28 de novembro de 2012

Medo de Amar (a partir do capítulo 19)

| |
Caps Anteriores Parte I
Caps Anteriores Parte II


Capítulo 19
POV

Ele não poderia ter feito isso!não devia ter dito que me amava!minha cabeça girava,corri para o primeiro banheiro que achei,sentei no chão e chorei.Como eu queria voltar para ele mas agora tinha o Kiowa,e eu tinha visto a imprensa especular sobre a suposta gravidez de Lily!Não poderia voltar para ele,ainda mais se ela estivesse realmente grávida.
 Chorei tudo o que tinha pra chorar,me levantei e comecei a arrumar o estrago em minha maquiagem,meus olhos inchados me entregavam mesmo assim.Eu iria para a casa,não tinha mais clima para festa,respirei fundo e quando abri a porta <script>document.write(Renata)</script> estava parada me olhando.
-Como você está?-Ela perguntou me abraçando.
-Não muito bem!vou pra casa...
-Eu vi vocês de longe conversando e quando ele te levou para o jardim!Sabia que isso ia acabar em lágrimas!Vem vou com você...
-Fique!se divirta um pouco,eu vou provavelmente passar o resto da noite chorando!
-Não!Vou com você...e hã...o Kiowa estava te procurando como louco!
-Vou falar com ele antes de ir.-Mas nem precisei procurá-lo,ele nos encontrou antes disso.
- !O que houve?-Ele perguntou preocupado.
-Não estou me sentindo bem,vou pra casa.-Tentei sorrir sem sucesso!
-Eu te levo!eu cuido de você linda!
-Não,por favor fique!Seus amigos precisam de você aqui!<script>document.write(Renata)</script> vai comigo,não se preocupe já,já passa!
-Ai meu Deus!Tem certeza?-Insistiu ele.
-Sim!-Garanti a ele.
-Me ligue se precisar,amanhã vou lá te ver.-Kiowa era mesmo um fofo.
-Obrigada!-Ele me deu um beijo na testa e eu e fomos embora.
 Quando chegamos em casa me fez contar tudo pra ela,desabafei!Falei sobre amar Taylor demais e até o fato de desconfiar que Lily está grávida.
-Falei com Taylor ontem na festa,contei tudo pra ele!me desculpa ter me metido mas eu precisava falar umas verdades pra ele!Estava entalado na minha garganta,eu não aguentava te ver sofre por  ele!-A olhei surpresa.
-Tudo bem...você só quis ajudar.
-Ele disse que...Lily está grávida!-Meu mundo desmoronou de vez,comecei a chorar como louca de novo.
-P-por que tinha que ser assim?-Perguntei pra ela.
-Calma,você tem o Kiowa agora.-Ela disse tentando me acalmar.- disse tentando me acalmar.
-Não!Não posso enganar ele!Ele está criando expectativas demais...vou terminar com ele!-Disse decidida.
-Tem certeza?Ele pode te ajudar a esquecer o Taylor.
-Não é justo eu fazer isso com ele!eu o quero na minha vida mas apenas como meu amigo.
-Bom você sabe o que é melhor...-Me abracei a ,e aquela foi mais uma noite derramando lágrimas pelo Taylor.

POV Taylor
  Depois de ficar um tempo no jardim voltei para dentro da casa,eu ia me despedir do pessoal e ir embora,mas mal entrei e Kiowa me puxou para fora de novo.
-O que você fez pra ela?-Ele perguntou furioso.
-Não quero discutir ok?-Tentei ficar calmo.
-Cara você não cansa de magoar ela não?Olha ela não me contou o que aconteceu entre vocês no passado mas sinto que ela sofreu muito e está magoada ainda!
-Olha,não quero estragar nossa amizade mas saiba de uma coisa,eu a amo e vou lutar por ela!
-Eu sinto que ela te ama...eu vejo como ela te olha...-Ele estava arrasado.-Mas eu também vou lutar por ela,vou fazer de tudo para vê-la feliz!
-Ela vai decidir se é isso que ela quer!-Saí nervoso sem olhar pra trás.
  Fui pra casa antes que quebrasse a cara de Kiowa e eu não queria fazer isso!Mas eu não iria desistir de ,nunca!

Capítulo 20
POV
 De tanto chorar adormeci,quando acordei o sol já invadia meu quarto.Levantei e não gostei nada da minha imagem no espelho,tomei banho e vesti um vestidinho qualquer. ainda dormia e já era uma da tarde,peguei um pequena bolsa joguei as chaves,celular e a carteira dentro e escrevi um bilhete para ela.
"Fui dar uma volta na praia.
Depois vou para a casa do Kiowa...tenho que falar com ele logo!
beijo Xx"
Deixei o bilhete em cima da mesa e sai.Sentei na areia da praia e fiquei pensando em tudo que Taylor falou na noite anterior,pensei em Kiowa ...eu gostava dele mas não o suficiente para um dia chegar a amá-lo!Depois de um tempo levantei de onde estava sentada e decidi que era hora de resolver esse assunto,peguei um táxi e fui para casa de Kiowa.
 Respirei fundo e toquei a campainha,ele demorou um pouco mas logo a porta se abriu.
-Hey!Oi linda,entra!-Ele falou sorrindo.
-Oi...desculpa,você tava dormindo?-Perguntei sem graça.
-Eu acordei agora pouco,tava indo tomar banho e ia te ver.-Ele falou e me puxou para sentar ao seu lado no sofá.
-Precisamos conversar...-Falei séria quando ele fez menção em me beijar.
-Aconteceu alguma coisa?
-Eu preciso te contar o que aconteceu entre eu e o Taylor...preciso ser sincera com você...-O sorriso sumiu do rosto dele.
-Tudo bem...estou ouvindo!-Ele suspirou.
 Contei primeiro como eu e Taylor nos conhecemos,depois sobre nosso breve namoro e por fim como tudo terminou.
-Que idiota!Ele fez realmente isso com você?-Kiowa perguntou irritado.
-Não o julgue!Ele só soube a verdade agora...-Tentei defender Tay.
-Não o defenda!Ele não confiou em você!
-Eu o amo...mesmo assim eu o amo!-Falei vendo o rosto de Kiowa se transformar em uma máscara de tristeza.
-Você vai voltar pra ele?é por isso que você veio aqui?
-Não sei...mas eu precisava ser sincera com você!Eu te adoro,tenho certeza que seria muito feliz com você...mas eu não conseguiria me entregar à um novo relacionamento nesse momento.
-Eu no fundo sabia que isso ia acontecer!Eu vi o jeito que você o olha...-Disse ele triste.
-Me desculpa!Eu não queria te magoar,te fazer sofrer e te dar falsas esperanças!-Eu comecei a chorar.
-Tudo bem...eu vou continuar sendo seu amigo,por favor me deixe ser pelo menos ser seu amigo!-Ele falou limpando as lágrimas do meu rosto.
-Obrigada...-Eu o abracei.
-Taylor tem sorte,você é uma garota sensacional!-Ele falou acariciando meus cabelos.
-Pena que ele não viu isso...-Falei me separando do abraço.
-Ele vai lutar por você...ele me disse isso ontem.
-Vai ser em vão!Não vou ficar com um cara que vai ter um filho com outra,mesmo eu amando ele.
-Você não soube?
-Do que?-Perguntei confusa.
-Lily não estava grávida!Ela inventou tudo,Taylor ficou furioso.-Contou Kiowa.-Ashley me contou ontem.-Eu fiquei chocada,como alguém poderia inventar uma coisa assim?
-Meu Deus!-Foi o que consegui dizer.
-Agora nada impede vocês de ficarem juntos...-Kiowa falou de cabeça baixa.
-As coisas não são tão simples...
-Não complique a vida garotinha!Siga seu coração e seja feliz!
-Já disse que te adoro?-Perguntei sorrindo.
-Er...hum...já!-Ele gargalhou.
-Preciso ir,tenho que comprar umas coisas lá pra casa...
-Quer ajuda?
-Tem certeza que quer passar o resto do dia preso comigo e com a em um shopping?-Perguntei rindo.
-Alguém tem que carregar as sacolas!-Respondeu ele rindo e em seguida foi se arrumar.
 Fomos até minha casa buscar ,ela ficou surpresa por ver eu e Kiowa juntos mas prometi que contava tudo depois pra ela.

POV Taylor
 Estava alíviado por ter terminado com Lily e ter minha casa só pra mim!Decidi que iria tentar me reaproximar de , mas sem pressioná-la.
 Kellan me ligou depois do almoço me convidando para passar o resto da tarde jogando video-game na casa dele,ri do convite mas aceitei já fazia algum tempo que eu não fazia isso!Ele me pediu para ligar para o Kiowa o convidando.
-Alô?-Kiowa atendeu rindo.
-Hey como você tá cara?-Perguntei imaginando que pela alegria ele estava com .
-Bem...e ai o que manda?
-Kellan vai fazer uma tarde de video-game na casa dele e pediu para eu te ligar.-Falei tentando não pensar neles juntos.
-Nem rola...tô com a e a no shopping!Mas preciso conversar com você...passo na sua casa às oito pode ser?
-Claro!Beleza então...até mais.-Desliguei o telefone e fiquei tentando imaginar qual seria o assunto que ele teria para falar comigo,só poderia ser sobre .
 Fui para a casa de Kellan e os outros caras estavam lá também:Boo Boo,Tyson,Alex,Jackson...queria esquecer os problemas por uma tarde.Eram mais de sete e meia quando saí da casa de Kellan,já estava quase na hora de Kiowa passar lá em casa e então me apressei,ele chegou dez minutos depois.
-E ai cara?Entra!-Falei dando espaço pra ele passar.-Senta ai,quer beber alguma coisa?-Perguntei indicando o sofá.
-Não,tô de boa!-Ele falou sentando.-Olha Tay o que eu tenho para falar é rápido,não vou ficar tomando seu tempo.
-Sem problemas!Hey somos amigos cara!Sei que nossa amizade anda meio estranha mas ainda assim somos amigos!-Sorri.
-É sobre isso que vim falar...você venceu cara!-Kiowa estava triste.
-Do que você tá falando?-Perguntei sem entender.
-Da .
-Mas isso não é um competição!
-Eu sei que não,foi modo de falar...ela terminou comigo hoje!E nós nem tínhamos começado!-Tive que me conter para não sair gritando de alegria.
-Cara eu sinto muito...-Falei sem conter um sorriso enorme.
-Sei...-Ele falou desconfiado.
-Você tem razão eu não sinto!Mas não queria que fosse você.-Falei sincero.
-Tudo bem,eu sabia desde o começo que ela era apaixonada por você.
-Ela te falou isso?-Perguntei curioso.
-E precisa falar?Taylor se toca,não seja babaca!-Ele falou irritado.
-Eu sei,ela já me falou isso...
-Então se ELA falou o que os outros tem a dizer não importa!Pare de duvidar do que ela te diz.
-Você tem razão!Mas e como você tá?
-Há cara eu gosto dela,mas acho que foi melhor...ela  nunca iria me amar.
-Eu sei como é...jamais conseguiria sentir por outra garota o que sinto por ela.
-Então me faz um favor?-Pediu Kiowa.
-Claro!-Respondi.
-Cuida dela!Não deixa ela sofrer mais,porque eu juro que se você magoar ela de novo você vai se ver comigo!-Ele falou sério.
-Pode deixar!Não vou ser um otário de novo...mas eu ainda nem sei se ela vai me querer de volta!
-Vai com calma!Não chega de cara pedindo pra voltar...reconquiste ela aos poucos!Vai por mim!-Kiowa me aconselhou.
-Pô cara,obrigado pelo que você está fazendo!É muito nobre da sua parte.-Falei com a mão no ombro dele.
-Vocês dois são meus amigos!Eu só quero ver vocês bem!-Ele se levantou e eu caminhei com ele até a porta.
-A gente se vê!-Falei e em seguida lhe dei um abraço e ele foi embora.
 Eu estava tão eufórico com a notícia que eu não sabia o que fazer,precisava arrumar uma maneira de me aproximar dela,resolvi que iria convidá-la para almoçar amanhã.Eu tinha que começar de alguma maneira não tinha?


Capítulo 21



POV



-Caramba!Como essa Lily é louca!- comentou depois de eu contar tudo para ela sobre a "gravidez" de Lily.


-Nem me fale!-Eu ri.


-Mas e agora o que você vai fazer?Porque pelo que eu entendi não tem mais nada impedindo vocês de voltarem.


-Não sei...tô morrendo de vontade de falar com ele!Mas vou esperar!


-Isso ai se faz de difícil!Ele que venha atrás!


-Verdade,e quero ir com calma!Eu e o Taylor tivemos uma coisa muito intensa e tudo foi rápido demais.


-Isso foi mesmo!Vai dando tempo ao tempo, recomecem como amigos e tal veja como as coisas evoluem.


-Você tem razão!


-Eu sempre tenho!- disse gargalhando.


-Adam vai adorar quando eu contar como as coisas estão.-Sorri lembrando do meu querido amigo.


-Sinto tanta falta dele!-Choramingou .


-Ainda bem que temos o Kiowa!


-Verdade!Ele é um amorzinho,todo fofo...-Vi os olhos dela brilharem.


-Uhum...sei!-Eu ri.


-Sabe o que criatura?-Ela perguntou envergonhada.


-Conheço bem esses olhinhos brilhando!-Fale rindo ainda mais.


-Tá louca?você tá vendo coisa onde não tem!- disfarçou e foi para o quarto.Seria legal se eles se apaixonassem,fariam um casal super fofo.


Acordei cedo pra trabalhar,eu e tomamos café e seguimos para a revista.Era oficialmente nosso primeiro dia de trabalho e a editora-chefe nos recebeu de braços abertos, me ajudaria e seria uma espécie de secretária.Ester nos levou até onde seria minha sala,era tudo simples:as duas mesas brancas e uma estante enorme atrás da minha mesa,atrás da de tinha uma pequena sacada.


-Aos poucos vocês podem decorar conforme o gosto de vocês!Há soube que você estava terminando seu curso de jornalismo no Brasil é verdade?-Perguntou Ester simpática.


-Sim.- Minha amiga respondeu apreciando a sala.


-Estou pensando em reformular a equipe e então se tiver interesse em ser uma das nossas repórteres...


-Claro!- respondeu animada.


-Ok mais tarde falamos sobre isso!Fiquem a vontade.-Ester nos deixou sozinhas.


-Ai que máximo!-Eu a abracei e começamos a pular no meio da sala.


-Mas e você?Quem vai ser sua assistente?-Ela perguntou preocupada.


-Ai eu dou um jeito!o importante é que você conseguiu algo melhor!-Nós rimos como loucas e fomos interrompidas pelo meu celular,olhei paralisando ao ver o nome "Taylor"no visor.


-Quem é?-Perguntou vendo meu estado.


-É o Ta-Taylor...-Gaguejei.


-Atende!-Disse ela.


-Não!-Eu me apavorei.


-Por que não?


-Tenho medo.-Confessei.


-Pare de ser boba!-Falou irritada,ela tinha razão!Resolvi atender.


-Alô?Oi Taylor!-Eu tremia dos pés a cabeça.-Almoçar hoje?-Olhei para .


-Vai...-Ela sussurrou.


-Bem eu...-Ela me olhou brava.Fazia tempo que eu não me sentia tão nervosa.-Você passa me pegar às 13 hs?Não vai te atrapalhar?Ah tá ok!Então até mais tarde.


-Isso aê garota!Tome conta da situação!


-Ai meu Deus!


-Calma,vocês precisam se entender.


-Seja o que Deus quiser!-Respondi pegando minhas coisas e começando a trabalhar,precisava tentar me distrair com algo porque o nervosismo tomou conta de mim só de pensar em ver Taylor.


O tempo todo eu olhava para o relógio,há cada minuto que passava eu me sentia mais nervosa e mais ansiosa para vê-lo.


-Se você olhar mais uma vez esse relógio eu vou arrancar ele da parede!- disse rindo.


-Parece até que vou encontrar com ele pela primeira vez!-Sorri nervosa.


-Se apaixonar é uma droga!as pessoas ficam bobas!-Ela gargalhou.


Eu olhei o relógio mais uma vez,faltavam vinte minutos para às 13hs.Resolvi parar de olhar e me concentrar no trabalho.


-Você está cinco minutos atrasada.- falou me fazendo voltar minha atenção para o relógio.


-Caramba!-Falei enquanto salvava o que estava fazendo no computador e em seguida pegava minhas coisas e as jogava dentro da bolsa.


-Calma!-Ela ria do meu desespero.-Boa sorte!-Ela gritou enquanto eu saía apressada.


Entrei no elevador e os segundos até chegar no térreo pareciam não passar,quando a porta abriu já praticamente de de cara com um Taylor sorridente encostado no balcão da recepção me esperando,sorrir de volta foi inevitável.


-Oi...-Ele falou se aproximando.


-Oi!Desculpa se demorei um pouquinho,eu estava tão concentrada no trabalho que me perdi no tempo.-Eu e minha mania de falar demais quando estou nervosa.


-Tudo bem...o importante é que você aceitou meu convite.Vamos?-Ele estendeu a mão para mim,eu a olhei e então a segurei,ele sorriu.-Você está linda!-ele comentou enquanto seguíamos para o carro.


-Obrigada!-ele é quem estava lindo,com uma polo preta e calças jeans,sua beleza me deixava até tonta.


-Então onde quer almoçar?-Ele perguntou quando entramos no carro.


-Hum..não sei!o que você sugere?


-Tem um restaurante italiano aqui perto,é um lugar pequeno mas a massa que eles fazem é ótima!O que você acha?


-Perfeito!-Respondi sorrindo.


Seguimos até o restaurante falando sobre o tempo,depois ele me perguntou sobre Adam e meus pais e eu como ainda estava nervosa continuei falando e falando.Ele me olhava o tempo todo como se não

acreditasse que eu estava ali do seu lado,eu também ainda não acreditava.


Entramos no restaurante e ele pediu a mesa mais reservada,o garçom nos levou mais para o fundo do lugar,onde havia algumas mesas próximas a um jardim interno,o lugar era lindo!


-Nossa,gostei daqui!-comentei enquanto olhava em volta do lugar e Taylor puxava a cadeira para eu me sentar.


-É um dos meus lugares favoritos!-Ele falou se sentando em seguida.


Ficamos em silêncio por alguns minutos,chegava a ser constrangedor se não fosse pelos nossos sorrisos bobos.Eu o amava!e cada vez que eu olhava nos olhos dele tinha ainda mais certeza disso.


-Então você disse que precisava me contar algo.-Quebrei o silêncio.


-Bem,eu acho que a última vez que nos encontramos as coisas ficaram mal resolvidas.Então decidi te convidar para almoçar para que pudéssemos resolver tudo de uma vez...e sim,eu preciso te contar uma coisa.-Ele falou se inclinando na minha direção.


-Verdade,acho que nós temos vivido um turbilhão de emoções nesses últimos meses!E acho que realmente precisamos conversar e colocar as coisas no lugar.-Ele sorriu.


-Que bom que você pensa assim também!Eu queria começar esclarecendo uma coisa...-Ele exitou e me olhou como se procurasse as palavras certas para dizer e então continuou.-Lily não está grávida,nunca esteve!-Acho que ele esperou me ver surpresa mas Kiowa já tinha me contado.


-Eu sei...-Sorri e ele pareceu aliviado.-Esse foi um dos motivos de eu ter aceitado almoçar com você.


-Não posso negar que fiquei feliz quando soube que ela tinha mentido!Eu fui um idiota por me deixar levar e me envolver com ela.


-Sei como é,foi por isso que não segui em frente com o Kiowa.Sabia que ele poderia me fazer feliz mas eu não o amava...


-Você ainda me ama?-Ele perguntou me pegando de surpresa e segurando minha mão sob a mesa.


-Preciso responder?Você sabe que sim...-Falei o olhando nos olhos.


-Mas da mesma maneira que antes?Ou alguma coisa mudou depois de eu ter sido um imbecil com você?-Vi uma certa tristeza no olhar dele,eu queria ir de vagar mas perto dele eu não me controlava.


-Não,não é da mesma maneira que antes...-Respondi séria mas depois sorri.-É mais forte ainda o que sinto por você.-Ele deu um largo sorrido e aproximou sua cadeira da minha me abraçando forte em seguida.


-Eu te amo tanto!Por favor me perdoa?-Ele pediu com o rosto afundado em meu pescoço.


-Eu já te perdoei Taylor...há muito tempo.-Respondi com a voz embargada e os olhos marejados.


-Então vamos voltar?Começar do zero?agora que você está morando aqui fica tudo mais fácil!-Ele falou acariciando meu rosto com a ponta dos dedos.


-Vamos com calma tá?Vamos deixar rolar.


-Você é quem manda!Vai ser do jeito que você quiser.


-Então que tal começarmos almoçando?-Perguntei rindo.


-Ótima ideia!-Ele riu e ajeitou sua cadeira e em seguida chamou o garçom.

Enquanto almoçávamos os velhos assuntos ficaram de lado,estava tudo resolvido e não tinha porque ficar "martelando"tudo aquilo.Conversamos sobre a minha mudança pra LA,ele disse que iria me levar pra conhecer muitos lugares e que nas férias poderíamos ir até o México se eu quisesse,ele estava tão feliz que não parava de fazer planos e eu estava radiante.


Depois do nosso almoço regado de carinhos ele me levou até meu trabalho e disse que iria me buscar mais tarde para que fossemos à um pub que ele adorava e queria que eu conhecesse.Eu o abracei forte e lhe

dei um beijo na bochecha,ele fez um beicinho eu ri então fiquei na ponta dos pés e lhe dei um selinho demorado,ele me segurou pela nuca e aprofundou o beijo.Meu coração disparou no momento em que nossos lábios se encontraram,minha respiração ficou ofegante e quando sua língua encontrou a minha eu senti como se uma descarga elétrica percorresse o meu corpo o fazendo ficar mole nos braços de Taylor...só ele me fazia ter essas sensações!


-Senti tanta falta disso...-Ele falou quando eu cortei o beijo por estar sem ar.


-Eu também...-Sussurrei ainda de olhos fechados.


-Eu te amo!-Ele falou me abraçando forte.


-Eu te amo mais...-Respondi.-Mas tenho que ir trabalhar.


-Nos vemos depois então.-Ele afagou meus cabelos,me soltei de seus braços mesmo contra minha vontade,lhe dei mais um selinho e entrei no prédio da revista.


-Chegou dez minutos atrasada!- falou assim que entrei na sala.


-Cheguei é?Nem reparei na hora!-Falei com cara de boba.


-E ai se acertaram?-Perguntou curiosa.


-Sim!-Respondi com um sorriso enorme.


-Me conta tudooo!-E sem exitar comecei a contar.



POV Taylor



Depois de andar de um lado para o outro e não saber se ligava para ela ou não,resolvi que iria arriscar.Disquei o número de e aguardei.


-Alô?Oi Taylor!-Ela atendeu.


-Oi ...será que poderíamos almoçar hoje?-Perguntei nervoso e morrendo de medo que ela dissesse não.Ela exitou um pouco mas aceitou,eu nem acreditei!


-Tudo bem...nos encontramos onde?Que horas?-Ela perguntou.


-Eu passo te pegar ai na revista à uma da tarde pode ser?-Ela ainda pergunta se não iria atrapalhar,nunca atrapalharia,era tudo o que eu queria!Nos despedimos e eu dei um grito de alegria,era hoje que as coisas iriam se ajeitar,eu conseguia sentir isso!


A manhã se arrastava e os ponteiros do relógio pareciam não se mexer!Paul apareceu aqui em casa para falar sobre alguns trabalhos e foi isso que ajudou a passar um pouco a hora,ele foi embora às onze e meia e eu fui me arrumar,ainda estava cedo mas quem disse que eu conseguia esperar mais?


Saí de casa faltando meia hora para o horário que tinha combinado com ela,eu esperaria encostado no carro mas estava ansioso demais,entrei no prédio e fiquei conversando com o rapaz da recepção por um tempo,olhei o relógio e já era uma hora,fiquei mais nervoso ainda,dez minutos depois eu a vi saindo do elevador,ela estava linda!O mundo parou naquele momento...


Trocamos algumas palavras e senti que ela estava tão nervosa quanto eu,ela estava tão sorridente e isso era um bom sinal porque queria dizer que ela estava feliz em me ver.Ofereci minha mão e ela a segurou fazendo meu coração bater como louco no peito.


O restaurante era simples e tranquilo,tudo o que precisávamos para conversar.Sem paparazzi ou fãs por perto...só eu e ela!Não conseguia acreditar que ela estava ali,tão linda na minha frente.Eu sei que prometi ir de vagar mas eu não aguentava mais esperar para tê-la em meus braços,ver ela assim tão perto e não poder beijá-la me torturava demais.Eu tinha uma necessidade de estar perto dela e sabia que ela sentia o mesmo por mim.


A felicidade tomou conta de mim depois que esclarecemos tudo que tinha acontecido,tanto eu quanto ela queríamos voltar um para o outro e

só isso importava,senti-me completo quando nossos lábios se encontraram depois de tanto tempo...o corpo dela,o toque dela despertavam sensações em mim que eu não conseguiria explicar,só ela tem esse poder sobre mim e agradeci aos céus por poder ter ela de volta.


Nos despedimos e pela primeira vez em muito tempo eu estava feliz,tudo parecia melhor sabendo que era minha novamente,nem a minha agenda cheia poderia mudar meu humor nesse momento.Corri para o escritório de Paul,teríamos uma reunião com o elenco de Crepúsculo,cheguei radiante de alegria,cumprimentei à todos e ainda fiz algumas piadas de tão feliz que estava.


-Alguém viu o passarinho verde hoje!-Brincou Ashley e eu apenas sorri para ela,olhei Kiowa e ele sorriu para mim e lhe devolvi o sorriso,não precisava falar nada,ele já sabia o que havia acontecido.

Capítulo 22


POV


-Fico feliz por vocês amiga!- falou me abraçando.

-Obrigada!Te devo muito, afinal você me ajudou demais.

-Não deve nada! Eu só não aguentava mais te ver chorar.

-Valeu!Bom vamos trabalhar porque temos muitas coisas para fazer. -Falei me sentando em frente ao computador.

O resto do dia passou voando e como prometido,Taylor foi me buscar,ele estava encostado em seu carro,Quando eu e nos aproximamos, vi que um sorriso lindo iluminava seu rosto.

-Vou ter que aguentar essas caras de bobos até quando?- brincou.

-Vem com a gente,tenho que passar em casa para me arrumar.-Falei enquanto nos aproximávamos dele.

-Não quero segurar vela!-Ela riu.

-Oi!-Falei quando estávamos perto dele e lhe dei um selinho.

-Oi amor...-Ele me abraçou.

-É muito mel pro meu gosto!- gargalhou.

-Oi !-Ele deu um beijo na bochecha dela.

-Oi!-Ela sorriu.

-Tenho que me arrumar pra gente sair, então já aproveito pra deixar a dona chata em casa.-Falei apontando pra ela.

-Obrigada!Também amo você!-Ela revirou os olhos rindo.

-Tenho que te agradecer ,mais uma vez! Te devo uma.-Taylor falou sorrindo.

-Todo mundo tá falando isso, vou começar a cobrar! Só quero que você cuide dela, ok? Não posso ser babá de uma garota desse tamanho,ela dá muito trabalho!- gargalhou.

-Pode deixar que eu cuido dela,prometo!Vamos?-Nós concordamos e entramos no carro.

Chegamos em casa e enquanto Tay e conversavam na sala eu fui me arrumar. Tomei banho,escolhi minha roupa:uma calça preta de cós alto e blusinha branca de alcinha,sapato scarpin preto. Me maquiei,prendi só a franja no topo da cabeça e pronto!

-Estou pronta!-Anunciei assim que entrei na sala.Taylor me olhou dos pés a cabeça.

-Deus como você está linda!-Ele falou com os olhos brilhando.

-Fecha a boca, você está começando a babar!- brincou com ele. Ele veio ao meu encontro e pegou minha mão entrelaçando nossos dedos.

-Você não quer vir também? Vai ficar sozinha?-Perguntei preocupada com .

-Deus me livre ficar no meio de vocês com todo esse amor para dar.-Ela riu.-Brincadeira! Mas eu vou ficar aqui vendo filme,o Kiowa disse que vai passar aqui e..

-Hum Kiowa é?-Perguntei maliciosa.

-É ele é NOSSO AMIGO esqueceu?-Ela falou sem graça.

-Ok!Se divirtam!-Falei enquanto saíamos.

-Você acha que a e o Kiowa...-Tay comentou.

-Tomara! Seria legal!-Falei sorrindo.

-Hey mocinha vem aqui...-Ele me puxou para mais perto.-Você não tá esquecendo de nada?- O olhei confusa.

-Não, acho que eu peguei tudo...-Dei de ombros olhando dentro da minha bolsa e depois voltei a olhar pra ele.

-Não tô falando disso...você não me deu nenhum beijinho ainda!-Ele fez beicinho.

-Oh!Desculpa!-Eu ri e lhe dei um selinho.

-Só desculpo se me der um beijo de verdade!

-Abusado!-Brinquei e aproximei nossos lábios, rocei levemente meu lábios contra os dele e o ouvi suspirar, mordi de leve seu lábio inferior e ele finalmente me puxou pela nuca selando nossos lábios com vigor.

-Ok...acho que temos que ir!-Falei cortando o beijo, completamente desnorteada e ofegante, meus lábios latejavam e eu sorri ao ver os de Taylor vermelhos.

-Tudo bem,vamos.-Ele disse ainda de olhos fechados.

Chegamos ao pub, o lugar estava cheio!Sorri ao ver um pequeno palco onde uma banda tocava música dos Beatles!

-E ai o que achou?-Tay perguntou enquanto nos direcionávamos para uma das mesas.

-Eu adorei!-Respondi sorrindo.

-Hey taylor!-Um rapaz se aproximou o cumprimentando.

-Steve? Cara eu te liguei tanto! Onde você se meteu?-Taylor falou depois de abraçá-lo.

-Tava resolvendo uns problemas de última hora em Nova York!Mas e ai não vai me apresentar essa gata?-Steve falou se virando sorridente para mim.

-Steve,essa é !-Disse Taylor orgulhoso.-Amor,esse é um dos meus melhores amigos.

-Prazer em conhecê-lo Steve.-Eu me levantei e o cu
mprimentei com um beijinho no rosto.
-Caramba essa é a ?AQUELA que você tanto falava?-Steve perguntou surpreso e eu sorri encabulada, pelo jeito Taylor já tinha falado de mim.

-Sim...-Taylor respondeu sorrindo.

-Você tinha razão, ela é mesmo linda!-Ele falou me olhando e Tay me abraçou de lado.

-É sim cara!

-Que bom que vocês estão bem, porque eu lembro que a última vez que nos falamos vocês tinham terminado, garota você deixou meu amigo arrasado!-Eu sorri sem graça.

-Tenho muita coisa pra te contar!-Taylor falou.

-Imagino!Bom, vou tomar alguma coisa, foi um prazer te conhecer .-Ele acenou pra mim e eu retribui.-A gente se vê Tay!-Ele abraçou Taylor, lhe deu um tapinha nas costas e saiu nos deixando sozinhos novamente.Pedimos dois Alexanders e ficamos ali namorando ao som dos Beatles.

-Beatles me lembrou uma coisa...-Taylor falou no meu ouvido.

-O que?-Perguntei sorrindo.

-Aquela camiseta que você estava usando quando eu fui te visitar no Brasil.-Ele sussurrou no meu ouvido, eu me arrepiei toda com as lembranças daquela noite e corei.-Você ainda tem ela né?-Ele perguntou malicioso.

-É claro! É minha camiseta favorita para dormir...-Sorri envergonhada.

-É a minha favorita também...você fica extremamente tentadora com ela!-Ele deu uma leve mordida no meu pescoço e de repente respirar normalmente ficou difícil.

-Tay...-Eu sussurrei já tonta.

-Sim?-Ele beijou meu maxilar.

-Se comporte!-Eu ri.

-Não...eu preciso de você...-Ele beijou meu pescoço.

-Vamos com calma...você tá muito apressadinho!-Eu continuava rindo como boba.

-Ok...mas posso pedir uma coisa?-Ele perguntou tirando o rosto do meu pescoço.

-Sim.-Respondi recuperando os sentidos.

-Me promete que não vai demorar muito pra eu te ver novamente com aquela camiseta?-Ele sorriu malicioso e eu ri.

-Acho que vou ter que decepcionar você!-Falei ainda rindo.

-Por que?-Ele perguntou confuso.

-Porque desde que me mudei pra cá só durmo usando camisolas.

-Hã...mas não tem problemas!Acho que posso me acostumar com elas.-Ele riu.

-Já aviso que nem de longe elas lembram uma camiseta.-Mordi o lábio para provocá-lo e ele suspirou.

-Tudo bem,eu tenho certeza que elas não vão ficar muito tempo em você mesmo...eu prefiro você sem elas.-Ele falou no meu ouvido.

-Nossa você me deixa tonta...-Eu ri.

-Posso te deixar ainda mais tonta se você quiser.-Ele mordeu o lóbulo da minha orelha.

-Ok...vou ao banheiro e depois se quiser podemos ir algum lugar mais tranquilo.-Rocei meus lábios nos dele.

-Ótima ideia!-Ele sorriu vitorioso.

Me levantei e fui até o banheiro feminino que ficava um pouco distante da nossa mesa, senti um calor dominar meu corpo. Me apoiei na pia do banheiro com as duas mãos e sorri ao lembrar das provocações de Taylor, enquanto passava um pouco de água no meu pescoço para acalmar o calor, estava distraída pensando no quanto senti falta do toque dele, quando senti alguém cravar as unhas no meu braço o puxando brutalmente e me empurrar contra a porta de um dos reservados.

-Você está louca garota?-Falei assustada e com raiva ao ver quem havia acabado de me agredir, era ela, Lily.

-Só vim te dar um aviso, isso não foi nada comparado com o que vou fazer com você se não se afastar do Taylor.

-Já estou vacinada contra pessoas como você!-Gritei furiosa.

-Eu não estou brincando!Fique longe dele ou eu acabo com essa sua vidinha insignificante!-Ela me ameaçou apontando o dedo na minha cara.

-Não tenho medo de você!-A encarei.-Você que deve ficar longe dele para o seu próprio bem, sua maluca!-A empurrei e saí do banheiro.

-Eu te avisei!-Ela gritou do banheiro.

A raiva me subiu a cabeça, pensei em voltar lá e meter a mão na cara dela, mas ela não valia a pena! No fim era isso mesmo que ela queria:Um escândalo!Eu já tinha enfrentado coisa pior e não era uma garotinha mimada que iria me tirar do sério.Cheguei a mesa e Taylor se assustou com meu estado,eu estava enfurecida.

-O que houve?-Ele perguntou preocupado.

-Podemos ir embora?Depois eu te conto!-Pedi ainda nervosa.

-Não enquanto você não me contar o que aconteceu.-Taylor disse sério.

-Taylor, por favor,só vamos embora daqui, ok? Podemos ir pra outro lugar que não seja meu apartamento?-Pedi,Taylor exitou um pouco mas acabou chamando o garçom e pagou a nossa conta.

-Vem amor! Vamos lá pra casa.-Ele falou me abraçando de lado.

-Não quero atrapalhar e Kiowa e sei que se ela me ver assim vai ficar louca!-Falei tentando me manter calma enquanto caminhávamos para o carro, foi então que ele notou o estado do meu braço,quando ele foi dizer algo eu simplesmente entrei no carro,não queria preocupá-lo ainda mais.

-Tudo bem...mas agora me diz o que aconteceu, por favor?-Ele pediu num tom carinhoso assim que entrou no carro,estava preocupado.

-Por favor, te explico quando chegarmos, ok?-Eu sabia que Tay ficaria bravo e iria atrás de Lily para tirar satisfações, mas eu não queria dar esse gostinho a ela de ter um escândalo.

Taylor dirigiu como louco até a casa dele, permaneci em silêncio, ele me olhava o tempo todo e perguntava se eu estava bem e eu apenas sussurrava um "estou bem". Quando chegamos ele abriu a porta do carro para mim ,desci e ele passou o braço em minha cintura me abraçando.

-Agora chega!Me conte o que aconteceu!-Ele falou assim que entramos na casa.Eu o abracei forte e comecei a chorar,de raiva!

-Lily...-Eu sussurrei ainda abraçada a ele.

-Lily fez isso?-Ele perguntou assustado olhando meu braço que começava a ganhar um tom roxo.

-E-eu estava no b-banheiro,e senti al-alguém me pegar pelo braço com força e me jogar contra um dos re-reservados.-Falei entre soluços.-Ela me mandou ficar longe de você!

-Não acredito!O que deu nessa garota?-Taylor estava com tanta raiva, eu nunca o tinha visto assim.

-Calma amor, ela não está bem!Está com ciúmes e machucada por você ter a deixado.-Sequei as lágrimas e tentei acalmá-lo em vão.

-Calma? ela está louca!Ela poderia ter feito algo ainda mais grave!-Ele se sentou no sofá atordoado.

-Por favor, calma!Ela não fez nada grave e é isso que importa!

-Por que não quis me contar enquanto ainda estávamos no pub?-Ele me fitou sério.

-E dar a ele o gostinho de te ver fazendo um escândalo?Era isso que ela queria!-Respondi me sentando ao lado dele.

-Me desculpe por isso...-Ele pediu me lançando um olhar triste.

-Shiiu...você não tem culpa!-O abracei.

-Eu não devia ter me envol...

-Pare amor!Já falei que você não tem culpa!Vamos esquecer isso.-Acariciei o rosto dele.

-Vem vamos colocar um pouco de gelo no seu braço,está com dor?E suas costas?-Ele me puxou para o seu colo.

-Dói...um pouco!Meu braço vai ficar com um roxo horrível!-Fiz uma careta.

-Vou pegar gelo e uma pomada para esse roxo!-Ele me sentou no sofá e foi até a cozinha,voltou minutos depois com um saquinho plástico cheio de gelo e me entregou,depois foi até o banheiro pegar a pomada.

-É a primeira vez que venho na sua casa.-Comentei sorrindo e tentando mudar o clima enquanto ele passava a pomada no meu braço e costas.

-Pena que tenha sido por um motivo como esse.-Ele falou colocando o saquinho de gelo no meu braço.

-Você tem bom gosto!-Comentei enquanto olhava a grande sala ao nosso redor, estávamos sentados em um grande sofá branco com almofadas vermelhas,tinha uma estante cheia de livros,cd's e dvd's,uma Tv enorme e uma tapete super fofo e que combinava com as almofadas.

-O meu quarto é ainda mais bonito!-Ele falou no meu ouvido e eu ri.-Fica aqui comigo essa noite?-Pediu fazendo uma carinha tão fofa.

-Calma ai mocinho!-Sorri sem graça.

-Tudo bem,prometo me comportar,mas dorme aqui comigo,por favor?!-Ele fez um beicinho lindo que eu não resisti.

-Ok...só vou avisar a ...-Ai!Droga!-E quando levantei senti uma fisgada forte nas costas onde havia batido quando Lily me empurrou.

-Acho melhor você não se mover bruscamente, é melhor ficar quietinha.-Taylor falou me fazendo sentar de novo.-Deixa que eu pego sua bolsa,mas ainda sim eu acho que deveria ir falar com Lily!

-Não! Deixa pra lá,daqui a pouco eu tô melhor!-Menti, minhas costas e meu braço estavam doendo muito, sem falar no inchaço já visível no meu braço.

-Vou arrumar algo pra gente comer...-Ele seguiu pra cozinha enquanto eu ligava para a .

-Alô?-Ela atendeu meio...ofegante?

-Amiga...tá tudo bem por ai?-Perguntei preocupada.

-Há!oi amiga!-Ela falou meio sem graça.

-Hum...só liguei para avisar que vou ficar aqui com o Taylor na casa dele ok?

-Sim,Claro!-Ela Respondeu.
- o que tá acontecendo?Você está estranha!-Perguntei séria.

-Depois te conto...

-Kiowa está ai?-Perguntei maliciosa.

-Sim...-Ela suspirou.-Mas não é nada do que você tá pensando!Olha depois eu te explico e juro que foi sem querer!-Ela falou toda atrapalhada.

-O que foi sem querer?Perguntei confusa.-Ah!você e ele?OMG!-Eu ri,a ficha tinha caído.

-Amiga não é nada disso,me escuta...

-Se divirta!Me conte tudo depois!-Falei rindo e desliguei.

-O que foi?-Perguntou Taylor segurando uma bandeja com dois sanduíches e dois copos de suco.

-Acho que a e o Kiowa estão juntos!-Falei e ri.

-Juntos como?-Ele perguntou sem entender.

-Acho que eles estão se pegando!-Taylor me olhou surpreso.

-Ele se deu bem,ela é muito bonita e gente boa!-Ele se sentou ao meu lado colocando a bandeja na mesinha de centro.

Comemos nosso lanche e ficamos assistindo tv por um tempo,nós tínhamos que trabalhar no dia seguinte e então fomos dormir.Taylor me emprestou uma camiseta dele e por mais que ele tentasse algo a mais que dormir o sono e meus machucados não permitiram que ele seguisse em frente o que o fez bufar e eu não pude deixar de achar graça no "desespero" dele. No dia seguinte levantei quietinha,estava um pouco atrasada.Me troquei,pedi um táxi e deixei um bilhete no criado-mudo ao lado de Taylor.

"Desculpa sair assim sem dar tchau,

Mas vocês estava dormindo tão bonitinho!

Obrigada pela noite haha

Nos falamos depois!

Te Amo

Xx"

Capítulo 23


Cheguei em casa e ainda dormia,tomei banho e me arrumei,logo ela levantou e foi direto se arrumar.Quando cheguei na cozinha ela me olhava de um jeito estranho,como se estivesse triste.

-O que aconteceu amiga?-Perguntei preocupada.

-Me Desculpa!Eu fiz besteira ontem!-Ela falou quase chorando.

-Fala logo!-Pedi.

-Eu fiquei com o Kiowa!-Ela confessou com as mão no rosto,eu não consegui segurar o riso e ela me olhou sem entender.

-E foi tão ruim assim pra você estar chorando?-Perguntei ainda rindo.

-Não é isso...é que vocês tiveram um lance e tal...-Ela falou sem graça.

-Você sabe que foi um erro!Eu sempre gostei dele como amigo e só!Você achou que eu ia ficar brava e brigar com você?-Ela balançou a cabeça afirmando.-Nada a ver!Eu estou super feliz que isso tenha acontecido!-Falei a abraçando.

-Jura?-Ela perguntou sem acreditar ainda.

-Sim!Amo vocês dois e quero ver vocês felizes!-Falei beijando a testa dela.

-Que alívio!-Ela suspirou.

-Mas eu não estraguei o lance de vocês né?Tipo você não o dispensou por minha causa?-Perguntei preocupada.

-Quando você ligou nós estávamos nos pegando no sofá e as coisas tinham começado a esquentar...se é que você me entende!E ai falei com você e eu disse a ele que precisava te contar se não eu não iria me sentir bem,ele concordou e depois de uns beijos ele foi embora.

-Hum...mas fica tranquila,da minha parte está tudo certo!-Disse sincera e ela sorriu.

-E você e o Taylor?Me conta!-Ela bateu palminhas toda curiosa,eu me sentei ao lado dela.

-A gente SÓ dormiu juntos!-Falei rindo vendo ela me olhar incrédula.

-Sei,eu conheço bem vocês!-Ela não acreditou,foi ai que ela reparou na enorme marca roxa-azulada no meu braço.-O que foi isso?Sexo selvagem é?-Ela perguntou maliciosa,puxei a manga da blusa para cobrir.

-Foi a Lily...-Respondi.

-O QUE?- ficou furiosa enquanto eu começava contava tudo que havia acontecido.

-Só espero que eu não tenha arrumado uma versão feminina do Cristian!-Falei terminando de tomar meu café.

-Eu vou depenar essa franga quando eu encontrar ela!- ameaçou.

-Não amiga! É isso que ela quer...confusões,escândalo!

-Mas você tem que fazer alguma coisa!

-Ela só quer prejudicar o Taylor e nos separar!E ela não vai conseguir!-Me levantei e terminei de arrumar minhas coisas.

-Eu vou é "prejudicar" a cara dela quando eu a encontrar!-Disse irritada atrás de mim enquanto saiamos pro trabalho.



POV Taylor


Fui buscar no trabalho,tudo ainda parecia um sonho!Fomos para a casa dela e enquanto ela se arrumava fiquei conversando com na sala.

-Ela está tão feliz!- comentou.

-Só ela?Eu não me sentia tão feliz há muito tempo!-Falei sorrindo.

-Que bom que as coisas deram certo!Ela merece ser feliz...vocês merecem isso!

-Obrigada!Eu juro que vou fazer o possível e o impossível para isso acontecer.

-Acho bom!Ainda te devo uns bons tapas!-Ela brincou.

-Estou pronta!- anunciou entrando na sala,ela estava linda demais,como fiquei todo esse tempo sem ela?

Depois de elogiá-la e me zoar,fomos para o pub mas antes precisava beijá-la,sentir o gosto dela para ter certeza de que aquilo tudo era real,meu corpo entrava em combustão só com o toque dela,um pouco contra a minha vontade nos separamos e seguimos para o carro.

O pub em questão era um lugar com um estilo meio "faroeste",eu gostava de lá e sempre estava ali com os amigos,e por falar neles,Steve resolveu aparecer,fazia um bom tempo que não nos falávamos já que ele estava em Nova York,finalmente ele conheceu .Eu tinha tantas coisas para contar para ele mas agora não era o momento,marcaria algo com ele em breve para fofocarmos igual duas velhas.

Voltei minha atenção para ela,como ela era linda e sexy!Eu estava morrendo de vontade de tê-la em meus braços e fazer amor com ela a noite toda,me lembrei do nosso último fim de semana juntos,do quanto nos amamos,aqueles dias que fiquei com ela no Brasil foram sem dúvida especiais.Comecei a provocá-la,falei da camiseta dos Beatles que ela usava naquela noite em que cheguei,ela se esquivou das provocações mas sei que queria tanto quanto eu,sabia que uma hora ela iria ceder e não deu outra,ela foi ao banheiro mas não sem antes dizer que se eu quisesse poderíamos ir embora e eu não iria perder a oportunidade.

Quando eu a vi voltando para a mesa sorri,mas meu sorriso sumiu assim que vi seu rosto enfurecido,fiquei desesperado!Perguntei o que tinha acontecido mas ela teimosa que era não quis dizer,ela sabia que eu iria atrás de quem tivesse a deixado daquele jeito e com a raiva que eu estava sentindo essa pessoa estaria realmente ferrada!

Continuei insistindo mas ela só me contou o que tinha acontecido quando chegamos a minha casa,ela começou a chorar abraçada a mim e quando ouvi o nome de Lily a raiva me cegou!Como aquela garota pode ter coragem?

tentou argumentar,dizendo que Lily não estava bem,que ela tinha ciúmes mas é claro que não ouvi!Queria sair dali e ir atrás dela e se os pais dela não tomassem uma atitude,eu mesmo tomaria! me impediu,me senti culpado,se eu não tivesse ficado com aquela louca...

Resolvi deixar isso quieto por hora,cuidaria primeiro da minha namorada e a raiva foi passando aos poucos.Ficamos conversado e a convidei para dormir aqui,é claro que com segundas intenções,mesmo com toda essa confusão meu corpo ansiava pelo dela,mas meus planos foram por água abaixo já que ela sentia muita dor nas costas e no braço machucado.Meu desejo ia ter que esperar,mas me senti feliz quando no meio da noite acordei e pude senti-la dormir com a cabeça no meu peito,para mim o que bastava era estar com ela.

Na manhã seguinte acordei sentindo falta daquele leve peso sobre mim,abri os olhos mas ela não estava,droga será que eu sonhei?Me espreguicei e quando levantei dei de cara com um bilhete em cima do criado-mudo,não foi um sonho,eu tinha a mulher da minha vida de volta e era tudo que eu precisava para ser feliz.

Tomei uma banho e me arrumei,estava terminando de tomar café quando meu celular tocou,era minha mãe.

-Oi mãe!-Atendi.

-Filho,que saudade!-Ela falou carinhosa.

-Como a senhora está?-Perguntei.

-Bem,estou te ligando para organizarmos as festas de fim de ano...

-Caramba já?-Fui pego de surpresa.

-Taylor já é quinze de Dezembro!

-É mesmo...-Eu estava realmente perdido nas datas.

-Sim!O natal será aqui em casa e você estará aqui certo?O ano-novo você também passará conosco?

-Não sei...não planejei nada...

-Então decida o que vai fazer e depois me ligue.

-Ok...até mais tarde mãe.-Eu não tinha me dado conta de como o tempo tinha passado rápido,decidi pedir a ajuda de ,liguei para ela.

-Oi amor!Bom dia!-Ela atendeu.

-Oi meu anjo!Senti sua falta quando acordei...-Falei manhoso.

-Desculpe não ter esperado você acordar,mas eu estava atrasada.

-Tudo bem,eu ia te convidar para almoçar mas daqui a pouco estou saindo para uma entrevista e não sei quanto tempo vou ficar lá...então posso passar na sua casa a noite?

-Claro!

-Ok...preciso de sua ajuda!

-Com o que?-Ela perguntou curiosa.

-A noite nós conversamos...-Eu ri,adorava deixá-la curiosa.-Te amo!

-Vai me deixar curiosa né?-Eu resmunguei um "Uhum".-Ok nós vemos mais tarde...tbm te amo!

Quando cheguei na tal entrevista encontrei Boo Boo e Kiowa.

-Hey caras!-Os comprimentei.

-E ai Tay como você tá?-Perguntou Kiowa.

-Muito bem e você?

-Bem também...preciso te contar uma coisa!-Ele disse empolgado.

-Conta ai!-No fundo eu já imaginava o que ele iria dizer.

-Eu fiquei com a !-Ele disse sorrindo e eu já sabia que era isso mas me fiz de desentendido.

-Sério?Que legal!-Estava realmente feliz por ele.

-Será que a não vai ficar brava...sei lá sabe como é...-Ele disse preocupado.

-Tenho certeza que não!Ela quer ver vocês bem e ela já tinha comentado comigo que achava que vocês estavam de rolo.

-Verdade?

-Sim,mas você hein?é rápido!

-Eu não planejei nada!Quando vi estávamos nos beijando!-Ele riu.

-Vou lá pra casa das meninas a noite não quer ir junto?

-Não quero atrapalhar você e a .-Ele falou malicioso.

-A vai estar lá também...-Respondi no mesmo tom.

-Pensando por esse lado acho que vou!-Ele gargalhou.

-Então,vou combinar com a o que vamos fazer nesse final de ano.

-Já tem alguma ideia?

-Pior que não...mas eu queria aproveitar para apresentá-la aos meus pais.

-Já sei!Faz uma festa e convida todo mundo!-Sugeriu animado.

-Boa ideia!Mas minha mãe já avisou que o natal será na casa deles e eu não sei se a vai querer passar aqui ou com os pais...humm mas eu poderia fazer isso no ano-novo se ela for ao Brasil no natal!

-Isso ai!Já está resolvido ano-novo na casa do Taylor.-Boo Boo foi se metendo animado no meio da nossa conversa.

-Folgado!-Brinquei.

-A noite você conversa com ela e vê quais são os planos dela!-Disse Kiowa.

-Uhum...vamos trabalhar então?-Perguntei enquanto entrávamos na sala onde seria a entrevista.

-Hey sabe da última?-Perguntou Kiowa.

-Que última?-Perguntei sem entender.

-Sua ex,a Lily,foi vista na maior festa com vários caras ontem em um pub,estava todo mundo comentando que ela não parava de chamar os caras de "Taylor"!-Kiowa disse em tom de brincadeira.

-Alguém está precisando por limites nessa garota,acho que vou ter que dar um jeito nisso...-Falei mais para mim mesmo.

-Dar um jeito em que?você nem fala mais com ela não é?-Kiowa perguntou confuso.

-Longa história...outra hora te conto!-Disse me aproximando da repórter que iria fazer a entrevista.



N/A: Amoreeees!
Que saudades!
Poxa desculpem a demora,mas estava com problemas e mais problemas...=/
Espero que gostem dos novos capítulos e comentem!!por favor!
Sei que a história deu uma acelerada mas não queria ficar de muita enrolação!hehe
E essa Lily hein?Garotinha doida!O que vocês acharam?Será que o Taylor vai conseguir manter ela longe?Será que ele e a pp vão ter sossego?
Aguardem...rs
Bjokas
Sil Lautner


Capítulo 24

POV
-Acabei de falar com minha mãe!-Comentei com  enquanto ela entrava na nossa sala.
-E ai como estão as coisas por lá?-Ela perguntou.
-Bem, contei sobre Taylor e ela ficou super feliz!
-Eu imaginei que ela ficaria.
-Ela quer que a gente vá passar o natal lá.
-Caramba! É mesmo! O natal tá ai!- falou surpresa.
-Nós vamos né?-Perguntei.
-Claro! Hum...mas e o Taylor?
-Eu queria que ele fosse mas, não sei se ele já tem planos com a família.
-Mas voltamos antes do ano novo não é?
-Sim, a revista vai fechar por alguns dias para as festas de final de ano, vamos voltar a trabalhar dia quatro de Janeiro.
-Perfeito!
-Precisamos fazer compras de natal!-Falei me animando com a ideia e  concordou com a mesma animação.
  Resolvemos não perder tempo, como nosso trabalho já estava bastante adiantado saímos um pouco antes da hora do almoço rumo ao shopping mais próximo. Para meus pais e o Adam a escolha dos presentes foi rápida, faltava apenas o da , Kiowa e é claro, o do Taylor.
-Tenho que comprar seu presente! Então vai dar uma volta!-Falei rindo para .
-Ok...vou comprar o seu também!-Ela saiu toda contente.
  Parei em frente a uma joalheria, achei uma pulseira prateada linda e pedi para gravar a palavra "friendship",que significa amizade em inglês, sabia que ; ficaria louca com seu presente. Para Taylor foi mais difícil, como escolher um presente para um cara que já tem tudo? Depois de procurar por toda joalheria finalmente decidi por um relógio lindo cravejado de brilhantes. Agora só faltava Kiowa, me lembrei que ele havia comentado que adorava video-game então comprei um portátil para ele.
  Quase uma hora depois eu encontrei com , almoçamos em um fast food e estávamos voltando para o prédio da revista conversando animadas sobre nossas compras. Chegando na revista estávamos jogando conversa fora com a nossa editor-chefe quando meu celular tocou, pedi licença e fui atender no corredor, o número era desconhecido, mas pensei que era Taylor e atendi sem pensar duas vezes.
-Alô?
-Gostou da surpresinha de ontem vadia? Espero que seu bracinho esteja bem dolorido! Da próxima vez arranco ele de vez!-Falou a voz raivosa do outro lado da linha.
-Lily, desiste!-Falei tranquilamente.-Eu e Taylor já passamos por tanta coisa, não é você e sua infantilidade que vai nos separar!-Desliguei na cara dela. Respirei fundo antes de voltar para a sala, não queria transparecer a raiva que sentia. Quando entrei na sala,  já me olhou desconfiada, Ester foi chama por um de nossos colegas e nos deixou sozinhas.
-Que cara é essa?- foi logo perguntando.
-Você me conhece tanto assim?-Eu ri nervosa.
-Te aturo há tanto tempo!-Ela riu e eu mostrei a língua.
-Lily...-Sussurrei enquanto me sentava de frente para ela.
-De novo? O que essa vaca fez agora?-Perguntou  irritada.
-Acabou de me ligar ameaçando arrancar meu braço da próxima vez. -Respondi.
-Você é muito boazinha! Eu tinha enfiado a mão na cara dela ontem!
-Ela tá começando a me tirar do sério...-Falei entre dentes.
-Se você não fizer nada ela vai continuar te atormentando.
-Será que eu e o Taylor nunca vamos ter sossego?-Bufei tentando voltar minha atenção pro trabalho.
   A noite Taylor e Kiowa foram lá em casa, não contei sobre o telefonema que recebi. Tay estava animado planejando uma festa de Reveillon e Kiowa prontamente ofereceu sua casa na praia, sabia que Taylor faria beicinho quando dissesse que iria passar o Natal com meus pais mas ele entendia que eu sentia muita falta deles e de Adam ,me fez prometer que convidaria eles para a festa de Reveillon.



Capítulo25
   Faltavam dois dias para nossa viagem, eu e  novamente fomos as compras, faltava apenas nossas roupas para as festas. Lily continuava me atormentando com telefonemas, nas primeiras vezes eu atendi pois não reconheci o número mas depois simplesmente deixei o telefone tocar.
  Já tínhamos rodado quase todo o shopping,  comprou um vestido vermelho de um ombro só com detalhes brancos, bem justo na cintura e para o Reveillon ela escolheu um perolado simples de alcinhas.
-Não consigo me decidir!-Falei segurando alguns vestidos que amei.
-Para o Natal? Leva esse vermelho aqui!- retirou um vestido vermelho tomara-que- caia lindo!
(Foto do vestido)

-Vou levar!-Falei guardando os que eu tinha pego e corri para o provador ver como ficaria o vestido que ela escolheu.
-Nossa! Ficou lindo! Se o Taylor te ver assim vai achar que você é o presente de Natal dele!- comentou rindo.
-Tudo bem, agora só falta o do Reveillon!-Falei enquanto fechava a cortina do provador para me trocar.
-E aquele longo que você tinha pego?
-Ah vamos estar na praia...quero algo mais curto e simples!-Respondi rindo.
-Humm...e a Lingerie?-Perguntou ela gargalhando em seguida.
-É o que vamos comprar em seguida meu bem! Só estou ainda indecisa com a cor!-Sorri pra ela saindo do provador. -Estava pensando em branco mesmo...afinal eu e o Taylor precisamos de paz!
-Branco é broxante!-Discordou  e nós duas rimos.-Vai por mim e compra uma vermelha! Paixão nunca é demais!
-Vai usar uma vermelha então?-Perguntei maliciosa vendo-a ficar vermelha.
-Com certeza!-Ela riu.
  Depois de andar mais um pouco finalmente achei um vestido que chamou a minha atenção, era lindo e do jeito que eu queria!

-É lindo!- falou assim que me viu vestida com ele.
-É esse!-Falei feliz
 Depois de pagar, nossa última parada foi na loja de lingerie. Rimos muito enquanto escolhíamos o que levar,  se empolgou e comprou quase uma dúzia!
-Nossa, pelo jeito as coisas andam animadas com o Kiowa!-Brinquei.
-Pára! Você e o Taylor são muito piores!-Ela falou corando.
-Como você tem tanta certeza?-Perguntei rindo.
-Eu e o Kiowa com certeza não fazemos tanto barulho quanto vocês!-Ela gargalhou e eu fiquei totalmente sem graça. -Desculpa! Mas é verdade!- continuou me provocando e me deixando mais envergonhada.
-Prometo diminuir o volume!-Falei me escondendo atrás de um manequim.
-Graças a Deus! Meus ouvidos inocentes agradecem!-Ela ria sem parar e eu lhe dei um tapa no braço.
  Escolhi um lingerie vermelha e minúscula ,eu tinha comprado algumas coisas antes de me mudar e então estava bem "abastecida" nessa área. Saímos da loja parecendo duas garotinhas saindo de uma loja de doces, felizes e sorridentes! Enquanto brincávamos uma com a outra o celular de  tocou e ela ficou um pouquinho atrás de mim conversando toda melosa com Kiowa, eu estava realmente feliz pelos dois.
  Enquanto  conversava eu olhava distraída as vitrines das lojas da Rodeo Drive, era sem dúvida uma das minhas partes favoritas da cidade, eu como sempre olhei para os dois lados antes de atravessar, mas do nada surgiu aquele carro em alta velocidade que vinha direto pra cima de mim! Não sei explicar o que aconteceu, mas eu simplesmente senti as minhas pernas paralisarem e não consegui raciocinar, meu braço foi puxado para trás e eu senti que cai em cima de alguém que só alguns segundos depois percebi ser , logo depois de quase me atropelar o carro prateado parou bruscamente e abaixou o vidro do passageiro e só ouvi  gritar:
-É ela! Aquela vaca desgraçada! É a Lily!-Ela mal terminou de falar e o carro saiu cantando pneu e sumiu das nossas vistas.
  Eu não conseguia nem levantar de onde estava, fiquei em estado de choque! Como caímos de mal jeito de imediato senti meu tornozelo latejar, lembrei do que minha mãe sempre dizia: "dos males o menor!" ainda não tinha caído a ficha de que aquela garota era capaz de uma loucura dessas.
-Lily...-Sussurrei chocada.
-Eu vou matar aquela garota!- estava enfurecida.
  Algumas pessoas vieram nos ajudar, falavam comigo mas eu não conseguia responder. Ouvi a voz de  mas parecia que ela estava muito longe, ela falava ao celular e algum tempo depois ela me levou com cuidado até um bistrô qualquer, onde me sentei, um tempo depois vi Taylor entrar pela porta desesperado.
-Amor como você está? O que aconteceu?-Ele perguntou preocupado, eu não consegui responder, o abracei e comecei a chorar. Ele vendo o estado do meu pé, onde o tornozelo já tinha dobrado de tamanho de tão inchado que estavam me pegou no colo e me levou até seu carro, me colocando com cuidado no banco do passageiro. Vi  guardar nossas coisas no porta-malas e foi então que percebi que Kiowa também estava ali, ele sorriu pra mim e eu forcei um sorriso de volta, então Taylor e  entraram no carro.
-O que aconteceu ?-Taylor perguntou enquanto manobrava pra sair.
-Lily tentou atropelar !- falou chorando.
-O que?-Taylor freou bruscamente e parou novamente no acostamento e então  contou o que aconteceu, os olhos de Taylor ficaram cheios de raiva e depois marejaram me fitando.
-Me perdoe! A culpa é minha!-Ele disse com a voz embargada.
-Amor não...-Tentei falar, mas ele me cortou.
-Não venha me dizer que não é!-Ele disse voltando a ligar o carro e pegando a rua novamente. Ficamos em silêncio total, só ouvia  fungar ainda chorosa no banco de trás enquanto ele guiava como se tentasse se localizar.
-Eu estou bem! Não preciso de hospital!-Reclamei enquanto ele parava em frente de um hospital. Mas ele nem me ouviu, desceu e de novo me pegou no colo me levando para dentro do prédio.
-Não reclame! Olha o estado do seu pé!-Ele respondeu.
-Isso mesmo! Se você tivesse contado tudo pro Taylor desde que aquela maluca começou a te ameaçar, talvez nada disso tivesse acontecido!- "despejou" tudo irritada enquanto Taylor me sentou em uma cadeira na sala de espera
-Ela te ameaçou? Por que você me escondeu? Fora aquele dia no pub e hoje, o que mais aquela louca fez?-Ele cruzou os braços e ficou esperando eu responder.
-Ela...me ligou algumas vezes...fazendo ameaças. -Respondi baixinho e o vi socar a parede.
-Vamos cuidar do seu pé primeiro e com a Lily me entendo depois!-Ele disse e seguiu até a recepção.
  Depois de me examinarem dos pés a cabeça, eu nem quis reclamar porque já tinha visto o quanto Taylor estava irritado, o médico me liberou com um tornozelo enfaixado e disse que por sorte tinha sido apenas uma luxação, me entregou a receita com a medicação pra dor e finalmente  fomos pra casa. O caminho foi um silêncio total, sempre que parávamos e um semáforo Tay aproveitava para acariciar meu rosto ou minha mão.
  Quando chegamos ao meu apartamento ele me colocou com cuidado na cama, me deu um beijo na testa e sussurrou um "volto logo".
-Aonde você vai?-Perguntei preocupada. Ele sentou ao meu lado e segurou a minha mão.
-O que aconteceu hoje foi muito sério, preciso resolver essa situação. Sei que só vou me estressar falando com a Lily então decidi que a única solução é conversar com os pais dela.-Eu apertei de leve a mão dele e uma lágrima escorreu pelo meu rosto.
-Me desculpe...-Falei o abraçando. -Me desculpe por não ter te contado antes. -Ele se separou do abraço e segurou meu rosto entre as mãos, me olhando nos olhos.
-Linda, não tem que se desculpar...
-Ma-as eu devia ter contado! Só não queria te deixar preocupado...-Disse entre soluços.
-Tudo bem, mas me prometa que não vai me esconder mais nada. -Ele pediu aproximando nossos rostos.
-Prometo!-Respondi encostando nossos lábios.
-Meu Deus! Não sei o que faria se tivesse acontecido algo mais grave com você!-Ele encostou sua testa na minha.
-Fica aqui comigo?-Pedi tentando adiar a visita dele à família de Lily.
-Claro! Mas, primeiro vou resolver isso, ai vou dar uma passada em casa, pegar uma muda de roupa e venho pra cá.
-Tudo bem...-Suspirei, ele estava decidido a resolver o incidente com Lily ainda hoje, Ele me deu um selinho e saiu.
   logo apareceu com um copo de água e o remédio que o médico havia me receitado.
-Obrigada, se não fosse você...-Eu falei a abraçando.
-Eu amo você amiga. -Ela disse me apertando em seus braços.
-Eu também! Desculpa, devia ter te ouvido...você tinha razão.
-Pelo menos você aprendeu alguma coisa!-Ela disse desfazendo o abraço, olhei pra porta e Kiowa estava lá parando nos olhando.
-Vem cá!-Chamei ele com a mão e ele abraçou nós duas.
-Jura que da próxima vez você vai dar a mão pra  antes de atravessar a rua?-Ele brincou nos fazendo rir.
-Não tenho culpa se tem uma louca querendo me matar!-Respondi rindo.
-Vou contratar um segurança pra você. -Ele continuou brincando.
-Tô preocupada com o Taylor.-Eu disse inquieta.
-Ela não vai fazer nada pra ele! Tay foi conversar com os pais dela e na boa, eu acho que aquela garota tem que se tratar.
-Kiowa tem razão, Lilly está perturbada. - disse me fazendo ficar ainda mais pensativa.

POV Taylor
  Estava na joalheria com Kiowa, estávamos comprando os presentes das meninas. Ele acaba de escolher o presente de , eu ainda estava em dúvida, Kiowa então se afastou para ligar pra . Eu finalmente me decidi e a vendedora estava terminando de embrulha-lo quando Kiowa se virou assustado pra mim.
-Aconteceu alguma coisa com a !-Ele falou com os olhos arregalados.
-O que foi cara? Me diz logo!-Pedi desesperado.
-Não sei, eu ouvi  gritar o nome dela, ai escutei uma freada e a ligação caiu. -Enquanto ele falava meu celular começou a tocar.
-Alô, ? O que aconteceu?-Perguntei enquanto pegava o embrulho e saia da loja como um raio.  estava nervosa, falando rápido e chorando, só consegui entender que  quase tinha sido atropelada, com muito custo ela conseguiu dizer onde elas estavam e então eu e Kiowa seguimos direto pra lá.
   estava sentada em umas das mesas do pequeno bistrô com  ao seu lado, parecia em estado de choque, os olhos arregalados e quando me aproximei mal conseguia falar, só chorava. Minha primeira reação foi verificar se ela não estava machucada, vi seu pé inchado e a peguei no colo e a única coisa que passava pela minha cabeça era levá-la para o hospital mais próximo.
  Ela só sabia chorar, então  foi me contando tudo que havia acontecido, senti uma raiva incomum tomar conta de mim quando soube que a culpada era Lily, como ela poderia ter chego a esse ponto? E se tivesse acontecido o pior? Um turbilhão de pensamentos tomou conta da minha mente, eu juro que se Lily aparecesse na minha frente naquele momento eu perderia a cabeça.
  Chegando ao hospital eu não sosseguei até o médico garantir que  estava realmente bem, graças a Deus foi só a luxação no pé e pequenas escoriações no braço e nas mãos. Eu precisava fazer alguma coisa, ainda mais porque descobri que Lily já a ameaçava há algum tempo, precisava fazê-la parar e só com a ajuda dos pais dela conseguiria isso.
  Depois de deixar  no quarto dela quando passei pela sala pedi para  cuidar dela pra mim, como se precisasse pedir.
-Hello ela é minha amiga! É claro que vou cuidar dela!- disse tentando me tranquilizar.
   Antes de entrar no carro liguei para Phil, pai de Lily.
-Alô?-Ele atendeu.
-Phil? É o Taylor.
-Ah Taylor, como vai?-Ele perguntou simpático.
-Não muito bem, você está em casa? Preciso conversar com você. -Disse entrando no carro e dando a partida.
-Sim, estarei te esperando. -Ele respondeu preocupado.
-Mas, por favor, não fale nada pra Lily e acho que seria bom se sua esposa estivesse presente.
-Você realmente está me preocupando. -Ele disse.
-Chego ai em vinte minutos, até daqui a pouco. -Desliguei e segui para a casa dos Collins.
  Quando cheguei no condomínio onde eles moram, imediatamente liberaram minha entrada, respirei fundo antes de tocar a campainha.
-Olá Taylor, entre por favor!-Pediu Mery, mãe de Lily.
-Obrigado. -Sorri e entrei e a segui até a sala.
-Oi Taylor, então nos conte logo o motivo do seu telefonema. -Phil disse enquanto apertava minha mão.
-Não sei como começar, é algo bem sério.-Eu disse meio sem jeito.
-Suponho que seja sobre Lily.-Disse Mery.
-Sim, bem acho que vou ter que começar de alguma forma...-Fiz uma pausa.-Lily e eu ficamos juntos por um tempo vocês sabem, mas as coisas não deram certo e a principal razão é porque eu sou apaixonado por outra garota, Lily sabia disso e eu sei que não foi uma atitude certa ficar com ela sendo apaixonado por outra, mas eu achei que ela tinha aceitado bem o fim do nosso namoro. -Eles me olharam um pouco apreensivos com tudo que eu disse.
-Lily me contou sobre o fim mas, não me disse o motivo.-Mery comentou de cara feia.
-Então, eu essa garota estamos juntos agora e depois daquela história de gravidez, ela começou a ameaçar minha namorada, primeiro no banheiro de um pub onde ela chegou a agredir , depois com telefonemas mas o pior aconteceu hoje...Lily tentou atropelá-la. -Os dois me olharam incrédulos.
-Não pode ser! Lily não seria capaz disso!-Mery disse chorando.
-Infelizmente estou falando a verdade, pode parecer loucura mas, é verdade! Estou aqui porque acho que só vocês podem tomar uma atitude.
-Taylor isso é muito sério, se chegou a esse ponto temos que tomar uma atitude Mery, Lily é nossa filha!-Mery lançou um olhar de poucos amigos para o marido. -Vou ligar para o médico da família, o doutor Jones e pedir ajuda. -Phil pegou o telefone e se afastou por um momento para falar com o médico.
-Eu sinto muito Mery, de verdade. -Falei tentando ser um pouco solidário.
-Você tem consciência de que tem uma parcela de culpa nisso tudo? Se minha filha está perdendo o juízo é por sua causa !Lily sempre foi uma garota doce, a culpa é sua Lautner!-Mery disse entre dentes, me olhou com raiva e saiu da sala me deixando sozinho.
-Onde está Mery?-Perguntou Phil depois de uns dez minutos retornando a sala.
-Acho que ela está muito nervosa com isso tudo e resolveu se retirar. -Respondi.
-Vou conversar com ela, o doutor Jones pediu que fossemos ao seu consultório amanhã para conversarmos pessoalmente, por hora obrigado Taylor.
-Eu tenho que ir, mas por favor me mandem notícias.
-Pode deixar ,assim que puder te ligo. -Disse Phil enquanto apertava minha mão se despedindo, ele me acompanhou até a porta.
  Entrei no carro me sentindo um pouco aliviado, mas a maneira como Mery havia me tratado me deixou triste, mas o que importava nesse momento era voltar e ficar com  e torcer para que as coisas com Lily se resolvessem de vez, espero realmente que ela recupere o juízo e seja feliz e principalmente encontre alguém que a ame de verdade.

N/a: Oi gente!
Depois de muitos problemas e falta de inspiração aqui está a att!!
Espero que gostem e comentem!!!
Bjoos
Sil Lautner

32 comentários:

  1. Adoro essa fic. Kiowa tinha que sofrer um pouquinho afinal a PP é do taylor. Escreve mais capítulo logo,to ansiosa.

    ResponderExcluir
  2. Fiquei orgulhosa do Kiowa. Ele foi maduro o suficiente pra receber um pé na bunda, continuar amigo da PP e ainda dar toques pro Taylor.
    Finalmente a PP sabe q a Lilly nao tava gravida. Isso já ajuda bastante! Estou curiosa pra saber como o Taylor fará pra reconquista-la
    Posta mais logo! Bj

    ResponderExcluir
  3. AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI MUITO, TO VICIADA!! HUAHUAH

    ResponderExcluir
  4. Não precisa nem dizer que amei né!?
    Finalmente a PP viu que não tinha futuro com o Kiowna. Mas eu fiquei com uma dó dele tadinho :'(
    Agora quero ver o que o Taylor vai fazer pra reconquistá-la.
    QUERO MAIS!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Ain, Kiowa foi um divo!! Adoooorei o modo como ele lidou com toda essa situação. Certamente não foi fácil deixar a mulher que ama ir embora, mas seria pior querer mantê-la por perto se ela não sente o mesmo.
    Ele reamente foi muito maduro e merece alguém que o faça feliz. :)
    Ain, e agora a PP e o Jake não tem mais nenhum obstáculo, além deles mesmos, para ficarem juntos. Vamos ver como eles irão recomeçar. :)
    Adorandooooooo demais, bjssss!!!!

    ResponderExcluir
  6. Nossa Binhablack, você falando de novo o que esta na minha cabeça depois de ler mais um Cap. de mais uma fic. kkkk Bem agora é só torcer pro nosso casal né!!! Pena que a fic ta no fim mas como alguém já dizia nada dura pra sempre! To adorando a história e estou com você Sil até o final!! Bjos e posta mais to ansiosa por mais caps. Até a próxima ah não demora!

    ResponderExcluir
  7. Ameii to acompanhando , mas por favor finalize logo essa fic ;(( Eu ñ aguento de curiosidade..E Parabéns pra vc..Amei a historia bjs Aguardando

    ResponderExcluir
  8. Posta logo os proximos capitulos

    ResponderExcluir
  9. Nesse site vcs atualiza em quanto em quanto tempo

    ResponderExcluir
  10. De onde vc tira tanta imaginação, Foi tipo assim maravilhoso , se é q me entende kkkkkkk e com o Taylor então Ameii Ameii quero bis Não demoro a postar o reto da fic, eu olho diariamente o blog mais nada de atualizações , minha anciedade é muito mais muita mesmo.. aH VC PODERIA FAZER UM LIVRO COM ESSA FIC pARAB=ÉNS E POSTE LOGO OS PROXIMOS CAPITULOS;nEM TE CONHEÇO E JÁ SOU TUA FÃ E PROMETE FAZER MAIS FICS COM O TAYLOR pROMETO Q Ñ DEIXO DE OLHA O SITE E SE VC TIVER ALGUM BLOG BOTA O LINK QUANDO FOR BOTAR A FIC (bOM ERA SÓ ISSO DESABAFO Meu )Bjs Até a proxima atualize logo parabéns ;))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei seu comentário!são coisas assim q me motivam a continuar!obrigadaa bjos
      Sil Lautner

      Excluir
  11. Acho q ela vai engravidar do Taylor Omg...Essa PP em, Muito boa a historia amei amei ...

    ResponderExcluir
  12. AMEI VOCES POSTAREM MEDO DE AMAR TAVA COM SAUDADES

    ResponderExcluir
  13. Ai que lindo! Mais um post!! Estava com saudades!! Gente, a Lily é doida!!(disso eu já sabia mas...) Machucar a pp por causa de ciumes e inveja!!!Deus assim já é de mais!! Esses dois juntos!!! *suspira* To Amando a fic Sil! Posta mais e não demora viu! Bjos

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. bem e a primeira vez que eu comento nessa fic , e já tinha lindo ela antes e amei e agora decidi deixa meu comentário.. amei. adoro essa fic e o capitulo tava demais to só com um pouquinho de pena da att que tem que aguenta essa maluca da lily, parece que essa doida não vai larga do pé do tay tão cedo... mais tô amando a fic parabéns e prometo continua comentado.. só não demore para posta sem não vou fica sem unhas kkkkkk

    ResponderExcluir
  16. Esse Taylor é bem danadinho hein ahahhahaha apressado!
    E rapido é o Kiowa hein... Já ta pegando minha amiga hahahhaha
    E essa Lily vadia! Ela merece que eu dê umas porradas nela. O que será que o Taylor vai fazer pra parar ela? To curiosa
    Posta mais logo, bjs

    ResponderExcluir
  17. Eu amei acompanhando

    ResponderExcluir
  18. Amei!! Essa Lily... Aff desgruda chiclete!! Taylor safadinho!!(adooooro)kkk Posta mais! Bjos!!

    ResponderExcluir
  19. Ownt, Taylor e a PP são tão fofos juntos. E Tay ficou a ver navios, coitado!! Graças a Lilly... ¬¬ Aquela vaca sem vergonha. Ela tinha que estragar a noite do nosso casal. Argh!! Que raiva!! Espero que ela receba uma bela lição. u.u
    Ahhh, Kiowa e a amiga da PP juntos?! Que lindos!! Eles merecem mesmo encontrar a felicidade e estando juntos essa chance aumentou e muito. ^_^
    Amandooooo demais, demais!!!
    Bjinhosss!!!

    ResponderExcluir
  20. Tipo.assim vc eh uma Diva... amo a sua fic e estava morreeeeeeeeeeendo.de saudades de uma att de Medo de Amar. Caramba que capitulos adorei escrita leve e cativante. E essa Lilly LOUCA DE PEDRA senhor gzuis ela não vai sossegar enquanto ninguem der um basta nela. E nosso segundo casal que lindo sabia que ia dar certo kiowwa e a amiga da pp . E estou louca para aproxima att. Beijinhos e inte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own obrigadaaa!
      Feliz demais com seu comentário...
      bjos

      Excluir
  21. Ai que saudades que eu estava dessa fic,vc sumiu nós deixando na saudade,mais agora voltou com tudo,por favor não suma mais.

    ResponderExcluir
  22. Oi Flor, estava com muitas saudade de suas atualizações. Vamos agradecer a Santa Inspiração por nos agraciara com 2 capítulos. Uhullll
    Quantas emoções heim?? Adorei os capítulos. A Lilly tem que levar uns bons tapas para ficar esperta (rs). Por favor, não nos deixe sofrer por tanto tempo, ok?
    Bjoks
    Analuamel

    ResponderExcluir
  23. Calma ai! A vaca da Lilly tentou me atropelar? Ah mais essa vadia vai se ver comigo! Ainda bem que o Taylor foi falar com os pais dela. Tomara q ela seja internada. Mal amada maldita! argh! Só puder ler a att agora, pq tava com problema de script. Mas, espero q vc att logo novamente. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei o comentário!!Já,já mando a att...
      bjos

      Excluir
    2. voltei a escrever!Em breve tem att

      Excluir
  24. Adoro essa fic ansiosa pelo proximo capitulo

    ResponderExcluir
  25. Aguardando ansiosamente pela atualização!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir