-Tadinho dele! - Ele é filhote ainda. - disse levando o gatinho no colo
-Que nome você vai dar pra ele?
-Hum, não sei , nem imagino ainda, mas vou cuidar dele
Cheguei em casa e Marta não se opôs de ficarmos com ele. Dei comida, água e leite e coloquei ele em minha cama para dormir. Peguei meu celular e liguei para minha mãe, eu sentia muita falta dela e ouvir sua voz me fazia ficar bem.
Mas não era só a voz de minha mãe que eu queria ouvir, dentro de mim meu coração martelava em ritmo acelerado quando uma pessoa me vinha a mente "Jacob Black". Eu queria vê-lo, ouvir sua voz, poder tocar em sua pele.
Chacoalhei a cabeça tentando afastar estes pensamentos. Pra tentar esqueçer um pouco fui ate a area e fiquei olhando a floresta ao longe, e uma vontade enorme me deu de ir ate la. E fui... saí quieta sem que e Marta me vissem.
Fui entrando na floresta deslumbrada com tanto verde! Uma garoa fina caía sobre o céu brusco e cinzento.
Eu me sentei sobre o tronco de uma arvore caída não ligando se ia sujar minha roupa. Comecei a lembrar de tudo que tinha acontecido desde o dia em que eu tinha deixado o Brasil, da minha chegada aqui, o dia em que conheci o Jake!
Suspirei com esse pensamento. Virei o rosto do lado tentando apagar ele dos meus pensamentos e nesse momento tive a impressão de estar sendo observada! Um frio percorreu minha espinha. Olhei pro outro lado, e não vi nada.
Legal, agora estou ficando louca. - pensei
Fiquei olhando pra garoa que agora começava a ficar mais forte se transformando em chuva.
Outra vez senti estar sendo observada! Me levantei e olhei ao redor e não tinha ninguem, eu não via nada. Mas porque essa sensação dentro de mim? Um misto de medo e ansiedade teimavam em me rondar fazendo com que minhas mãos suassem.
Comecei a andar de volta pra casa, eu andava rapido e vez ou outra olhava pra trás.
Dei graças quando avistei a casa ao longe, eu sabia que agora estava segura.
Cheguei em casa suando frio, eu tinha quase certeza de que não estava sozinha na floresta.
Mas quem era que estava lá? E porque eu não vi ninguem?
Essas perguntas martelavam em minha mente. Eu teria que descobrir...


N/A E aí meninas, o que acharam desse capitulo???? Quem será na floresta, alguem tem um palpite???E quem me ajuda a dar um nome pra esse gatinho?(deixem nos comentarios). Queria agradeçer as leitoras assíduas que estão comentando e as que não comentam também, vocês estão me ajudando com que a fic cresça! Obrigada a Adriana MB, a Flavia, a Juh Black, a Clau, a Aricia A. Black, a Graziella Alenteejo, a Vick, a Raquel. E agradeço em especial a Baby por essa capa linda que fez pra mim, Brigaduuuuuu. Bbjssssss lindas!!!



CAPITULO 8


(POV JAKE)

Eu estava fazendo ronda com Seth e Collin, o garoto que tinha entrado no bando a 7 anos atrás, quando os Volturi iriam nos atacar. As minhas rondas sempre eram na parte da noite durante a semana , devido ao meu emprego de mecanico, e aos finais de semana eu ia de dia, apesar de Forks e La Push nunca mais ter tido nenhum vestigio de vampiro, a gente era fiel nas rondas.
-Tudo certo por aí, chefe?. -Seth invadiu meus pensamentos
-Ja falei que não gosto que me chamem de chefe. - respondi
-Desculpa, - Seth riu
Sam Ulley tinha se casado com Emily e tinha um filho de 5 anos o Samuel, tinha o mesmo nome de Sam e eles tinham uma garotinha linda a Kessy de 2 aninhos. Jared se casou com a Kim e tinham uma menina também, a Mel. Leah continuava a mesma azeda e ranzinza de sempre, de mal humor e dava patada em todos, mas no fundo ela era uma boa garota, eu sabia disso. Quil estava igual, Claire era sua amiga.
Embry Call era um mulherengo assanhado, e o pior é que tava arrastando Seth pra essa vida. Ele falava que jamais iria sofrer um imprinthing, mas se fosse pra ele sofrer um igual ao meu, era bom que nunca sofresse mesmo.
-Aqui no lado Sul esta tudo ok Jake, vou retornar ao centro com o Collin. - Seth pensou
-OK Seth, vou checar o lado Norte agora, e depois nos encontramos ao centro.
Pisei mais fundo no solo e deixei que o vento tocasse meu pelo, era inesplicável essa sensação de liberdade que ser um lobo me dava.
Estava correndo entre as árvores, quando aquele cheiro invadiu minhas narinas, eu reconheceria esse cheiro nem que estivesse a KM de distância, eu jamais ira esqueçer aquele perfume.
Corri mais rapido e parei ao longe escondido entre as arvores. Ela estava lá, sentada sobre o tronco caído no chão, ela estava tão inerte em seus pensamentos que eu me permiti observá-la. Ela era linda, a mulher mais linda que eu ja vi em toda minha vida, e eu a queria, como eu queria aquela mulher pra mim, eu não tinha mais duvida nenhuma, eu me apaixonei por ela. Me peguei pensando em como seria se ela fosse minha mulher, eu iria tocar em seu rosto, beijar sua boca, dormir abraçados e acordar com ela ao meu lado todos os dias, eu iria aquecê-la nos dias frios do inverno. Eu iria amá-la como nunca, eu iria entregar meu coração pra ela e me entregar de corpo e alma, eu iria enlouqueçer em seus braços, eu iria protegê-la, eu iria fazer o impossível por ela. Eu tava tão distraído com meus pensamentos, que quando percebi ela estava em pé olhando ao redor, como se estivesse procurando por alguem. Ela tinha percebido algo, num impulso me abaixei ligeiro. Ela começou andar de volta pra casa e vez ou outra ela olhava pra trás, eu tive uma vontade louca de correr atrás dela, mas o que eu iria falar? Falar que eu era um lobisomem e que eu tinha me apaixonado por ela? NÃO, ela iria sair correndo, com certeza, ela iria me achar um monstro, e eu não sabia dos sentimentos dela por mim, eu terei que descobrir antes de jogar que estava apaixonado por ela, eu iria descobrir o que ela sentia por mim, era isso que eu ia fazer. Quem sabe se eu provocasse um ciúme nela? Uma mulher com ciúmes significa uma mulher apaixonada, eu já sabia o que iria fazer, vou chamar ela pra sair e tentar saber o máximo dela, o que ela gosta, sua cor preferida? sua comida? ela gosta de TV? e a musica? que tipo de musica ela gosta? qual o nome do seu perfume? esse perfume, tá me deixando louco! Droga, queria ser como o sanguessuga do Edward, que tem o poder de ler mentes! eu iria descobrir tudo dela!
Fui embora pra casa. Eu tinha que dar um jeito o mais rápido possível...


(POV )

Mais um dia agitado na padaria, os clientes não paravam de chegar e eu e estavamos trabalhando, quando ouvi uma conversa animada e risadas vindo de fora e entrando na padaria.
Era ele, Jacob Black, com mais dois rapazes incrivelmente grandes e tinham o mesmo tom de pele. Meu coração acelerou, que droga, , me cutucou, mas é claro que eu ja tinha visto eles.
-Ai, diz que eles não tão vindo pro balcão! - falei ja sentindo a transpiração aumentar
Eles não sentaram nas mesinhas que tinha ao canto, eles vieram e sentaram nas banquetas que tinham no balcão.
-Olá, td bem? - Jake cumprimentou com seus olhos escuros cravados em mim
-Bem, e vc?
-Melhor agora! - Esses são meus amigos Seth e Embry. - Jake falou apontando pra eles
Eu vermelhei com sua resposta, melhor agora, o que ele quiz dizer com isso, sera?
-Prazer. - Respondi sem pegar nas mãos deles e sem os beijinhos, sou , mas pode me chamar de
-E eu sou . - ela veio cumprimentar pegando na mão de ambos. O engraçado é que o tal do Embry, pareçe que surto quando viu ela, ficou com uma cara de bobo e não falava nada, estranho!
Jake olhou pro amigo e arregalou os olhos, e ví ele dar uma leve puxada no braço dele
-Bom, o que vcs desejam? - perguntei tentando cortar o clima que pra mim tava muito estranho
-Bom, eu vou querer o de sempre! - Jake falou me analisando
-Bem, eu nunca te atendi, então me desculpe mas não tenho idéia do que você gosta
Ele riu, -É verdade, eu quero um café tipico brasileiro, que é mais forte e me deixa acordado o dia todo, e 3 pastéis desse. Ele apontou os pastéis tamanho família e eu só fiquei pensando como é que pode um cara com um corpo desses comer tanto? Pra onde ia essa comida toda? atendeu os outros dois com um riso enorme pro tal do Embry
-Então vcs são brasileiras? O Jake me falou de vcs. - Seth perguntou olhando pra nós
-Sim! - respondemos juntas
-E o que tão achando de Forks?
-Maravilhoso agora, ô não saio mais daqui tão cedo! - minha amiga falou animada demais. Dei um chute na perna dela e sussurrei um " Disfarça"!
Ví Jake e Seth rirem, até pareçia que eles tinham escutado. O tal do Embry ainda falou pra ela, "você não viu nada", vou te mostrar tudo que te esperava aqui!
Ai Deus, preciso mudar o rumo dessa conversa. -Mas me digam rapazes, onde é a academia que vcs frequentam aqui? Porque até agora eu não vi nenhuma aqui.
Eles seguraram o riso
-Falei algo errado? - perguntei agora séria, qual foi o motivo da piada, sera
-Não, é que a gente nada bastante na praia, e corre, a gente corre muito... - Seth foi quem respondeu
-Ah tá, então academia não tem aqui? - perguntei desconfiada se só correr e nadar iria deixá-los com esse corpo, se bem que a natação é um esporte completo, mas tinha algo estranho nisso.
-Infelismente não. - Jake foi quem respondeu
-Você malhava la no Brasil, né? - Jake me perguntou dando uma olhada em meu corpo de cima a baixo
Novamente vermelhei, mesmo estando com a calça preta justa do uniforme e camisa vermelha com o nome da padaria eu me senti como se ele estivesse me analisando apenas com roupas intimas
-É, eu trabalhava em uma academia fazia 4 anos como recepcionista e aproveitava pra malhar também.
-Hummm, - Jake respondeu estreitando seus olhos
-Jake, não querendo se chato, tá na hora da gente ir. - Seth falou se levantando
-É verdade, já estou atrasado, bom , foi bom te ver, vc tem hora livre pro almoço? - Jake falou com uma certa ansiedade.
Eu queria dizer que sim, mas eu trabalhava direto, e eu não tinha certas liberdades ainda de abandonar meu trabalho pra me encontrar com Jake, por mais que eu quizesse, eu não podia.
-Pior que não Jake, mas a gnt se encontra outra hora.
Jake abaixou a cabeça por um momento pareçendo pensar. - Tudo bem, a gente se vê, obrigado
Ele saiu se dirigindo a caixa junto com Embry e Seth. Ví Embry jogar um beijo pra e tambem ví o olhar de Jake pra mim ao sair, era como se seus olhos tivessem um fogo me puxando pra ele, seus olhos negros se prenderam nos meus e eu senti meu coração falhar uma batida. Ele se foi...


CAPITULO 9

Tava em meu quarto, tinha acabado de tomar banho, e tava falando com minha mãe no cel, quando entra em meu quarto pulando, e já sem ar.
-Só um pouquinho mãe. - falei olhando pra minha amiga. -O que foi isso, ta treinando pra ser o sassi pererê?
-Eles tão na sala, aiaiai.... - ela falava nervosa
-O que? Eles quem?
-Ai meu Deus, eu to horrível!!! - Ela falou pegando a bolsinha de maquiagem, e se trancando no banheiro do meu quarto...
Levantei da cama ainda com o cel no ouvido, e minha mãe perguntando o que tinha aconteçido.
-Sei lá mãe, a pirou aqui. Abri a porta do meu quarto que dava pra sala, e dei de cara com Jake e Embry de pé na sala. ESTAQUEI!!!
-Filha, você ta aí? Ta tudo bem? - minha mãe perguntava do outro lado da linha...
Eu não conseguia falar, Jake tava lindo, eu não tinha o visto mais depois daquela manhã que ele me convidou pra sair, e agora ele estava ali, parado... a minha frente... me olhando... lindo demais... E foi aí que me lembrei como eu tava vestida, com uma camiseta do Brasil, e com uma tanguinha, minuscula afinal!
Jake estreitou os olhos, como se quizesse me devorar... Eu me virei e bati a porta na cara deles...
-Filha???
-Mãe, é que eu to, bem, depois eu te ligo mãe, chegou visita aqui agora, bjjsss Te Amooo Mãe!!!
-Ok, Bjsss, Te Amo Filha!!!
Joguei o cel na cama e fui bater na porta do banheiro.
-, eu vou te matar!!! Sai daí logo...
-Não posso, eu to me maquiando!
-Mas o que o Jake e o Embry tão fazendo lá na sala, posso saber? - perguntei
-Sei lá... eles bateram aí, e eu mandei entrar... Fala que a gente já vai!
-Que nervo, eles me viram de calcinha, você me paga!!!
Respirei fundo, e abri um pouco a porta, de maneira que só a minha cabeça aparecesse
-Oi rapazes...é... só um pouquinho, que a tá com diarréia no banheiro, mas a gente ja vai aí.
-Nãããããoooo!!! é mentira. - ela gritou alto do banheiro
Ví Jake segurar o riso, e Embry sim, parecia que ia ter uma diarréia!
-Bom, eu só vou colocar uma roupa e já vou aí. Mas sentem, por favor. - Falei fechando a porta e vestindo uma legging preta. saiu do banheiro rindo
-Porque você falou que eu tava com diarréia, sua tonga
-Claro, vc me faz apareçer de tanguinha na frente deles...
-Como é que eu tô? - perguntou se olhando novamente no espelho
-Ta linda! Mas é melhor vc se acalmar amiga
-O que sera que eles tão fazendo aí? ela me perguntou
-Não sei, mas vamos descobrir... Ajeitei meu cabelo, e passei um rímel e um lapis preto nos olhos
Saímos do quarto, e Jake e Embry se levantaram quando nos viram. Meu coração acelerou a hora que eu o cumprimentei dando um beijo em seu rosto e minhas mãos tocaram em seus ombros...
-Desculpa apareçer assim, é que eu precisava falar com você... É que amanhã vai ser o aniversário do meu pai... e eu pensei se você, quer dizer vocês, gostariam de ir... E então a gente passou aqui pra convidar, não é Embry?
-É sim, é isso!
Embry estava de novo com aquela cara boba, hum... esse cara é muito estranho,- pensei
-Será que a gente podia conversar ali fora, ? Embry perguntou a minha amiga que foi de encontro a ele, saindo pra fora da casa
Eu fiquei olhando pra cara do Jake, sem saber o que falar... -É, senta, fica a vontade
Jake se sentou no sofá e eu sentei do lado dele, era incrivel como ele me deixava com as pernas bambas
-E então, vc vai amanhã?
-Ah, claro que vou, obrigada por me convidar...
-Você tava falando com seu namorado?
Ri com a palavra namorado... se ele soubesse que era ELE que eu queria como meu namorado!!!
-Não, eu tava falando com a minha mãe, eu não tenho namorado...
-Humm... Ele estreitou os olhos pra mim...
-É que sou filha unica, e eu era muito apegada a minha mãe... e então, a gente se fala toda semana...ela é sozinha...
-E seu pai? - ele perguntou
-Nos deixou... quando eu era pequena ainda... casou com outra...
-Sinto muito! - ele falou chegando mais perto de mim, e aí que eu perçebi que ele não estava usando mais aliança....Meus Deus.... Sera que ele terminou???
-Tudo bem, eu ja superei isso... Mas me fale de você...
-O que você quer saber? -Jake perguntou mais proximo de mim
-Você... não apareçeu mais na padaria, depois daquele dia... pensei que vc tinha ficado brabo comigo, sabe, por eu não ter saido aquele dia...
-É, eu não esperava levar um não, mas tudo bem, eu estou aqui agora, não estou?
-É, você está, aqui, bem do meu lado... e... se aproximando de mim... e sua boca...
Eu não consegui fugir, Jake com uma das mãos me puxou pela nuca e devagar... lento... encostou sua boca na minha...eu fechei meus olhos, e abri meus labios...dando passagem para que sua lingua se encaixasse perfeitamente sobre a minha. Senti meu estomago pular, seus labios se mexiam... lento demais...saboreando cada parte da minha boca...eu estava entregue, eu queria aquele homem, como nunca desejei ninguem. Senti meus seios enrijecerem...e minha intimidade pulsar... Sem pensar me sentei por cima dele, o agarrando pela nuca e as minhas mãos agarravam seu cabelo...Suas mãos...quentes...percorriam meu corpo...deixando um rastro de fogo dentro de mim...Nossas linguas se moviam num ritmo sincronizado... me fazendo sentir minha calcinha molhada...eu queria sentir aquele homem dentro de mim.
Jake desçeu sua boca pelo meu pescoço, me fazendo gemer ao sentir sua lingua roçando minha orelha, eu gemia seu nome, ele passou sua mão quente por cima da minha camiseta afagando meu seio, e eu mordi meus lábios o olhando fundo nos olhos... encostei minha testa na sua...sentando mais firme em seu colo, ja sentindo seu membro com um volume sobre a calça...
-Isso é loucura Jake, o que aconteçeu agora...
-Loucura? isso... Jake encostou seus labios nos meus novamente... sugando e lambendo meu labio inferior...
-Por favor... Para...Você tá me enlouqueçendo... Falei me desprendendo dos seus labios para buscar o ar...
-Você acha que eu ja não to louco por você? - Jake falou beijando meu pescoço e passando suas mãos em minha bunda
De repente Jacob parou, como se estivesse ouvido algo, ele me fez sentar novamente ao seu lado.
-O que foi? - perguntei assustada a ele
-É que tive a impressão de que Marta estivesse vindo.
Mas não era impressão, logo ouvimos o barulho do portão e Marta entrou na casa. Eu me ajeitei no sofá e arrumei meu cabelo antes que ela percebesse que eu estava pra la de alterada. Jake tambem se arrumou, e me olhava com os olhos estreitos, como se ainda não acreditasse que a gente tava no maior dos amassos, e se Marta não chegasse a tempo, sabe-se lá o que a gente ia acabar fazendo.
-Oi Jake, vc por aí?
-Oi Marta, passei por aqui pra convidar as garotas por aniversario amanhã...
-Boa Noite d. Marta! - Embry disse entrando na sala com ao seu lado todos disfarçados
-Boa Noite, que bom que vcs estão aí, vão comer um pedaço do meu empadão! - Marta falou toda animada, chamando Jake e Embry para irem pra cozinha, eu e fomos atras.
Nos sentamos a mesa, e começamos a comer, Marta estava numa conversa animada com Embry, e eu e Jake apenas nos encaravamos, silenciosos. Eu ainda podia sentir o gosto do seu beijo em minha boca. Mas, o que eu tinha feito? Ele era noivo, a quem eu estava enganando? E foi aí que ouvi a pergunta de Marta:
-E quando vc vai se casar, Jake?
Eu queria que ele falasse que não ia mais ter casamento, que estava apaixonado por mim, mas o que eu ouvi me fez ter vontade me bater em mim mesma
-Eu não sei ainda, Marta. - Foi o que ele respondeu, me olhando nos olhos
Eu queria me chutar, me bater, como eu fui idiota em cair nos braços dele...
-É, vcs me dão licença, mas eu to com um pouco de dor de cabeça, eu vou me deitar. - Falei me levantando da mesa e Jake me olhando sério demais
-Por isso que vc estava tão vermelha!!! - Marta me falou, se ela soubesse...
-Não amiga, o que é isso? - , me falou fazendo aquela cara de "Você tá louca?"
-Eu vou me deitar, com licença. - Falei ja me dirigindo ao meu quarto
-, vc vai na festa amanhã? - Jake me perguntou levantando da mesa
-Não perco por nada!!! - Falei entrando em meu quarto e batendo a porta,
Poucos minutos eu ouvi eles irem embora e entra em meu quarto.
-Ta maluca amiga, o que aconteçeu? Eu sei que vcs ficaram junto
- Eu ja saquei tudinho desse tal de Jacob!!!
-Sacou o que? Não to entendendo...
-Mas é claro, como eu não percebi antes... eu sei o que Jake quer de mim...
-Ah, eu tambem sei, ele tá apaixonado por vc, tá na cara!!!
-Ele tá a fim de me comer... isso sim!
-Tá louca???
-Mas espera , ele vai se arrepender de brincar comigo!!! Ele não sabe do que eu sou capaz... Ele ta mechendo com fogo!!!
Jake, não perde por esperar!!!


CAPITULO 10

Eu olhava ansiosa para o relógio, que insistia em caminhar lento demais, me fazendo com que o suor brotasse de meu rosto. Minha amiga olhava pra mim desconfiada, ela sabia exatamente o que eu estava planejando.
-Quer parar de olhar pra esse relógio, ? - Ela falou terminando de passar pano nas mesinhas que ficavam ao canto
Eu não conseguia me concentrar no trabalho, devido ao que eu tinha feito, me entregado ao beijo de Jake. Um simples beijo, mas que tinha mexido com minha alma. E agora eu estava mais perturbada ainda, como se isso fosse possível! Jacob Black, era ele que ja estava me enlouqueçendo, me fazendo ter os mais insanos pensamentos, eu estava completamente louca por aquele homem. Dei graças quando o ponteiro marcou 2 horas, peguei minha bolsa, e saí quase que correndo pra casa, sem esperar minha amiga.
Cheguei em casa e abri meu guarda roupa, jogando meus vestidos e escolhendo em frente o espelho, o qual ficaria melhor pra noite de hoje. entra em meu quarto, da uma olhada nos vestidos e senta em minha cama.
-Tá legal, o que você ta pretendendo fazer?
-Amiga, o que você acha? O azul marinho, ou o coral? - perguntei a ela, ergendo os vestidos um em cada mão
-Humm, deixa ver... o azul!
Olhei pro azul e dei mais uma olhada pro coral.
-Obrigada, vou com o coral! - Falei deixando de lado o vestido coral, que era um tomara que caia bem curto, e ficava justíssimo em meu corpo, deixando a mostra o tamanho da minha bunda.
-Ahhhh, tá! Porque vc pediu minha opinião, posso saber? Vc sempre faz isso...Mas esse vestido?
-O que tem?Algum problema com ele?
-Ah..., você, tipo... pára o transito quando usa ele!
-E é essa a intenção! - Mas agora me dá licença, que eu vou me arrumar. - falei pegando minha bolsinha de "manicuri"
-Tá louca? A festa é só as 8 hrs
-Eu sei, e eu quero é ARRASAR, você vai ver amiga, o Jake que me aguarde!
Minha amiga ficou só olhando eu fazer meu pé e minha mão, fiz máscara no rosto e no cabelo. Fui pro banho e demorei um monte lá, gastei quase meio vidro do meu óleo de andiroba. Sequei meus cabelos e fiz chapinha. Nessas horas eu agradecia mentalmente por ter sido criada em um salão, eu sabia fazer tudo, porque sempre que precisava eu ajudava minha mãe no salão nos finais de semana. Me maquiei, e vesti a roupa. Coloquei meus brincos de argola de prata. Calçei minhas sandálias salto agulha que amarravam nas pernas. Pronto! Eu estava pronta!
Marta e esperavam na sala
-Meu Deus! Você tá linda! - Marta falou fazendo com que eu desse uma voltinha.
-Amiga, você ARRASOU!
-Obrigada! Vamos nessa?
Fomos com Susan e seu marido, eu estava ansiosa, minhas mãos suavam frio, eu estava totalmente distraída e nem ví quando já estavamos chegando, em frente uma casa de madeira vermelha, meio desbotada, e ja tinha um monte de pessoas que circulavam do lado de fora.
Eles colocaram extensões de luz para fora, e até em cima de uma arvore. Me lembrei das festas juninas que a gente fazia no Brasil, e acabei rindo sozinha.
-O que foi, ? O que vc ta rindo?
-Nada não, to rindo de nervosa! - No fundo era mesmo
Fomos entrando, quando um rapaz alto e forte veio comprimentar David com um abraço
-Sam, que saudades! A quanto tempo, hein?
-Pois é, quase não vou pra Forks, a não ser quando Emily precisa de algo
-Oi Emily! - David e Susan os cumprimentaram e nos apresentaram para Sam e Emily
Eu apenas sorri, espantada com aquela cicatriz enorme em seu rosto. Então ela veio tão meiga e me abraçou, que eu até me senti mal por olhar tanto para seu rosto.
-Vamos entrar, venham! - Sam falou
Eu acompanhei eles que nos apresentavam para um monte de pessoas, o engraçado é que os garotos eram enormes
-Este é o Jared e sua esposa Kim e sua filhinha a Mel. Este é o Seth, o Embry
-Ah, esses eu já conheço! - Falei acenando para eles
-Esse é o Quil, a Claire, o Collin, este é o Brad. - O Charlie e a Sue. Peguei na mão de Charlie e abraçei a Sue
-Esta é a Leah, a irmã do Seth. Ela fez uma cara horrível para Sam e me olhou dos pés a cabeça, me dando as costas e saindo. Credo, nem pareçe que é irmã do Seth, pensei
-E aquele é o Jake, e o Emmet.
Eu paralisei ao ouvir o nome de Jake, lentamente me virei para olhá-lo, e ele estava ao canto da área, encostado na parede com uma latinha de refri na mão. Ele estava lindo, mais lindo ainda, como se isso fosse possível... Apenas acenei com a mão para ele, e mudei os olhos para Emmet, o cara grandão, que eu ja tinha encontrado algumas vezes
-E eu sou o Billy Black! - ele falou rindo vindo de dentro da casa, com um rapaz empurrando suas cadeira de rodas
Abraçei ele dando os parabens, e tbm. Ainda conheçi Paul e Rachel a irmã de Jake, e sua sobrinha linda, a Raissa
Marta entregou o presente que a gente tinha comprado, uma vara de pescar, já que Susan falou que Billy adorava pescar
-Obrigada, eu estava precisando
-E eu vô? o que eu vou ganhar? - a pequena sobrinha de Jake fazia birra cruzando os braços, a reclamar por um presente
-Ô meu anjo, da proxima vez, eu prometo que vou te trazer um presente bem lindo! - Falei a ela que ansiosa começou a mexer os braços rapidamente
-Eu quero uma boneca tia. - Ela falou pra mim, com sua mãe chamando a atenção pela filha ser tão desinibida
-Essa menina é fogo! - Rachel falou rindo da atitude da garota
-Imagina, ela é linda, isso sim.
Ficamos um pouco conversando, e estava a um canto conversando animada com Embry, olhei para ela e sorri, eu ficava muito feliz de pelo menos minha melhor amiga, estar se dando bem.
Fui ate a mesa dos salgadinhos, eu precisava tomar alguma coisa, eu sentia minha boca seca, Jake tinha sumido, eu não tinha visto mais ele. A mesa estava forrada de comida, refrigerantes e cervejas, eu tava muito nervosa, eu precisava me acalmar e pra isso eu tinha que beber. Peguei uma latinha de cerveja, abri, e quando ia por na minha boca, senti uma quentura por trás de mim.
-Tudo bem? Achei que ia ganhar um beijinho. - Jake falou com seu lábios no meu ouvido
Eu tremi com a proximidade dele, mas eu tinha que disfarçar
-To bem, e você? - Falei levando a latinha de cerveja a minha boca
-Você bebe? - Ele perguntou fazendo com que eu ficasse de frente pra ele
-Só quando estou com vontade!
-Você tá estranha! Aconteçeu alguma coisa? - Jake estava disconfiado da minha atitude pra la de rude
-Imagina! Porque eu ia ta estranha? Tem algum motivo, Jake?
Ele estreitou os olhos e ia falar algo, quando o grandão do Emmet chegou falar comigo
-Oi, lembra de mim?
-Claro! - Respondi animada demais. Você é parente da NOIVA do Jake, né?
-É, sou o tio dela
-Ele é CASADO com a irmã do pai da Nessie, por isso ele é tio! - Jacob falou num tom ríspido, enrugando a testa numa carranca que até dava medo!
Droga, eu devo ter nascido com a bunda virada pra lua, porque era muito azar! Justo o cara que eu queria fazer ciúmes pro idiota do Jake, era casado!!! Num gole só virei a latinha de cerveja
-Legal Emmet, é bom te ver. - Falei pegando outra cerveja
-Também acho. Sabe, você é muito linda pra uma human..
Ví Jacob cutucar Emmet
-Pra uma...? - Perguntei curiosa
-Uma mulher que vem de longe assim, e parar nesse fim de mundo...! - Ele se enrolou todo ao responder
-Hum..., pensei que você ia me falar que eu era bonita demais pra ser humana! - Falei alto demais e rindo. Ví quando todos os garotos nos olharam assustados. Jake tentou rir ainda, mas não conseguiu
-Bom, uma vez minha mãe foi fazer um teste de escovas de porcelana no meu cabelo, e eu praticamente virei na Meduza!!! -Ficou horrível, sabe, vcs não tem noção. - Continuei a rir
Embry e se juntam a nós
-O que foi essa risada toda? - minha amiga pergunta
-Tava contando quando eu virei na Meduza, lembra?
-Nossa! Nem me fale, ela ficou horrível! - contou rindo
-É dificil de imaginar você feia algum dia! - Você é muito bonita! - Emmet falou tentando chegar mais perto de mim
-Obrigada! - Falei sem jeito, dando um passo pra trás, tentando fugir da proximidade que ele estava
Ví Jake enrugar a testa ao olhar pra mim e pra Emmet
-Vamos cantar parabéns! - Rachel chamou a todos, e eu fui apressada pra longe deles. Ainda pude sentir os olhos de Jake a queimar sobre minhas costas
O restante do aniversário correu tranquilo, tentei ficar na minha e conversar com as mulheres, mas onde eu ia, Jake e Emmet pareciam que me seguiam, isso ja tava me incomodando, e as pessoas já tavam percebendo.
Tava tocando uma música lenta, quando ví Seth estender a sua mão pra mim
-Me concede esta dança, senhorita?
Rí com a atitude dele
-É claro!
Fomos para fora da casa, onde alguns casais dançavam num ritmo apaixonado, ao som da musica. Seth me puxou pela cintura, e segurou minha outra mão e começamos lentamente a nos mover.
-Você é a mulher mais linda dessa festa. - Ele falou baixo ao meu ouvido
-E você é o garoto mais fofo da festa!
-Garoto?
-É, garoto Seth
-Puxa, que balde de água fria!
-Ah... pára.
Ri olhando pro lado, e Jake tava parado com seu corpo rígido, me vendo dançar. Ele estava lindo naquela camiseta preta, justa demais pro seu corpo perfeito. Seth percebeu que eu estava olhando pra ele.
-Bem, eu lembrei que tenho que falar com a minha irmã. - Seth foi se desprendendo de mim
-Mas a musica não acabou ainda...
-Desculpa , mais eu tenho que ir, obrigado pela dança. - Ele falou saindo apressado
Eu fiquei totalmente sem graça, passei minha mão no cabelo e começei a caminhar pra fora dali, quando mãos quentes me seguraram
-Você não vai escapar de mim.
Virei pro lado, e Jake segurava meu braço com uma firmesa que me espantava, seu corpo estava muito proximo ao meu
-Me solta, Jake
-Não antes de você dançar comigo. Vem.
Jake me conduziu onde antes eu estava dançando com Seth, eu queria sair correndo, e falar que não queria dançar com ele, mas minhas pernas amoleceram, senti meu coração acelerar quando ele enlaçou minha cintura com seus dois braços, e me puxou bem junto ao seu corpo, eu estava entregue a ele. Coloquei meus braços em volta do seu pescoço, e começamos a dançar. Ele olhou fundo nos meus olhos, e eu sustentei seu olhar.
-Você não imagina o quanto tá linda! Chega a ser perturbador...
-Obrigada...
-Não é a toa que chamou a atenção de todos os solteiros da festa!
-E dos comprometidos tambem, né? - Falei olhando pra ele
Ele estreitou os olhos, e encarou minha boca, me puxou pra mais perto ainda, alisando minhas costas
-Pára Jake. - Falei olhando pro lado, e me deparando com Emmet a nos olhar. Ele parecia uma estatua, imóvel, a nos olhar fixamente. Senti um frio na espinha
Jake perçebeu o que eu estava olhando, e me puxou mais proximo ao seu corpo
-Eu vou entrar. - Falei me soltando dele com certa dificuldade
-Vem ca, a gente precisa conversar.
Ele me puxou pela mão, me levando para uma garagem que ficava ao lado de sua casa, e fechou a porta
Eu me desprendi dele e começei a despejar tudo que estava entalado em minha garganta
-Olha Jacob Black, eu sei muito bem o que você quer de mim, não pense que vc vai fazer uma despedida de solteiro comigo, que você ta muito enganado!
-Shiiii,- Jake me puxou pela cintura, me prendendo a ele, e com uma das mão a passar sobre o meu rosto
-Eu não paro de pensar em você , desde o primeiro dia em que eu te ví, você não sai da minha cabeça, e isso já ta me deixando louco
Sem pensar em mais nada, puxei o pescoço dele e colei minha boca na sua, num beijo urgente, abri meus labios para que sua lingua passasse sobre a minha, me fazendo ter os mais insanos desejos. Num ritmo acelerado, Jake esplorava com sua lingua cada canto de meus labios, eu sentia meu estomago flutuar, num misto de ansiedade e desejo queimando em mim. Ele desceu seus labios sobre meu pescoço, me beijando suave, isso era a mais pura tortura pra mim. Afundei mais minhas mãos em seus cabelos
-Eu to louco por você! - Jake falou me olhando nos olhos. Eu não consegui falar nada, as palavras sumiram, eu queria colar minha boca na dele novamente e parar o tempo, com medo de que tudo isso não passasse de uma ilusão minha. Eu estava totalmente entregue a ele, quando ouvi a voz de Marta me chamando ao longe
-Eu preciso ir, Jake
-Não, eu te levo, por favor não vai agora, eu quero ficar aqui com você. Ele falou segurando meu rosto e me beijando novamente
-Humm, para Jake, eu tenho que ir mesmo
-Por favor... fica!
-Não Jake, alguem pode desconfiar. Olha, eu te espero amanhã na minha casa.
-, cade você? - Marta gritava do lado de fora
-Amanha a gente se vê, eu te espero lá em casa. Dei um selinho demorado nele, e arrumei meu vestido e meu cabelo
Saí primeiro com Jake me jogando beijo, e rindo dei a volta do outro lado, pra dizer que eu tava apenas sentada na frente descansando. Marta vem ao meu encontro
-, minha filha, onde vc tava? Faz um tempo que eu tava te chamando
-Ah... eu, tava tomando uma ar ali na frente. Ví Jake se aproximar da porta a nos observar e rir pra mim
-Vamos embora, eu ja estou um pouco cansada. -Marta falou se despedindo de todos
Jake quase me devorou com os olhos, quando entrei no carro de David, seus olhos tinham um brilho diferente, pareçia um brilho de paixão. Eu não perguntei nada sobre seu noivado, nem ele me falou, mas o que mais me importava é que ele tinha confessado que ele estava louco por mim. Fui embora sentindo o gosto de Jake em minha boca, e sabe o que? Que se foda essa noiva dele. Eu quero mais... Muito mais...

N/A E aí meninas, o que acharam??? Agora as coisas vão começar a esquentar!!! E o Emmett tá todo assanhadinho pro lado da PP, no que será que isso vai dar, hein??? Aguardem, prometo postar logo!!! Bjssss a todas as leitoras fofas que continuam acompanhando minha fic, é por vcs que continuo escrevendo.... bjbjbj


CAPITULO 11

POV JAKE

Eu estava ajudando na arrumação da festa pro meu pai, mas o meu pensamento estava somente em , e em seu beijo. Eu nunca que senti o que eu to sentindo agora, esse desespero de ve-la, ter ela em meus braços, e beijar de novo aquela boca.
-Ô Jake, não era pendurar essa extensão nessa arvore. -Paul falou a chamar a atenção do cunhado.
-Ah, vai se fuder Paul, eu coloco onde eu quiser.
-Ei ei ei ei ei, ja vão começar? Sera que vcs dois não conseguem ficar um dia sem se provocar? - Rachel falou olhando pra nós, com uma cara de reprovação.
Ela tava certa, o Paul adorava me provocar e eu não ficava quieto. Terminhei de arrumar e fui pra ronda com Embry, mas estava tudo calmo como sempre, apenas ouvia o vôo dos passaros e o balançar das arvores, anunciando que o fim do verão estava próximo. Ainda tive que aguentar a babação do Embry, que não parava de pensar naquela amiga da , afinal ele tinha sofrido um imprinting com ela. Ele sim era um cara de sorte, arrumou o imprinting certo. Mas se eu ja tinha meu imprinting, então porque eu não parava de pensar em , ela não saia da minha cabeça...
Voltei a noite pra casa a tempo de me arrumar, tomei um bom banho, coloquei minha camiseta preta e meus jeans, e passei um pouco de gel no cabelo, quando olhei pra cômoda e avistei meu celular, eu tinha esquecido completamente dele. Peguei ele, e tinha mais de 30 mensagens da Nessie, e outras trossentas ligações dela. Lí uma " AMOR ESTOU MORRENDO DE SAUDADES DE VC, ME LIGA. BJS SUA NESSIE"
Fiquei irritado com aquilo, mais que droga! Desliguei o celular, e fui ate a sala, e tirei o telefone residencial da tomada. Pronto! Agora ela me dava um pouco de sossego. Ví que todos ja estavam na festa, quando Emmett me abraçou
-Ô cara! Gelzinho no cabelo, hein? - Ele falou bagunçando meu cabelo
-O que vc ta fazendo aqui Emmett? - perguntei
-Bem, o Seth me convidou para a festa...
-É claro, tinha que se o imbecil do Seth. - Falei ja com vontade de esganar o Seth
-Ah, não faz essa cara, eu sei que vc me ama!!! - Ele falou me agarrando para uma lutinha
-Pára Emmett, da pra se comportar como um humano normal, pelo menos nessa festa?
-Claro chefinho!
Eu odiava quando me chamavam de chefinho. Fui para a área com o Emmett me enchendo, o pior é que a gente ficou amigo esses anos, eu aprendi a gostar dele.
Tava encostado na parede com Emmett, quando senti seu perfume, e foi aí que eu a ví. O Sam apresentava todos para ela, inclusive eu e o Emmett. Nossos olhos se cruzaram, meu coração disparou como a muito tempo não fazia, ela estava linda, perfeita, que corpo, que pele, como eu queria aquela mulher em meus braços...
Fui conversar com ela, mas ela estava diferente, parecia que ela queria me evitar... o que sera que eu tinha feito de errado? Emmett se juntou a nós, e pra minha surpresa ele ja a conhecia. Achei estranho, pois ele não conversava com ninguem, eles não se misturavam com os humanos... Aquilo era estranho...
Uma raiva me tomou qdo ela falou que eu era noivo da sobrinha do Emmett, não aguentei e falei que ele era CASADO, toma essa pensei. MAs Emmett ainda me surpreende e fala que ela era muito linda pra ser uma simples humana... eu queria matar ele ali, mas que idiota, como ele pode falar isso...Eu tentei disfarçar dando risada, mas não adiantou muito, por pura sorte ela não percebeu, e ainda nos contou uma historia que tinha ficado feia. Ah, isso é impossível, o idiota do Emmett tava cantando ela!!! Que merda! Eu queria arrancar sua cabeça ali...
O restante do aniversário correu tranquilo, onde a ia, eu dava um jeito e ia atras, e pra estranheza minha Emmett tambem. Até o pirralho do Seth a chamou pra dançar, isso ja era demais... Me posicionei com meu corpo rígido a observar eles dançando e com meu olhar mortal para Seth, ele entendeu o recado, e a soltou , foi a minha vez de chegar ate ela.
Puxei-a pra dançar, e Meu Deus, sentir aquele corpo junto ao meu, me dava calafrios, eu a levei até minha oficina, e ela começou a me xingar, que sabia muito bem o que eu queria, e foi aí que me declarei a ela e nos beijamos, um beijo urgente, que me fazia sentir os mais loucos sentimentos, um beijo que eu nunca senti em toda minha vida, nem com Bela e piorou com Nessie... Era desejo, loucura, eu a queria, alí e agora.... Mas uma voz a chamou, e ela se foi... me deixando no completo vazio que eu era ate ela apareçer em minha vida


CAPITULO 12

Era um domingo de manha, e ainda estava tonta com tudo o que aconteçeu na festa, Jake tinha se declarado para ela, era bom demais pra ser verdade... Mas era verdade, ela ouviu um barulho de moto, e quando saiu na área, seu coração acelerou ao ver Jacob Black descendo de sua moto, apenas com uma bermuda e sem camisa! Ele entrou, deu um beijo calmo em e aspirou seu cheiro, fazendo a bela mulher arrepiar
-Vim te pegar pra te levar na praia.
-Não sem antes de vcs almoçarem comigo. - Era Marta que apontava na porta com um pano de prato no ombro, e uma colher na mão, fazendo um de seus pratos prediletos, lazanha de frango e carne de panela
-Hummmm o cheiro ta uma delícia. Jake aspirava o ar com um riso nos labios, que deixava a mais sentrada das mulheres se tornar insana
O almoço decorreu tranquilo, e Jake sentados lado a lado, vez em quando os olhares se cruzavam, fazendo com que um frio no estomago da garota a perturbasse. Embry todo acanhado pediu pra namorar com , o que causou um riso perfeito no rosto de Marta, e em mim também. Jake com a atitude do amigo ficou meio sem graça, e se deu conta de que tambem o que mais queria, era que Jake a pedisse em namoro.
Pra disfarçar um pouco, levanta e vai buscar o Polaco, o gatinho amarelinho que ela tinha achado na rua, e que era o constante amigo quando ela estava sozinha
-Vou te mostrar uma coisa, Jake. -Ela vem com o gatinho em seu colo, todo aninhado em seus braços, mas foi ela mostrar para Jake, que o gatinho deu um pulo pra cima, como se tivesse visto uma assombração, ele arranhou a mão de e saiu em disparada pra fora da casa
-Aiiiii, minha mão, credo o que sera que ele viu, ele é tão mansinho!!! falava e assoprava a mão, pra tentar aliviar a dor das unhas afiadas do gatinho. Jacob riu sem graça.
-Acho que ele não foi com a minha cara, deixa eu ver minha linda, machucou? - Jake segurava sua mão, tentando segurar o riso
-Hum, eu acho que é vc que não gosta de animais...
-Ah, isso é impossível , ele é o proprio animal!!! - Era Embry a falar rindo um monte sentado na cadeira
-Cala a boca Embry. - Jacob falou num tom quase que assustador, como quem não tinha gostado nada da brincadeira, e dando um tapa na cabeça de Embry
-Aiiii, essa doeu Jake
e sua amiga foram se aprontar, ela optou por um biquini tipico brasileiro, de cor vermelho, o que deixava mais em evidencia seu corpo, e colocou apenas um short jeans curto. Jacob não pode deixar de observar a bela garota que saía do quarto com o top e um short curtíssimo, o que o irritou, todos iam olhar para ela, era impossivel deixar passar tanta beleza, que corpo, ele tentava memorizar cada curva daquele corpo, cada centimetro...
-Vamos Jake? Eu to pronta! - Ela falava tentando imaginar o que Jake estava pensando, ao encara-la de cima em baixo
Embry e foram de carro, e subiu na garupa de Jake se agarrando em seu corpo, sentindo o vento soprar em seus cabelos, e Jake puxava mais suas mãos, fazendo com que ela se encostasse mais em seu corpo, estremamente quente.
Quando chegaram na praia, Embry e tavam sentado sobre a areia, ao observar o mar. achou a praia horrível, muito diferente das praias brasileiras que ela estava acostumada a ir, mas quem se importava quando se tinha Jacob Black ao seu lado, ele poderia ter levado ela pra ver uma poça de agua no meio do asfalto, que ela ainda acharia a oitava maravilha do mundo!
-Hum, então o que achou? Bem vinda a La Push. Jacob desceu de sua moto, dando a mão pra . Eles começaram a caminhar na areia, lado a lado, deu uma olhada pro lado e viu sua amiga aos beijos com Embry
-Você esta tão quieta! Ele parou a frente para observar o semblante de sua garota, que estava cabisbaixa
-Nada não, só to pensando...
-E eu posso saber o que você esta pensando? O indio ergueu seu queixo para olhar em seus olhos, tentando captar algo que pudesse transpareçer naquele rosto tão lindo, que ele ja não tirava dos pensamentos... Mas nada falou, apenas desviou seus olhos para olhar o mar.
-Olha , eu não consegui dormir esta noite, eu so pensava em nosso beijo. - Jacob pegou as mãos da garota e levou ate a sua boca, depositando um beijo suave e quente, fazendo com que voltasse a olhar para ele
-Jake, aquilo foi um erro... Ela falou se desprendendo de suas maos, e iniciando uma caminhada pela praia. Mas o indio não se deu por vençido, Jake segurou os braços dela, fazendo com que ela ficasse de frente, novamente pra ele
-Por favor... Me solta. - tentava se soltar dos braços de Jake, que a tinha abraçado, num abraço de ferro, ela estava presa a ele.
-Eu vou te soltar... mas antes eu so quero que você me escute. -Eu nunca senti o que to sentindo por você com ninguem, vc esta presente em mim, em meus pensamentos, em meus sonhos a noite, eu não sei o que aconteçeu comigo, mas eu não posso mais ficar longe de voce... Jake estava ofegante, ele olhava nos olhos de , e seu peito se oprimia, ele precisava daquela garota junto dele. -Eu preciso saber uma coisa , o que você sente por mim?
estava com seu coração acelerado, ouvir tudo aquilo de Jake a fazia deixar suas pernas bambas, e o ar ja lhe faltava, era muito bom ouvir tudo aquilo, mas sera que era verdade?
-Pra que Jake? Porque você quer saber disso agora? Que importancia isso faz? Eu gostar ou não de você, quem vai sofrer sou eu, afinal, eu não esqueci que vc esta noivo, e que vai se casar daqui a alguns meses. desabafava num sussurro, que trazia a evidencia de que ela estava se segurando para não chorar
Jake sentiu seu peito doído, ao olhar para os olhos de . -Eu preciso saber...
-Eu me apaixonei por você Jake, eu estou completamente apaixonada, como nunca tive por ninguem, eu to louca por você... Mas... pode ficar tranquilo, daqui a 1 ano eu to indo embora, e a gente nunca mais vai se ver.
O indio ao ouvir aquilo, foi como se tivesse levado um choque de alta voltagem, ela ir embora, não ela não iria embora... ele não ia deixar. Com uma mão ele segurou seu rosto, fazendo com que ela olhasse em seus olhos
-Você não vai embora! Eu não vou deixar. - Uma lagrima desceu do rosto de
-Mas aqui não é meu lugar Jake, eu não posso ficar aqui, você ja tinha uma vida antes de eu apareçer, eu não pertenço ao seu mundo, nossos caminhos não se cruzam, entende? - falava agora com as mãos no rosto de Jake, e lagrimas teimavam em cair de sua face, ela queria memorizar cada detalhe daquele rosto, pra um dia quando ela fechasse os olhos, era o rosto dele que ela veria, a face mais perfeita daquele indio, que tomava conta de todo o seu ser
-Seu lugar é aqui comigo, do meu lado, para sempre... Jake vendo que ela estava com seus olhos fechados, selou sua boca na dela, sentindo o gosto das lagrimas de , que abriu os labios para receber a boca de Jake, sua lingua tão quente, um beijo calmo, que se misturavam as lagrimas dela, ele sentia a amargura e a tristeza dela, o medo da rejeição, e sentiu um no na garganta, um bolo crescendo com ele, e quando se deparou, ele tambem chorava, suas lagrimas se misturavam...
Ele parou o beijo devagar... acariciando seu rosto, seu cabelo, o outro braço a envolver o corpo tao delicado e curvilineo dela... -, eu vou terminar meu noivado com a Nessie!!!
-O que???


N/A E aí meninas, o que acharam??? Mil desculpas pela demora, mas meu trabalho esta me pegando de jeito, sem dizer no maridão que toma outro tempo e que moooreeee de ciúmes de minha fic, e das que eu leio e desse blog maravilhoso!!! E também tem minha filha linda de 10 anos que me consome um tempo danado kkkkkkk não é facil meninas, mas eis aí dois capitulos pra vcs meus amores... E espero de coração que vcs gostem, e não esqueçam de comentar!!! Obrigado as leitoras novas e as fiéis que continuam por aqui... E em relação a fic, é agora que as coisas vão esquentar, sera que a Monstra vai aceitar assim tão facil o fim desse noivado???? Não percam.... bjsssss



CAPITULO 13


-O que??? Peraí Jake, eu tou ouvindo direito?! Você... você vai terminar seu noivado, é isso?
Ela nao podia acreditar naquelas palavras.
Jake segurava seu rosto beijando sua boca
-Sim. É o que eu vou fazer. Eu não posso mais prolongar isso
-Mas...
-Shiii! O lobo tocou naquela boca carnuda. A bela garota arrepiou com a deliciosa sensação e se aconchegou ainda mais ao seu corpo quente.
Tinha tantas perguntas que rondavam sua cabeça. Como o simples fato de ele ser tao quente. E o que fez ele mudar de ideia de se casar.
-Olha meu anjo, eu vou ter que viajar. Vou ate onde a Nessie esta. E... vai ser dificil, eu sei, mas eu preciso fazer isso sozinho
Mel sentiu seu coração falhar uma batida. E se ele se arrependesse quando a visse?
-Ei, essa carinha... Jake ergueu seu queixo e percebeu a tristeza naquele olhar
-Eu so to com medo...
-Medo de que? Ele afagava levemente seu rosto
-De te perder Jake. Se é que você é meu...
-Ei, para com isso! Eu sou seu de agora em diante. Mais você vai precisar confiar em mim. Eu... tenho tanta coisa pra te contar. Mas esse não é o momento ainda.
Jacob pensava em como revelar sua verdadeira identidade e qual seria sua reação. Por tanto tempo estava acostumado a conviver com as mesmas pessoas, os velhos amigos! Mas Mel era diferente. A verdade era que ele se apaixonou por ela no instante em que a viu. E como ele iria contar seu segredo a ela? Que ele se transformava em lobo
Mel percebeu sua testa enrugada
-Ta tudo bem, Jake?
-Claro, claro. Tudo bem! É, ta ficando tarde. E o vento ja ta mudando, acho melhor a gente ir embora.
Jacob sentia que uma tempestade se aproximava. Seu faro podia detectar ao longe
-Vamos. Só vou avisar a .
Mel olhava ao redor onde sua amiga e Embry estavam sentados, mas nao havia ninguem ali
-Ué, cade eles?
Jake bem que sabia onde eles estavam. Ele podia ouvir os gemidos do casal que tinha se embrenhado mata adentro. Mas nao podia falar da sua super audição, não por agora
-Bom, acho que eles ja tao bem grandinhos e sabem se cuidar sozinhos
Melissa corou ao perceber o que Jake estava falando. E sabia que ele estava certo. Pois conhecia muito bem sua amiga, que vivia falando o quanto ela era tonga por ainda ser virgem
-Então vamos. Ela falou pegando na mao dele
Eles caminharam ate a moto. Jake ajudou sua amada a subir e entao deu partida, trazendo as maos dela ao redor de seu corpo. Ele gostava dessa sensação. Do jeito que ela acariciava sua pele.
Foco Jacob, foco! Ele pensava enquanto sua moto corria pela estrada. Não tanto quanto ele queria correr, por causa dela, sua moto ia aos 90 km/h
Jacob parou com sua moto em frente a casa de Mel e verificou que a casa estava vazia. Ele nao ouvia os passos de Marta. E Embry pelo jeito nao voltaria tao cedo!
-Parece que não tem ninguem Mel. Falou ja um pouco atormentado com a ideia de os dois ficarem sozinhos
-É, eu lembrei que Marta iria fazer compras com sua irma. Ai meu Deus! o pior é que nao tenho chave. E agora?
Jacob olhou o céu de cor cinzento. As nuvens carregadas traziam os primeiros pingos de chuva! Ele olhou para a porta. Com um simples empurrão poderia quebrar ela. Mas nao podia fazer na frente dela
-É... não tem nenhum esconderijo, ou alguma janela aberta?
Mel foi na porta dos fundos, mas estava trancada. Jacob arrodeou a casa e achou uma brecha. Uma janela com um frestinho aberta! Era a janela de Marta! Que tinha essa mania de deixar um frestinho p circular o ar.
-Achei Mel! Vamos pular a janela. Ela chegou perto de Jacob
-Nossa! Agradeço ao descuido da Marta! Rindo Mel fez menção de por sua perna na janela, mas Jake a pegou no colo passando suas pernas e depois o corpo. Ela ja estava dentro do quarto quando num salto ele ja estava ao seu lado!
-Como você fez isso?! Ela ria com tamanha agilidade dele
-Isso o que? Ele se fazia de desentendido
-Você ate pareçe um gato, de tao ligeiro!
-Humm... Prefiro ser um animal mais feroz sabe. Ele enlaçou a cintura dela e cheirou seus cabelos
-E que tipo de animal você seria, Posso saber?!
-Claro claro. Que tal um lobo... O que você acha?
-Lobo? Humm... então você é o lobo mais lindo que eu ja vi em toda minha vida! Mel sequer imaginava que esta era a verdadeira identidade do indio
Ela foi descendo suas maos sobre o corpo tao definido dele, acariciando as linhas de seu abdomem. Ela olhou cada detalhe daquele corpo. Ele estava sem camisa, usava apenas uma bermuda e isso a enlouquecia!
Jacob a puxou mais perto de seu corpo, ao momento em que ela abria a boca para receber os labios quentes! As linguas se encontraram e ela levou suas maos para a nuca dele, afundando seus dedos naquele cabelo negro! Ele estava entregue ao beijo. Sentiu seu sexo latejar, ja crescido e mal ajeitado sobre sua boxer. Mel sentiu o desejo dele e ousou mais. Desceu uma das maos sobre o membro de Jake e começou a acariciar por cima da bermuda, fazendo com que o jovem lobo gemesse alto com o afago dela! Ele sem pensar a deitou lentamente sobre a cama.
-Voce ta me deixando louco... O indio falava descendo com a boca sobre seu pescoço, beijando e sentindo o cheiro dela... Tao unico para ele. Mas ele tambem queria ousar. Devagar foi subindo a blusinha de Mel. Ela o ajudou a tirar, ele olhou para aqueles seios tao perfeitos, ele queria tocá-los. Ela vendo o desejo em seus olhos, desfez o nó do biquini, os deixando livre para ele.
Jacob olhou sedento para aqueles seios, com receio de tocar, ele nunca teve uma intimidade com uma mulher, ele ainda era virgem!
Mel percebeu seu receio, pegou uma mão de Jake e depositou sobre seu seio. Ele fechou os olhos e com movimentos leves ele acariciava e numa vontade absurda, desceu a boca ate o outro seio! Jacob brincava com sua lingua sobre o mamilo tao endurecido, fazendo com que Mel sentisse sua parte intima pulsar. Ela abriu as pernas, fazendo com que Jake se encaixasse nela. As bocas se encontraram novamente, trazendo gemidos vez ou outra de ambos
Não se aguentando mais, ela abre o fecho e desce o zíper de seu shorts. O homem lobo ao ouvir o barulho, para o beijo e encara seus olhos
-Eu quero você... Ele falou num sussurro apaixonado
-Então vem! Ela desceu seu shorts ficando apenas com a parte baixa de seu biquini. Ele ao olhar que apenas um pequeno pedaço de pano era o impecilho para ele, sentiu vontade de arranca-lo o mais rapido possivel. O indio começou a desfazer os nós da lateral daquele minusculo pano. Ele ja nao aguentava mais... Seu membro estava totalmente ereto, ele podia sentir o cheiro de excitação dela.
-Jake, eu quero que você me faça mulher... Ele parou ao instante em que ouviu as palavras dela
-Como assim?! Jacob ficou por cima dela apoiando seus braços sobre a cama
Mel olhava para ele, que agora tinha uma ruga fincada na testa
-O que aconteçeu Jake?
-Não, me explica melhor, você quer que eu te faça mulher é isso? Então quer dizer que você é... é... Virgem???
É claro que sou! Mas porque o espanto, eu posso saber?!
Jacob saiu de cima de Mel e sentou na cama, apoiando sua cabeça com as maos. Ela vestiu novamente o shorts e sua blusa e se levantou
-Ei Jake, o que aconteçeu? Mas ele parecia não ouvir, estava inerte em seus pensamentos. Ele nao acreditava que ela era virgem
-Mel, é serio o que você falou? Você ainda é virgem?
-Mas é claro! O que você pensa que eu sou hein? Que eu sou uma vagabunda e me deito com todos os homens que aparecem em minha vida? Você ta muito enganado. Você não me conheçe!
-Ei eiei, calma! O indio se levanta e a abraça, mas ela estava tao irritada que o abraço dele nao a aconchegava mais
-É claro, eu ja sei... Como eu fui burra em acreditar naquela historinha de que você ia terminar teu noivado. Eu fui tola, você só queria transar comigo! E quando eu te falei que era virgem, aí bateu o remorso. Mel gritava as palavras asperas sem ter noção o quanto o feriam
-Não, não, não... você entendeu tudo errado! Não é nada disso, por favor meu amor
-E o que é então, Jacob Black?
-Eu... eu, não posso te falar! Quer dizer, eu vou te explicar tudo, mas agora eu não posso! Jake não podia contar o verdadeiro motivo que o fez parar
-Então sai, vai embora daqui! Sai Jake, AGORA!
Aos berros ela pos ele pra fora. Então num pulo Jacob saltou a janela!
-Eu prometo que vou te explicar tudo. Eu te amo...
Ao dizer isso Jacob saiu correndo pegar sua moto. Ela fechou a janela com tanta força que quase trincou o vidro! Ela queria tentar deixar aquelas palavras para fora, mas ja era inutil, aquele te Te amo tinha entrado como um raio dentro de seu coração!
Ela queria acreditar naquelas palavras, mas era impossivel. As lagrimas caíam incessantes, assim como a chuva la fora. Um vazio enorme a apoderou, assim como o frio. Ela estava sozinha! E o que mais doía, era saber que aquele indio ja estava longe dali! Ela queria sair gritando na chuva, correr atras dele e declarar seu amor, mas sabia que seria em vão...
Mel sentou na cama e ao olhar a janela os raios surgiam inertes no meio da chuva, que agora caia mais forte. Ela abraçou suas pernas e sentia frio, muito frio... Os pensamentos angustiantes, era como se fosse aberto uma ferida em seu peito... E a única cura seria Jacob Black.... E agora como esqueçer? Um unico pensamento a invadiu... Iria embora, voltaria para o Brasil!!!


CAPITULO 14

POV (JAKE)

Eu saí da casa de Mel, com a cabeça a mil. Eu corria com minha moto dando o maximo do motor. A chuva era intensa, mas pouco me importava! Talvez assim eu conseguisse esfriar minha mente. Meu pensamento voava! E eu precisava falar o quanto antes com meu pai.
Cheguei em casa, deixei minha moto na garagem. Peguei uma toalha que estava pendurada na parede e me sequei um pouco. Depois eu tomaria um banho, a urgencia em falar com meu pai antes, era extrema!
Com meu ouvido apurado, eu pude ouvir que apenas meu pai estava em casa. Numa especie de canto de nossa tribo, o meu velho pai pronunciava as palavras como se fosse uma reza, um pedido aos Espiritos de nossos antepassados! Eu fiquei parado ouvindo. Eu sabia o que ele pedia... Ele clamava em melodia a velha reza quileute. A oração do Poder e da Felicidade!
Suspirei abaixando minha cabeça, e com meus olhos fechados, também me entreguei a reza em pensamento. Eu estava cansado! Mas dentro de mim uma nova esperança, um novo sentimento havia se alojado. E eu iria lutar por isso...
Meu pai terminou seu canto, e eu dei a volta entrando pela cozinha
-Jake, meu filho. Você me assustou!
-Oi pai. Desculpa se te assustei! Eu tava na garagem e ouví seu canto.Meu pai me olhava num semblante serio
-Eu tava pedindo aos nossos antepassados, força... poder... sabedoria...felicidade... Pra você meu filho!
-Eu sei pai...eu pude ouvir... Eu preciso falar com você e, a historia é meio longa
Ele olhou me analisando, pois me conhecia muito bem. E provavelmente ja tinha percebido, que ultimamente eu tava diferente.
-Você ta todo molhado filho! Não quer se secar primeiro?
-Não pai! A gente precisa conversar antes.... Minha bermuda estava grudada em meu corpo. Mas a ansiedade dentro de mim me consumia!
Meu pai puxou uma cadeira apontando que eu sentasse. Ele sabia que a conversa seria longa
-Pode falar meu filho! O que ta te angustiando tanto?
Eu nunca fui aberto com ele, sempre tive certa dificuldade de conversar. Eu era assim! Muitas vezes estorava virando lobo, ou saía quebrando alguma coisa pra descontar minha raiva. Eu nunca fui de me abrir com o velho, mas hoje seria diferente!
-Pai, eu, eu tenho tanta coisa pra te contar...
-Porque você não começa do começo filho! Ele empurrou sua cadeira de rodas ficando de frente a mim
-Ok. Respirei fundo, e começei a falar tudo o que me aconteçeu, desde o dia que eu ví aquela brasileira! Meu pai me ouvia serio, concentrado... Como se pudesse achar logica nisso tudo
-Agora me diz pai, porque eu to sentindo tudo isso, se eu ja tenho meu imprinting pela Nessie? - Pai eu to enlouqueçendo!
-Ei, calma filho! De cabeça quente nao da pra resolver nada! -Me diz, você nunca sentiu desejo pela mestiça?
Falar nisso era insano! Como eu poderia sentir desejo pela Nessie, se eu a ví crescer?! Eu segurei ela como bebê tantas e tantas vezes em meu colo. Eu cantava cantigas de ninar pra ela. Eu a levava ate a praia, pra brincar com a Claire. Eu não podia sentir desejo por ela. Eu sentia um carinho, afeto, de amigo... de irmão, não mais que isso
-Não pai. Eu não sinto nada pela Nessie! -Só afeto.- É como se eu fosse seu irmão, ou melhor amigo, ou um primo talvez, mas eu não consigo imaginar ela em meus braços mais pai. Não dá! - Por Deus pai, eu ví aquela criança crescer! Meu pai viu meu desespero, e num abraço apertado me puxou para si. Como eu queria ser criança novamente! Que saudades eu sentia da minha mãe!
-Shiiii filho, calma! Eu vou te ajudar, eu sempre soube que esse imprinting tinha algo de errado...
Ergui minha cabeça encarando aqueles olhos negros de meu pai, como eu o amava e sequer nunca demonstrei isso
-Mas, tem mais uma coisa. Pai, você se lembra quando você nos contava em algumas reunioes da tribo, que existia a lenda da lua cheia?! - Me diz, se aquela lenda é verdadeira?
Meu velho ao ouvir as palavras da velha lenda da lua cheia, me olhou assustado! Como se pudesse imaginar o que eu iria lhe contar ele ficou me observando... e pensando...
-A velha lenda da lua cheia... Filho...Esta lenda... é, verdadeira!!!
Um surto cardíaco me tomou, eu tinha uma chance! Eu poderia tentar!
O velho índio ficou com seus olhos fechados por alguns minutos, como se tivesse lembrando de algo! Eu estava apreensivo, mas dentro de mim uma chama de esperança nascia!
Meu pai abriu os olhos e pude ver que num canto uma lagrima descia... - Então você quer saber sobre a lenda da lua cheia, filho? -É o que eu to pensando, o que você vai fazer?
Suspirei aliviado, peguei em suas mãos como quem pudesse pedir sua benção! - Isso pai, eu vou tentar!
-Filho eu estou com você! E eu vou te ajudar!
Era o que eu queria! Meu pai estaria ao meu lado me ajudando! -Obrigado pai! - Eu preciso agora que você explique exatamente o que eu preciso fazer, pra que tudo de certo!
-Na nossa tribo, apenas um de nossos ancestrais fez este ritual da lua cheia... A muito, muito tempo atras... - Ele murmurava as palavras, com o pensamento distante... -Mas, nós nunca podemos esquecer o efeito que isto teve... - Ele pagou um preço caro demais meu filho...
-Não me interessa pai! Eu estou disposto a tentar... -Pode ser que comigo seja diferente, porque eu sou um lobo! -O nosso ancestral não era um lobo! Meu velho pai suspirou apreensivo! Baixou a cabeça, ele sabia que no meu caso poderia ser diferente, por causa do genes de lobo
-Tudo bem filho! Vou te explicar tudo o que eu sei e que você vai ter que fazer...
Eu ouvia atento cada palavra que meu pai falava... Era a minha unica chance... Após quase uma hora de conversa com meu velho, fui tomar um banho. Eu precisava arrumar minhas malas e viajar. Ainda teria que enfrentar a Nessie... Mal pude dormir a noite, minha mente estava atormentada. O pouco que dormi, pesadelos horríveis me assombravam...
No outro dia pela manha, eu ja estava com minhas malas prontas. Tomei um banho rapido e quando fui adentrar a cozinha o Conselho de nossa tribo estava ali! Era claro que meu pai iria comentar sobre o que eu tinha em mente! Isto fazia parte da tribo e dos velhos anciões. Sue e o velho Quill estavam na pequena cozinha da minha casa, junto com meu pai. Suspirei fundo e puxei uma cadeira ficando de frente pra eles
-Bom dia! Eu ja sei porque vocês estão aqui... -Falei me servindo de uma chicara de café que meu pai tinha acabado de passar e estava em cima da mesa.
-Bom dia Jacob! - O velho Quill e Sue responderam. Pude ver Sue sorrir confiante pra mim. O Velho Quill parecia apreensivo!
-Bom dia Filho! -Espero que entenda o porque de eu ter chamado o conselho ate aqui. Sua decisão diz respeito as nossas lendas, e ira afetar a todos! Observei meu velho falar, por certo sua noite nao foi das boas também. Eu pude ouvir ele se virar na cama a noite toda! Ele tambem mal dormiu.
-Olha só, eu sei o motivo que vocês estão aqui! Mas agora eu nao posso falar. Eu suponho que seja marcado uma reunião pra quando eu voltar. Eu ja marquei com Embry pra me levar ate Seatle, eu não posso perder o avião!
Os velhos indios se olharam... -Tudo bem Jake! Sera marcado quando você retornar. Nós so queremos que você saiba, que estaremos ao teu lado! - O velho Quill com toda sua sabedoria, segurou em meus ombros.
-Obrigada.. Me despedi deles e Embry me deixou no aeroporto. A viajem foi tranquila ate Los Angeles, eu ja tinha ido algumas vezes pra la, quando Nessie ainda era pequena. Que ironia a minha, falar que Nessie era pequena, ela ainda é, só cresceu no tamanho. Se tornou numa garota mimada e arrogante!
Desembarquei no aeroporto e me apressei em pegar um taxi. Em menos de vinte minutos eu estava na frente da mansão dos Cullen! Casa luxuosa demais pra mim...
Fui subindo as escadas de fora, quando avistei Edward numa janela. Era agora! Libertei minha mente, e deixei ele ver tudo o que me aconteçeu desde o dia em que eu conhecí a Mel, ele veria tudo, e saberia o que eu estava disposto a fazer! Em questão de segundos, Edward estava em minha frente! Seus olhos denunciavam a ira, a raiva, o espanto e acima de tudo o desespero!!!
-O que você pensa que esta fazendo, Jacob?


Continua...



N/A Tenso... muito tenso... kkkkkkkkkk é esta a intenção! E aí meninas, ainda tem alguem que acompanha minha fic? AAAAhhhhhhhh fiquei triste quando ela foi pro cantinho do Coveiro, mas, dei um jeitinho e voltei a postar. Mas quero muito saber o que vcs estao achando, ok? COMENTEM um comentario nos anima, faz toda a diferença! Agora me digam, alguem tem idéia do que Jake esta pensando em fazer? O que sera essa lenda??? Aguardem... Bjs a todas


CAPÍTULO 15

POV (Jacob)
Edward tinha os olhos raivosos pra mim. Eu respirei fundo tentando me acalmar, Bella se juntou ao marido com a expressão indecifrável. Eu sei que eu tinha feito loucura de ter vindo sozinho, mas eu não podia adiar mais nada. Hoje eu iria por um ponto final em uma parte de minha vida que já estava me sufocando!
- Por que você fez isso Jacob? Então era assim que você dizia que amava minha filha? Era este o sentimento verdadeiro que você sempre deixou claro em sua vida, em sua mente? O que aconteceu com a força do imprinting? - Edward cuspiu as palavras me fazendo sentir o fedor de sua espécie. Meu nariz ardeu e meu instinto de lobo se pois em alerta.
- Eu não sei. Sinto muito. Olha só, eu não tenho ideia do porque eu não ter tido "outro tipo" de sentimento pela Nessie. - Bella ao ouvir o nome da filha puxou o marido pro lado e se colocou a minha frente.
- O que? O que tem a Nessie, Jacob?
- É isso mesmo que você ouviu, Bells. Eu vim aqui pra falar que eu não quero mais me casar com a Nessie. Quer dizer, eu não quero e eu não vou me casar com ela! - cerrei os punhos.
- Mas... Você só pode estar brincando. Ela é seu imprinting, Jake! Vocês nasceram um para o outro!
- Não é assim Bella. Isso era o que poderia ter sido se eu tivesse tido com uma humana, Bell. Mas a Nessie é minha inimiga natural, o imprinting não ocorreu certo. Eu gosto da Ness, mas não da forma como deveria.
- Como assim você não gosta da maneira como deveria? - Bella esbravejava enquanto Edward estava parado observando como se algum momento fosse enlouquecer.
- Mas que merda Bella! Eu não desejo a Reneesmee. Nunca desejei. Você não entende que eu não me imagino fazendo sexo com a Nessie? Bella... Olha só, eu a amo. Mas como um irmão, um amigo... Eu não sinto mais nada além disso. Sinto muito Bell, mas eu não posso mais levar isso adiante. É insano. Por Deus Bell, eu vi a Nessie nascer! Eu carreguei ela no colo. Eu a levei pra caçar e tantas vezes eu brinquei com ela! NÃO DÁ!!! Eu não posso mais ir adiante com isso. Bells... Me perdoa, mas eu sempre vou protegê-la, eu vou ajudar e amparar no que for preciso. Mas não me peça pra ficar com ela.
Bella abaixou a cabeça e se pudesse chorar com certeza o faria. As palavras duras e sinceras de Jacob acertaram em cheio sua mente. E ela voltou atrás. Seu pensamento voou ao primeiro dia que viu Jacob quando chegou a Forks... Foi mais adiante e recordou de quando Edward a abandonou na floresta e Jacob a salvou em todos os sentidos. Se ela estava ali na sua frente agora, era porque seu amigo a tinha salvo tantas e tantas vezes. Respirou fundo como se precisasse de ar e encarou o marido. Edward leu sua mente e ele sabia que ela estava certa. Jacob tinha sido muito mais que um amigo nesses anos todos. Ele havia aprendido a gostar do lobo impulsivo e comilão. E ele não poderia ser injusto agora. Em sua mente ele sabia da sinceridade dos sentimentos para com a filha e ele nada podia fazer. Então num gesto rápido ele estava ao lado da mulher novamente.
- É muito triste o que eu vou te falar Jacob. Mas eu sei que você esta falando a verdade e por pior que seja a sua decisão eu vou aceitar! Eu não posso te forçar a nada. Seria injusto. Você sempre esteve ao nosso lado nos ajudando e se não fosse por você a Bella estaria morta! E eu nunca te agradeci por isso... Você está livre Jacob!
- O Edward tá certo, Jake. A vida toda em fui injusta e egoísta com você. E você, ao contrário sempre me ajudou, sempre me protegeu, sempre esteve ao meu lado... Jake, meu amigo! -Bella abraçou Jacob. Por um tempo esqueceram que eram lobo e vampira. Eram os velhos amigos de inf6ancia: Jacob e Bella!
Mas um choro convulsivo e descontrolado surgiu ao lado deles. Era Nessie que tinha escutado tudo.
- Então quer dizer que vo..você n..não vai mais se ca.. casaaar comigo Jakííí. -Nessie estava descontrolada.
- Ness querida, sinto muito que você ouviu antes. Eu ia subir pra gente conversar.
Eu segurei em seus ombros e respirei fundo pra poder me acalmar. Eu não podia explodir em um lobo ali. Edward lendo minha mente, abraçou Nessie e fez sinal de que ele falaria com ela. Agradeci mentalmente.

-x-


Quatro horas depois eu estava trancado em uma sala com Nessie. O choro já tinha parado. Mas pela milésima vez eu explicava pra ela o porque de nosso sentimento tão contraditório. Quer dizer, do meu sentimento. Porque eu duvido que Nessie me amasse. Ela era criança demais e talvez ela me quisesse por perto porque eu era o bobão que a mimava. Sempre fiz tudo por ela. Não tinha muito dinheiro pra dar os presentes caros que os Cullen davam então eu mesmo fazia. E nada era o suficiente para Ness.
Me encostei na janela e olhei o crepúsculo o sol já ia baixo e eu me perguntava onde estaria minha brasileira. Minha! Ela seria minha.
- Você ouviu o que eu falei Jake?
Me virei rápido.
- Desculpe Ness, eu não te ouvi.
- Falei que eu não vou querer os presentes de casamento que nós já havíamos ganhado. Pode levar pra você. Aliás, faria um bem naquela pobre casa de seu pai!
Ness e sua mania de grandeza! Suspirei. - Hã, obrigado Ness, mas o meu velho não vai aceitar. Então se você não achar pra quem dar, pode jogar fora!
Eu não contei nada pra ela sobre meus sentimentos. Seria melhor assim. Edward era o único que sabia o real motivo e não tinha contado pra ninguém e me prometeu que só contaria pra Ness quando ela estivesse longe dali. Eles iriam passar uns tempos na casa dos outros sanguessugas.
- Olha pra mim Jake.
Eu me virei e fiquei de frente a ela.
- Posso ter alguma esperança?
Com um nó na garganta falei:
- Não Nessie. Eu sempre vou te amar, mas não dessa maneira. Então não tenha esperanças. Viva sua vida. Você é jovem irá encontrar alguém. Um dia você irá se apaixonar e eu estarei torcendo por você!
- Eu já me apaixonei por você! - ela faz menção em me abraçar.
- Para, Nessie! Por favor, não começa!
- Mas e se eu não te esquecer?
- Você não me ama Nessie.
- Amo sim!
- Não, não ama! Um dia você vai entender o que é o amor e aí pode vir conversar comigo. Um dia a gente vai rir disso tudo, você vai ver.
- Eu não quero ficar longe de você, Jake.
- Você só vai viajar com seus pais Ness. E a gente sempre vai se ver.
- Não é a mesma coisa! Não sei por que, mas eu sinto que tem algo mais atrás disso... Você conheceu alguém Jake?
Merda! Ela não podia descobrir, não por agora.
- Não tem ninguém Nessie! Já te falei. Me sinto meio que seu pai e..
- Ta legal! Blá blá blá e lá vem você de novo com essa história! Já to sabendo Jake, não sou idiota!
- Que bom que você entendeu, Nessie!
Edward entra na sala. É lógico que ele estava sondando nossas mentes. Mas ele entrou em boa hora.
- Bem Edward, eu tenho que ir.
- Mas já Jakííí, eu pensei que você iria ficar... - Nessie fez um muxoxo.
- Não Ness. Eu preciso ir, você sabe que eu deixei os meninos sozinho nas rondas e vocês também não estão lá, então a gente dobra a atenção.
- Ok Jake, a Bella te leva até o aeroporto. Ainda nessa semana a gente segue viagem daqui. Edward abraçou a filha. Daqui em diante ele a protegeria.
- Tchau Jake. - Nessie me abraçou e eu respondi. Aquela garota criança era uma irmã pra mim.
- Tchau Ness. A gente se fala. Cuide-se, tá bom? - Com um aceno pra Edward eu saí. Bella estava no carro me aguardando.
No caminho nossa conversa foi fácil. Bella estava apreensiva diante da reação da filha, ela conhecia a Ness bem demais e essa calmaria a preocupava. Eu resolvi abrir o jogo e contei pra minha amiga sobre a brasileira. Bella ficou calada enquanto ouvia. E como eu previa, me deu apoio. Só que prometeu que Nessie iria ficar chocada quando soubesse e por isso iriam prolongar mais a viagem. Seria melhor assim, o quanto menos Nessie me visse talvez ela desencanasse da ideia de ainda termos algo algum dia.
Foi com um alívio enorme que entrei naquele avião e pela pequena janela ao lado eu via o céu negro. A aeromoça simpática demais insistia em me oferecer uma água, suco, uma coberta... Dentro de mim eu ria em silêncio. Se ela soubesse que eu me aquecia naturalmente... E isto era uma preocupação. Como eu iria revelar meu segredo a ? Como ela vai reagir quando souber do meu segredo? E se ela me desprezar por conta disso?
Encostei minha cabeça na poltrona e tentei ser mais otimista. Eu iria esconder o meu segredo ao máximo! Isso, eu não podia contar a ela e eu não iria. Eu precisava preparar o campo primeiro. E isso eu sabia muito bem como fazer... Ahhh ! O que será que você esta fazendo agora?

’s POV
Dei mais uma olhada na mochila. Vinho, vodka, copo descartável, uma carteira de cigarro... Fechei o zíper da mochila apressada e calcei minha bota. Eu estava de folga do trabalho e minha melhor amiga havia me abandonado. Sim. A ingrata da ! vivia grudada em Embry e eu estava me sentindo sozinha. Fazia quase uma semana que eu tinha mandado Jacob embora do meu quarto em plena chuva. E meu peito doía. Não teve uma maldita noite que eu não derrubasse minhas lágrimas em meu travesseiro. Eu chorava em silêncio. O que aquele homem tinha feito comigo? Logo eu, que nunca me apaixonei por ninguém e agora estou aqui, saindo escondida pra afogar minhas mágoas. Sim era o que eu iria fazer. Hoje eu iria beber até cair!
Coloquei a mochila nas costas e saí quieta. Marta estava com Susan e por certo estava na praia. Então saí por trás da casa e fui andando rumo a floresta. Eu precisava respirar um pouco de ar puro pra ver se minha cabeça voltava ao normal. Porque eu só podia estar enlouquecendo, de tanto pensar em Jacob.
Fui andando, andando, como era bom estar ali. O céu estava cinzento como sempre. Como eu sentia falta do calor do Brasil. Da nossa gente. Ah que saudade...
Depois de um bom tempo de caminhada eu me sentei no chão e abri minha mochila. Abri o vinho e a vodka e misturei um pouco de cada no copo e bebi num gole só. - Humm isso é bom!
Enchi mais um e abri a carteira de cigarro. Acendi e dei uma boa tragada. Bebi outro copo. Cruzei minhas pernas e coloquei as bebidas no meio. Enchi mais um.
- Hoje eu te esqueço Jacob Black! Um brinde a minha idiotice de ter me apaixonado por um homem comprometido. Comprometido e totalmente sexy! Comprometido, totalmente sexy e que não é meu! Ou melhor, NUNCA VAI SER MEU!!! - gritei como se os pássaros pudessem ouvir meu lamento. Enchi mais um copo e joguei o toco de cigarro. Meu cérebro já começava a dar sinais de relaxamento.
- Posso saber o que você está fazendo aí?
Levei um susto e quase derramei todo o líquido no chão. Olhei pra trás.
- Meu Deus! Você me assustou, Emmett! Quer me matar do coração? - ele se aproximou de mim.
- Você está bebendo?
- Como você adivinhou? Quer um gole?
- Não. Eu não bebo.
- Ahhh, duvido! É difícil um homem não ingerir bebida alcoólica. - acendi outro cigarro.
- O que é isso, ? O que você está fazendo aí sozinha, sabia que é perigoso? - O desgraçado mudou de assunto.
Comecei a rir. O álcool já estava começando a fazer efeito e mesmo assim enchi outro copo.
- Perigoso porque Emmett? Não estou vendo perigo algum aqui. - ele se abaixou na minha frente.
- É serio ! O que aconteceu?
-Não é da tua conta!
- Eu não vou sair daqui enquanto você não me falar!
- Não aconteceu nada! Só quero beber, só isso.
- Eu só quero te ajudar...
- Quer saber mesmo? É que eu sou uma idiota! É isso, eu sou a perfeita idiota!
- Porque isso agora?
- Ahhhhh... Emmett, Emmett é melhor você não saber...
- Olha só , seja qual for o problema, beber não é a solução. Isso é estupidez!
- Mas é que ninguém pode me ajudar! Sabe, esse meu coração idiota me pregou uma peça. - eu me sentia tonta.
- Para de beber! Isso não vai te fazer bem. Me dá esse copo.
Emmett tentou pegar o copo que já estava na minha boca. Eu empurrei a mão dele e só aí percebi o quanto ele estava gelado.
- Credo Emmett, que mão mais gelada! Você tá parecendo um defunto sabia?
Ele tomou o copo e jogou longe.
- Ei, aquele copo era meu!!! - tentei me levantar, mas uma tontura fez rodar minha cabeça e se Emmett não tivesse me segurado eu teria caído de cara no chão.
- Você não vai me segurar. Você é grande, mas não é dois! E eu vou pegar mais bebida.
Foi nesse instante que ouvi um barulho estranho atrás de nós.
- Jacob! Ei cara, não é nada disso que você está pensando! - Emmett estava abraçando minha cintura com um braço e a outra mão estava levantada em sinal de defesa.
- Jacob! – pensei. Não acredito que nem no meio do mato eu consigo esquecer ele.
- Jake, calma! Eu posso explicar tudo o que aconteceu.
Eu não acreditava que Jacob estava ali. Mas quando me virei para olhá-lo eu mal podia acreditar no que estava vendo. No lugar de Jake estava um enorme lobo castanho com tons de vermelho e com os dentes a mostra para mim. E o Emmett ainda o chamava de Jacob. MALDITA HORA QUE EU FUI BEBER!!! Eu estava vendo coisas! Mas o lobo foi avançando lentamente para mais perto de nós e eu levei meu braço em volta do pescoço de Emmett. Senti uma tontura horrível e tudo foi sumindo ao meu redor... A última coisa que vi foi Emmett me segurando para não cair...
CONTINUA....

87 comentários:

  1. Esse fic promete.
    Já gostei de saber que vou tirar o Jake da monstrinha. kkkkkk
    Bjusss.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a Juh Black. Essa fic promete e concerteza estarei acompanhando!!! Simplesmente amandoooo!!!! Bjssss!!!

    ResponderExcluir
  3. Eita que essa fic promete, tirar o Jake da Renesmonstra! Uau! Fic que promete já estou adorando! ;D

    ResponderExcluir
  4. Amei a fic. Adorei principalmente tira-lo daquela Nessie.

    ResponderExcluir
  5. O começo está interessante, vamos ver como irá se desenrolar, mas já fiquei feliz de tirar o Jake da monstrinha da Nessie.

    ResponderExcluir
  6. Pelo primeiro capítulo já conseguimos ver que a fic promete. Continua assim rss

    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Estou amando a fic!!!!
    Não vejo a hora de encontrar meu lobão. Bjssss!!!!

    ResponderExcluir
  8. Hum, já gostei dessa fic! Me super identifiquei com a PP!
    Kisses da Baby

    ResponderExcluir
  9. Dude, please, posta mais. *.*
    Não vejo a hora de encontrar meu Jake. \o/
    Bjuss.

    ResponderExcluir
  10. Amei esse capitulo essa fic promete hein! Impressao minha ou Emett ficou de olho em mim? Posta logo

    ResponderExcluir
  11. Amandooo a fic continua assim!!! Bjs

    ResponderExcluir
  12. Parece que meu santo não cruzou com o da monstrinha, fato!!!!
    E concerteza ela me trará problemas, a começar por estar com meu lobão.
    Ai,ai estou adorandooo a fic, bjssss!!!!!

    ResponderExcluir
  13. Usando as palavras da Flavia: Meu santo não cruzou com o da MONSTRA!
    Ah, pq é que o cap foi tão pequeno! Quero mais! XD
    Kisses da Baby

    ResponderExcluir
  14. Adorei essa história promete mesmo,até comecei a imaginar a cena aqui kkk, boa.

    ResponderExcluir
  15. Pode ter certeza que vou tá sempre acompanhado. ^^
    Sua fic tá ótima.
    E que encontro foi esse?
    Jake já tá gamadão em mim. ^^
    OMG não sei da onde eu direi esse "gamadão" acho que é da época da minha mãe. whatever rsrsr.
    Bjusss.

    ResponderExcluir
  16. Ai, ai só de pensar que eu não estava conseguindo ler o cap.4 já fico com o coração na mão. Mas como sou teimosa dei o meu jeito, mandei selecionar tudo e "charam', não é que deu certo, que alívio!!!! Eu não poderia de jeito nenhum perder o capítulo e graças ao bom deus eu consegui a luz no fim do túnel.
    Nem acredito que finalmente vi meu meu lobão e que já pintou um senhor clima. E o que foi aquilo com o Billy? O que aquela sensação estranha quer dizer,estou morrendo de curiosidade.
    Amandoooo a fic, bjssss!!!

    ResponderExcluir
  17. Amora, a fic parece super interessante. Mas eu preciso fazer uma crítica, deixando claro que é uma crítica construtiva.
    Vc nao esta separando as falas das açoes dos personagens...Ta tudo junto, e sem pontuação causando uma confusao total!
    Confesso, que se eu nao fosse curiosa, e quisesse saber como a fic continuaria eu nao continuaria lendo. Pq texto sem pontuação, sem separaçao pra mim nao rola.

    Estou falando isso, pra vc dá um jeitinho e quem sabe mais pessoas leiam? Talvez tenha pessoas que nao comentam, ou nao leem a fic exatamente por esse motivo ;)
    Fica esse toque!

    ResponderExcluir
  18. OI Mary to amando á sua finc,poís qualquer finc que o Jake esteja pra mim fica ainda melhor de se ler.EU queria um Homen MARAVILHOSO desses na miha vida rsrsrsrs,mas como querer
    ñ é poder..Fico sonhando por aqui Bjos e até a proxima:D

    ResponderExcluir
  19. Eu amo todas as fic com o Jake! #FATO
    Mas essa de tirar o jake da Nessie é muito boa!
    Adorando flor, posta mais! :)

    ResponderExcluir
  20. Parabéns o capítulo foi ótima, porém foi decepcionante ver aquela aliança, mas espero que o amor verdadeiro vença mesmo.
    Bjos

    ResponderExcluir
  21. Hum, quer dizer que euzinha mexi com meu lobão; isso foi tudo de bom.
    Nossa, bem feito pra Ness, nem ficando quase nua, o Jake sentiu algo pro ela; ameeeeeei. Ela deve ter pirado com a recusa do Jacob.
    Amandooooo, bjsssss!!!

    ResponderExcluir
  22. Nossa, que confusão se passa na cabeça e no coração de Jake. Peninha dele! Quero logo que ele fique cmg. rsrsrs

    Flor, eu não recebi pedido nh de capa para essa fic. Será que pode refazer o pedido. É só ir nesse link e preencher o formulário e enviar: http://fanficsinterativasbsb.blogspot.com/2011/07/quer-uma-capa-para-sua-fic-precisa-de.html

    ResponderExcluir
  23. Nossa como Jake esta confuso! To com uma peninha dele por ele ta passando por essa confusão!
    Nossa e mais essa agora da Nessie semi nua!
    Ainda to sem acreditar que ele rejeitou ela! Espero ficar logo com ele!
    Muito bom flor!
    Bjos! :)

    ResponderExcluir
  24. Amei esse POV do Jake.
    Como a crusa mal feita é chata. pqp
    Coitado do Jake, tendo que aturar as humilhações dela. =/
    Posso espancar ela? *.*
    Bjuss.

    ResponderExcluir
  25. Estou fazendo a dancinha da vitória só porque o Jake rejeitou a semi nua da Renemonstra. Estou com peninha da confusão que euzinha fiz na cabecinha do Jake, mas tem uma solução: é só ele se entregar de corpo e alma a mim e tudo vai melhorar!

    ResponderExcluir
  26. Adorei! E esses vinte dias sem Nessie, hum ja to imaginando coisas! :)

    ResponderExcluir
  27. Ai, ai, Jake está louquinho por mim; estou nas nuvens!!! Vinte dias sem a Renemonstra vai ser uma maravilha. Acho que muita coisa vai acontecer nesse curto período de tempo.
    Amandooooo, bjsssss!!!!

    ResponderExcluir
  28. Dude essa Nessie é INSUPORTAVEL.
    Como eu tenho vontade de da uma surra nela.
    Eita to deixando o Jake doidinho. 666'
    E ainda vamos ter umas féria desse projeto de vampira vadia.
    Bjussss.

    ResponderExcluir
  29. Jake está perdidamente apaixonado por mim e teremos uma folga de 20 dias da Renemonstra... Agora sim que ele vai ficar excitado pois terei 20 dias para provocá-lo e endoidá-lo.

    ResponderExcluir
  30. KKKKKKKKKKKKKKKKK
    rindo muito e concordando com o comentario de cima! kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  31. KKKKKKKKKKKKKKK
    rindo muito akie... adoreei que Renesmee foi viajar...
    Jake taah apaixonadissimo por mim... Aaaah que sonho !!

    ResponderExcluir
  32. Caaaaaaaara, o Jake "batendo uma" por mim foi foda! A horrorosa vai embora e eu vou ter o Lobão todinho só pra mim *-* Aaaaaaaaai, que sonho!

    Continua, por favor. TÁ MUITO BOA! Beijos.

    ResponderExcluir
  33. A fic ta muito boa, gostei bastante da história.
    Mas vou dar uma dica ok? Há muitos erros gramaticais e de concordâcia, se vc não tem uma beta seria legal vc achar uma, assim a leitura ficaria mais agradável e a história melhor do que já é :D

    ResponderExcluir
  34. Adorei esses ultimos caps, eu nao tinha visto o outro...Por um momento achei q o Jake ia me beijar...Enfim, cara...Se ele nao sente nenhum tesao pela Nessie...O que ele ainda ta fazendo com ela mano..? u.u
    Até bater uma pensando em mim, ele bateu...
    Sai dai kkkk ainda bem q a nessie vai viajar...
    quero mais

    OBS: Sobre a sua mudança graças a minha critica construtiva: Melhorou um pouco flor, mas vc podia mandar pra alguem que soubesse de dicas de portugues...Vc ta botando travessao onde nao precisa, faltando algumas virgulas...separando coisa q nao precisa...
    Assumo que melhorou flor, mas tenta mais... Usa a correçao do word, que ja ajuda.Mas seria bom, pedir ajuda pra alguem ;)
    Lembrando q estou fazendo essa critica, pq sua fic ta me ganhando, e eu quero lhe ajudar a melhorar. Nao desanime ok?
    poste mais logo por favor bjinhos

    ResponderExcluir
  35. ameiiiiiiiiiiiiiiiiii muito bom quero mais mais por favor !!!

    ResponderExcluir
  36. uuuuuuuuuuuuuuh o emmet ta todo atiradinho deixa a roselie ver kkkk mas não tem nem comparação com o meu jake. Adorando bjos

    ResponderExcluir
  37. Parece que o Emment também se encantou com a PP, deixa a Rosalie saber.
    Será que era o meu Jakelícia na floresta?
    Adorandoooo, bjssss!!!

    ResponderExcluir
  38. *--------------* Emmett
    Cara, Emmett e Jacob. Simplesmente tudo o que eu queria da minha vida! Realização de um sonho *O*

    OBG '-'

    Mt boa a fic, toda a historia. não sei mais eu gostei que vc meia que tentou aproximar o maximo da realidade. É dificil explicar.


    pf poste mais...

    ResponderExcluir
  39. adorei este cptl. acho que o emmet quer dar um balão em rosali. será que era ele a observar nossa pp. ela poderia ser a la cantante do emmet. isso pode ser uma sugestão par afic mas deixa quieto.

    ResponderExcluir
  40. Gostei da ideia da pessoa de cima '-'

    ResponderExcluir
  41. Emmet e Jake interessados ... a PP tá podendo... Mas, deixa a Rose descobrir e o Emmet vira um vampiro sem cabeça!! Na Floresta eu adoraria que fosse o Jake me observando e eu adoraria que viesse um POV do Jake explicando o que está sentindo. Ansiosa pelo próximo capítulo.

    ResponderExcluir
  42. Ai que fofo o Jake apaixonado!!! A minha amiga é o imprinting do Embry? Que mara... Agora é só uma questão de tempo para o Jacob se aproximar mais e me mostrar as "coisas" boas de La Push!

    ResponderExcluir
  43. Muito fofo o jake apaixonado!
    E esse imprinting do Embry pela a minha amiga que lindo!
    Espero que o Jake e a PP se resolvam logo!c :)

    ResponderExcluir
  44. Ain, o Jake está apaixonado por mim!!! A Nessie vai pirar quando souber.
    Minha amiga laçou o Embry, agora não tem mais jeito foi fisgado. Embry agora deixa de ser mulherengo, a se deixa.
    Não vejo a hora de cair nos braços do meu lobão.
    Amandoooo, bjssss!!!!

    ResponderExcluir
  45. Flor, maus não ter comentado no capítulo passado, mas nem cheguei a ler pois estava com problemas nos script. Tenta dá uma ajeitada nele, porque ainda não tá legal. Só uma dica.
    Mas vamos lá: Cap.7 - Não acredito que o Emmett também tá afim de mim, dude vou surtar aqui.
    Cap.8 - O que foi esse imprinting do Embry com minha amiga? Agora ela vai poder saber do segredo deles. E eu vou ficar sem saber d nada. nâo é justo =/.
    Não vejo a hora de colocar um par de chifres lindo na monstra.
    Bjuddss, até o próximo capítulo.

    ResponderExcluir
  46. Oiiiiiiiiiiiiiii..nova leitora aqui!!
    To AMANDO a FIC
    adorei a história
    vc está de parabéns
    QUERO MAIS!!!!!!!

    ResponderExcluir
  47. Uau, esse beijo foi de tirar o fôlego!!!
    Hum, pelo visto tenho muitas más intenções com meu lobinho. rsrsrsrrs
    Ele que me aguarde!!!
    Adorandoooooo, bjsss!!!!!

    ResponderExcluir
  48. Mary flor já faz um tempão que eu não posto um comentario me descupa por favor..Flor que pega foi esse garota eu quase tive um treco rsrsrsr
    Agora o Jake precisa decidir logo o que quer,pois sofrera se a PP resolver provoca-lo e ela sabendo que ele ainda está noivo da Nessie e achando que ele só quer levar ele pra cama ela ñ vai deixar barato!
    Esperando anciosamente pelo próximo capitulo!Lindinha cada autora tem o seu modo especial de escrever e vc tem o seu onde demonstra toda dedicação,amor e carinho,nos proporcionando cada vez mais o que a de melhor momentos de puro deleite!Bjos *_*

    ResponderExcluir
  49. O que tah acontecendo
    com o Jake???
    Sera que o amos ele pela Renesmee acabou....eu não quero sofrer amigaaa
    mais gostei do 1° beijo...sera que ele tah só querendo me usar mesmo???
    To muito curiosa

    ResponderExcluir
  50. Amei o capítulo.
    Principalmente a parte da pegação. \o/
    Até a próxima.
    Bjudds.

    ResponderExcluir
  51. Genteeee..que cap. MARA!!!!!
    AMEII
    essa parte hot então..uii #abanaaqui
    hahahhahah
    TO AMANDOOO
    Ta linda a fic, flor
    parabéns
    Beijoo

    ResponderExcluir
  52. Eu adorei o capítulo, foi muito emocionante, mas depois do tão esperado beijo eu pensei que ele tivesse dado um pé na bunda daquela cruza mal feita, mas não ele não tinha fiquei bem triste. Mas mesmo assim foi maravilhoso. Louca pelo próximo.

    Bjos

    ResponderExcluir
  53. Que bom que o Jake está cada vez mais apaixonado por mim... agora temos que dar o próximo passo: nos livrar de vez da Renesmonstra e ficar com o Jake totalmente livre só pra mim!!!

    ResponderExcluir
  54. Eu particularmente pegaria os dois numa boa. rsrsrsrs
    Um quando o tempo estiver frio e o outro quente.
    Esperando o próximo.
    BJudds.

    ResponderExcluir
  55. Adoreei o capitulo, ele foi beem quentee... estou ansiosa pra saber oq vai acontecer

    ResponderExcluir
  56. Ai, ai, realmente apareci na festa para abalar. Jake e Emmentt ficaram com os quatro pneus arriados por mim, quem diria.
    Mas tenho certeza que quando Rosalie e Renesmee souberem, a coisa vai pegar, ah se vai!!
    Mas pelo menos antes dei uns belos pegas no meu Jakelícia, e que pegas. Nossa fiquei até sem folêgo!!!
    Amandooooo, bjssss!!!!

    ResponderExcluir
  57. Adorei o capítulo, e os pegas com o Jake em tão nem se fala kkkk. Mas e o Emmet que foi aquilo deixa a Rose pegar. Espero que a chata da Nessie se ferre.
    Bjos

    ResponderExcluir
  58. Amo muito a fic.
    Rose não vai gostar de saber nada desse Emmett assanhadinho kk
    Ansiosa para o próximo capitulo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  59. mt foda essa fic!! ccntinua pf !!! beijos florzinha e posta logo :)

    ResponderExcluir
  60. HUMMMM Jake,Jake safadenho.
    posta maissss
    Bjs

    ResponderExcluir
  61. HAAAAAAA, tava com saudades dessa fic *-*

    Acho que já falei que vc ta realizando meu sonho né? *o*

    Jake mt espertinho cara O.o nnão pode nem piscar que ja era...
    Emmett, Emmett (6) ai se eu te pego.
    AHUAHUAHAHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA²²²

    Serio, gosto do modo como vc ta levando a historia, ta indo bem.

    Bjusss ;*


    p.s: Eu acho que os script's estão dando erro, porque o nome da PP aparece no lugar da amiga e o da amiga no da PP.

    ResponderExcluir
  62. amei a fic
    to lok pra tirar a monstrinha do MEU Jake
    to esperando a continuação
    Bjus Jeanny

    ResponderExcluir
  63. OMG!!!!
    O que deu no Emmet??hahhahaha #morri
    kkkkkkkkkkkkk'..que doido..o que ele ta aprontando hein?!
    Uii..que beijo foi esse?/ EU QUERO MAIS.. que se fo#@$% a Renesmee..hahahaha
    QUERO MAIS!!!

    ResponderExcluir
  64. Que isso minha gente...que fogo é esse????? a coisa ta quente mesmo hein...hummm queria eu tirar uma casquinha do Emmette, bem que a loira burra merece um chifrinho..hehehehehe quero mais...muito mais

    ResponderExcluir
  65. cOMCORDO COM A cLAU E A nATHALIA ...
    omg...CONTINUA A POSTAR NOVOS CPTS!!

    ResponderExcluir
  66. Esse lobinho é tudo!! To adorando a fic!! =D

    P.S. Acgo que tem algum erro se script, pq as vezes onde é pra aparecer o nome da PP aparece o da amiga, e o contrario tbm. ;)

    ResponderExcluir
  67. O que? Eu não acredito!!! Tinha que parar justo agora!!! Ah ta de brincadeira!!
    A fic ta ótima!! Emmett e Jake caidinhos por mim!!! Calmae que eu vou ali buscar outro coração e ja volto.... voltei. Isso é que é sorte pqp. Olha eu sou totalmente Team Jake!! Mas, eu não posso negar que o Emmett é muuuiiito Gostoso!!(@.@)
    Posta mais to louca pra saber o que vai rolar nessa fic!!

    ResponderExcluir
  68. OMG G_Zuis Maria José, eu vou ter um infarto akie!! tinha que parar agora?? serio?? porque é que vocês autoras tem que fazer isso?? parar SEMPRE na melhor parte!??
    O Jake vai terminar com a monstra?? AHHHHHHHHHHHHH obrigada senhor você acabou de atender minhas preces. Gente eu amo a Tia Steph mas o que ela fez com meu personagem preferido foi sacanagem!!! O que o meu Jake fez pra merecer a monstra como alma gêmea?? Ah não eu não vou embora daqui a um ano?? não, nunca, não mesmo!!! e largar o Jake nas mãos de qualquer umazinha ai?? nananinanão! eu sou louca, é sim sou, mas nem tanto!!! Posta mais e não demora por favorzinho!!

    ResponderExcluir
  69. Meu gzuis cristinho, quase tive um treco e o Jake me para nos finalmente. ¬¬ Affs, ninguém merece!!
    E agora a PP quer voltar para o Brasil?! Nãooooo!!! Ela não pode fazer isso. Buáaa!!!
    Adorandooooo demais, bjkssss!!!

    ResponderExcluir
  70. Deus!! Que saudades!!
    Quando tudo tava dando certo o Jake empata! aff vei que isso?
    Que ótimo! OUT! pra mostrenga!! Agora... NÃO! A PP não pode voltar pro Brasil!!!! Tadin do Jake! Tadinha dela. Aiai to ansiosa por mais posta logo bjos!!

    ResponderExcluir
  71. isso mesmo não deixa ela ir.. vai atras dela....

    ResponderExcluir
  72. Puxa, puxa, puxa!!!! Me animei aqui, tudo sempre hot com Jacob, OMG!!! Rennesmee devia ficar com alguém como ela, digo um híbrido, manda ela vir pro Brasil atrás do Nahuel, além do q ela tem q aprender a ser humilde,menininha chata!!! Jacobe PP juntos para seeempre, quero mais!!!

    ResponderExcluir
  73. To amando sua fic e maravilhosa por favor nao para de postar!

    ResponderExcluir
  74. To adorando a fic!! cap. perfeito!! Fiquei curiosa agora. O que o Jake vai aprontar? A pp vai mesmo voltar pro Brasil?(eu sei que ja perguntei isso mas mesmo assim ela não pode!!)
    Ahhh to adorando essa parte o final! O JAKE VAI TERMINAR OM A MONSTRENGA!!! ADOREI!! Agora... Oque o Ed vai fazer? POSTA MAIS VOU ESPERAR ANSIOSAMENTE!!

    ResponderExcluir
  75. Minha nossa! eu to passada... essa FIC É MARAVILHOSA!!! SÉRIO, com um JAKE assim,sabe, tudo de bom,gato ao extremo, babando apaixonado pela PP é simplesmente sensacional! e outra, um AMOR + FORTE do que a MERDA DE IMPRINTING com a ARGH!!! MOSCA MORTA E MONSTREN...ER...QUER DIZER, RENESMEEE é uma coisa impagável. kkkkk...ai, ai só quero ver a cara da LESADA-METIDA quando levar um BAITA PÉ NA BUN...OPS!, SORRY!!!kkkkkkkk... To nem aí,só quero que o jake seja feliz de verdade. POSTA + CAPIT. TA PERFEITO!!!! BJOS.

    ResponderExcluir
  76. todas nós ainda lemooos! continue postando, estou curiosa!
    beijoos

    ResponderExcluir
  77. não é nada contra nessie, mais eu odeio ela e fico triste por saber que no filme os dois ficam juntos. mais aqui já é outra coisa.

    ResponderExcluir
  78. Ihhh Fu*** kkkk Que bom q a fic voltou!! bom as coisas com a nessie agora estão ok... eu acho... o jake tirando conclusões erradas... a pp bebendo e fumando.... Continua e posta rápido bjos e até!!

    ResponderExcluir
  79. Mery eu até estou gostando, mas não estou conseguindo entender o começo, não sei quando é o meu nome ou da minha amiga, tem como vc arrumar?

    ResponderExcluir
  80. Hum, enfim, Jake deu um pé na bunda da Nessie. u.u Mas foi tão fácil. ¬¬ sei não, mas algo me faz ficar atenta a essa monstrinha. u.u
    Hum, Jake ia protelar o bastante para contar sobre sua transformação, mas infelizmente o destino o fez agir de modo totalmente oposto. :\ Mas a PP estava bêbada, então acho que ele ainda poderá enganá-la, se ainda quiser. rsrsrsrs Pobre Emmett quase sobrou para ele, quero dizer... ainda pode sobrar, já que ele ainda não conseguiu se explicar. :\
    Adorandooooo demais, demais!!!
    Bjinhosss!!!

    ResponderExcluir
  81. Nao vai mais atualizar nao ? Tomara que seja logo

    ResponderExcluir
  82. eu estou amando a sua fanfic continua,eu vou acompanhar ela,loka para saber o q o Jacob vai fazer com o Emmett kkkkk,coitada da PP por passar por essa situação e ainda ela esta bêbada,nem sabe o q esta acontecendo direito!!!

    ResponderExcluir
  83. Posta maisss! Pq parou?

    ResponderExcluir
  84. Meninas estou escrevendo prometo postar ainda neste mes. Ta muito corrido, mas prometo continuar. Bj

    ResponderExcluir